Legends of Tomorrow – 2×14 – Moonshot

Imagem: Banco de Séries

Necessito de um breve momento para poder compreender os eventos deste episódio. Ainda não consigo conter o riso, toda vez que vejo a cena de Stein e Mick cantando Beetlejuice. Ou talvez a tensão das cenas do espaço tenho elevado a adrenalina do meu corpo, a ponto de não saber organizar meus pensamentos. Tudo que pude absorver está sendo segmentado e os eventos até agora parecem encaminhar a série para um final satisfatório. Ainda não nos foi revelado como a Lança do Destino irá afetar todo o universo da DCW, mas é certo que os eventos não ficam restritos às nossas queridas lendas.

Que Eobard Thawne é o melhor vilão da Liga do Mal, isso todos nós sabemos. O trabalho realizado pelo ator vem se mantendo constante desde a época de Flash. Não é atoa que ele é o único que salva por ali. Mesmo com as dificuldades em ter a Lança pra si, ele raciocinou bem ao colocar sua vida em jogo. O plot paralelo de Hunter Solomon à sua busca, traz identidade ao vilão, que não está ali só para preencher espaços. Agora, com as partes da lança quase unidas, espero que não criem uma enrolação infinita para desenvolver a vida de cada vilão. Até porque não sei se estou preparado pra conviver com esse mesmo plot em uma próxima temporada. Já saturou demais…

Continua após a publicidade

Imagem: Banco de Séries

Papo vai e papo vem e nossa querida JSA é desmembrada um a um. Dessa vez, foi a hora de nosso querido comandante dar adeus às telinhas – pelo menos é o que acreditamos, né!? O herói realmente se sacrifica e não altera os efeitos da linha temporal, gerando dúvidas sobre o ato final de Nate ao conversar com seu pai versão Kids no fim. Às vezes as mudanças vem a passos de tartaruga e ainda não são exemplificadas. Risco por risco, Amaya está a um fio de mudar a realidade de seu povo, e espero que isso não tire nossa querida e eterna Mari de cena. Apesar de ter me identificado muito com Amaya, ainda não esqueço de nossa querida Vixen do século XXI.

Como era mesmo aquela música!? “O capitão mandou, o marujo, sim senhoooor…“. Exatamente, meu caro Rip, não adianta voltar e querer sentar na janelinha. Sara agora comanda a Waverider, e o faz muito melhor que você. Ainda bem que colocaram essa percepção no personagem pra evitar mimimi desnecessário. Sua posição dentro do time ainda é contestável e acredito que eles devem ter que fazer algo incrível para mudar minha opinião a respeito do antigo capitão – ainda acho ele um mosca morta. Time por time, nossos originais e novos agregados deram conta do recado muito bem nestas últimas semanas.

Falando em formação de equipe, no próximo episódio teremos uma participação mais do que especial em cena. Inclusive, alguém que, pelo que foi apresentado na promo, tem pequenas e esperançáveis chances de voltar a incorporar a série. No meio de uma guerra revolucionária, ele retorna… O grande rei gelado de nossa equipe. Sim, meus caros: Leonard Fuckin Snart. O personagem fez participações nesta semana em Flash, mas parece que estará visível a tudo em todos na nossa querida Legends.

Não deixem de conferir este possível retorno e as grandes novidades dá série aqui no Mix. Abraços e até a próxima! 😀

[youtube]https://youtu.be/TvtDTtEvOT0[/youtube]

Lucas Franco

Lucas Franco

Mineiro, Escorpiano, 20 Anos, Estudante de Medicina. Direto do Arkham Asylum para o Mix. Eterno fã de Chuck, E.R. e Friends (RIP). Por entre as madrugadas vive a dualidade dos estudos e das séries. No Mix, escreve as reviews de Quantico, The Good Doctor e Legends of Tomorrow.

No comments

Add yours