Loki, episódio 2: final explicado e spoilers

Loki episódio 2

O segundo episódio de Loki está entre nós, e ele nos ofereceu mais pistas sobre o que de fato está acontecendo com o amado personagem.

Continua após publicidade

Agora que o Deus da Trapaça está trabalhando firmemente com a Autoridade de Variância do Tempo, após sua fuga de Vingadores Ultimato, as coisas só vão ficar mais complicadas para o charmoso Asgardiano.

Continua após a publicidade

O episódio 2 lida com o deus nórdico titular tentando convencer a TVA de que ele não é apenas um trapaceiro e que pode realmente oferecer a eles algo que não é nefasto, enganador ou prejudicial (embora ele também não se opusesse a fazer esse tipo de coisa). A dinâmica entre Loki e o Agente Mobius (Owen Wilson) fica um pouco mais complicada no episódio 2, já que sua busca pela outra variante de Loki tem-se voltado para vários eventos de apocalipse ao longo dos anos. E vai ficar ainda mais confuso antes de ser consertado, se é que pode ser.

Continua após publicidade

O segundo episódio da série até revela quais seriam as reais intenções de Loki em todo esse cenário – e elas não terminam com ele sendo apagado da linha do tempo, isso é certo. É aqui que o episódio nos deixa e o que tudo isso significa.

Enganando um trapaceiro

O episódio 2 de Loki começa com outro truque cruel e elaborado da variante Loki encapuzada. Desta vez, ele está atacando um esquadrão de caçadores em Oshkosh, Wisconsin, em 1985…, em uma feira renascentista, de todos os lugares. Com todos os frequentadores da feira vestidos com roupas medievais, é uma maneira bem divertida de incluir outro período de tempo na feira sem ter que realmente visitar aquela época. Dito isso, não é divertido para Hunter C-20 (Sasha Lane), que sofre uma lavagem cerebral e é forçada a despachar seu próprio esquadrão antes que a variante Loki a nocauteie, sequestre e a arraste através de uma porta dourada.

Continua após publicidade

Este é apenas outro exemplo de como esta outra versão de Loki é implacável. Algo que o Loki aliado da TVA tenta explicar para Mobius e os outros caçadores, quando eles tentam rastrear o time desaparecido. Embora ele possa ser do Time TVA, no entanto, nosso deus da Travessura ainda não desistiu de seus modos de trapaceiro.

Loki episódio 2
Imagem: Divulgação.

O real motivo

É uma grande mentira, é claro. Mobius imediatamente chama atenção de Loki sobre isso, desvendando o plano real de Loki na frente dele. Então, ele está apenas tentando abrir caminho na frente dos Guardiões do Tempo em uma tentativa de “assumir o controle” da TVA, em vez de implorar por sua vida e evitar de ser apagado da linha do tempo. Mais uma vez, a série toca em quem Loki realmente é. Com Mobius o descrevendo como “um garotinho assustado, tremendo de frio” que tem uma necessidade constante de validação.

Continua após a publicidade
O MIX DE SÉRIES atingiu 10 milhões de visitas mensais e vamos ensinar tudo que aprendemos nessa caminhada! Aumente o tráfego do seu site com técnicas avançadas de SEO.
Faça seu pré-cadastro aqui!

Detetive Loki

Espere, você pensou que Loki era uma série de aventura de ficção científica? Bem, é, mas sorrateiramente também é uma série policial envolta em um cenário cósmico fantástico.

No episódio 2, Mobius força Loki a colocar seu chapéu de detetive (não literalmente, mas Twitter, fique à vontade e faça o que quiser! haha) e descobrir como a variante está se escondendo da TVA. Mas, como Loki descobre rapidamente, conclui-se que o trabalho de detetive nem sempre é perseguir os bandidos – na maioria das vezes é feito vasculhando a papelada e procurando inconsistências.

Loki episódio 2
Imagem: Divulgação.

