Limitless – 1×12 – The Assassination of Eddie Morra

Limitless – 1x12 – The Assassination of Eddie Morra

Imagem: Captura de Tela/Reprodução

 

Confesso que não esperava que o episódio – menos ainda a série – fossem inserir outra pessoa que use e domine o NZT. Mostrar o Senador Morra pensando na melhor maneira de lidar com o atentado como se isso fosse só uma coisinha de nada foi simplesmente espetacular, e nos deu a oportunidade de lembrar do papel de Bradley Cooper no filme que deu origem à série.

Piper foi outra surpresa divertida do episódio. O Senador e o FBI parecem ter se dedicado bastante em remover o NZT das ruas, restringindo o acesso dele o máximo possível, fazendo com que seja no mínimo intrigante que alguém – especialmente alguém disposta a matar o Morra – tenha acesso a droga.

Continua após a publicidade

É claro que não seria Limitless se o episódio todo fosse procedural e sério. Brian pensando nos cenários do que aconteceria quando ele entrasse na sala para lidar com Sands e o FBI simultaneamente foram simplesmente hilários.

Limitless – 1x12 – The Assassination of Eddie Morra 2

Imagem: Captura de Tela/Reprodução

“The Assassination of Eddie Morra” também marcou o retorno de uma das melhores caracteristicas narrativas da série: o dialogismo de Brian com os diferentes aspectos dele que o NZT cria. É mesmo que seja, em certos níveis, estrutural e esteticamente redundante – afinal, todas as vezes em que Brian enfrenta uma escolha de Sophia, esses traços da personalidade (que agora até incluem Sands e o pai de Brian) são usados – não deixa de ser uma característica que merece ser citada.

Mas se vamos falar sobre falhas do episódio, o repentino surto de brilhantismo e eficiência de Rebecca e Boyle não poderia passar em branco. É meio que conveniente demais que no episódio em que Brian se afasta da investigação por causa de seus dilemas morais os bons e velhos policias consigam fazer o trabalho deles com excelência. Talvez a série tenha pretendido criticar esse quase-arquétipo já fixado, mas é mais provável que tenha sido só mais um “complete as lacunas”.

Limitless fecha o episódio com um score positivo, e o discurso de Sands sobre o mundo real – coroado pela quote “All things pass” – foi outra surpresa agradável da série para os fãs. Não comentarei o “desfecho” de Piper, porque estava óbvio que Brian não tinha realmente matado ela. A série retornará no próximo dia 19, e enquanto isso, teremos que imaginar como a candidatura de Morra a presidência irá afetar o rumo da série e as decisões de Brian. Mas por hoje, deixo o meu au revoir aqui.

Tags Limitless
Richard Gonçalves

Richard Gonçalves

Estudante de Letras, apaixonado por quadrinhos, música e cinema. Viciado em séries desde sempre. Fã de carteirinha de Doctor Who, House, Battlestar Galactica, Sherlock, 24 Horas, The Borgias, Penny Dreadful, E.R. e Lost. Aqui no Mix de Séries é editor de reviews, além de escrever as reviews de Marvel's Jessica Jones, Marvel's Agents of S.H.I.E.L.D. e The Originals.

No comments

Add yours