Loki vê essa pesquisa como uma oportunidade para saber mais sobre a TVA, bem como o início e o fim dos tempos. É uma pena que todo material classificado ele não tem permissão para acessar. Mas faz sentido: dar ao Deus da Trapaça a verdade por trás da vida, do universo e de tudo seria definitivamente um erro.

Infelizmente para Loki, a papelada entorpecente é onde ele aprende sobre a destruição de Asgard em “Thor: Ragnarok“, pelas mãos do Senhor do Fogo Surtur (Clancy Brown). É esse retorno ao filme de 2017 que desperta a ideia de que, em um evento de apocalipse, não importa o que os viajantes do tempo façam, o resultado final será sempre o mesmo. Isso leva Loki a teorizar que sua variante vilã está se escondendo em momentos de destruição devastadora.

Viagem à Pompéia

Após Loki apresentar seu argumento destruindo o almoço de Mobius mais tarde no episódio, a dupla viaja para Pompéia, Itália, em 79 D.C. para testar a teoria de Loki. Parece uma noite de sexta-feira padrão na cidade, passar um tempo em um vulcão que está prestes a entrar em erupção, matando milhares de pessoas – por que não?

Acontece que a teoria de Loki é precisa: os viajantes do tempo não criam “energia de variação” em eventos de apocalipse, o que não apenas muda o jogo para Loki, mas também estabelece um precedente intrigante para a introdução iminente do multiverso no resto do MCU. Parece que há uma boa chance de que nos próximos filmes da Marvel os fãs encontrem versões de seus heróis favoritos que pulam de um momento devastador para o outro sem serem detectados. Isto é, até que cometam um deslize.

Guardiões do tempo

Antes de chegarmos ao final culminante do episódio 2 de Loki e sua dramática revelação, temos que falar sobre os Guardiões do Tempo. Quando Loki e Mobius atingem uma parede com sua pesquisa apocalíptica e começam a restringir os lugares em que a variante poderia estar, eles começam a discutir a própria natureza da TVA e dos Guardiões do Tempo.

Embora esses “três lagartos mágicos”, como Loki os chama, não tenham aparecido nos dois primeiros episódios da série, sua presença é mantida por enormes estátuas ao redor dos escritórios, retratando-os em suas vestes. Eles foram até vistos no vídeo animado narrado por Miss Minutes. Mas onde eles estão? Por que eles não estão na vanguarda da proteção do passado, presente e futuro, ao lado do resto da TVA?

Imagem: Divulgação.

Bem, de acordo com Mobius, eles estão “desembaraçando” a Linha do Tempo Sagrada em sua câmara para garantir que o tempo termine da maneira certa. Humm. Eles estão ditando a vida de incontáveis ​​seres em todo o universo, e a Marvel não quer exibi-los? Isso parece suspeito. Mas a questão ainda permanece: o que acontece quando o tempo acaba? Seria o fim da TVA, porque não haveria mais eventos de nexo ou ramificações de tempo para limpar? Como o próprio Loki coloca, “Apenas ordem? Sem caos? Isso parece chato.”.

Curiosamente, o escritor da série Loki, Michael Waldron, confirmou que “Doutor Estranho no Multiverso da Loucura” limpará a bagunça deixada pela série do Disney +. Ao falar sobre como criar histórias complicadas, Waldron disse à Vanity Fair: “Sim, vamos deixar isso para o próximo escritor. Mas então você faz isso em ‘Loki’ e se pega escrevendo ‘Doutor Estranho [2]’ e você tem que limpar sua própria bagunça.“.

Olá, Lady Loki

Depois que Loki e Mobius se debruçam sobre vários eventos apocalípticos em busca de uma marca específica de chiclete dada ao garoto em 1549, na França, no episódio 1 de Loki, a dupla viaja no tempo. Assim, a rastreia até um furacão em Haven Hills, Alabama, em 2050. O local é uma cidade corporativa administrada pela RoxxCart, que, por sua vez, é uma ramificação da sinistra Roxxon Corporation que frequentemente aparece no MCU e é uma força recorrente nos quadrinhos da Marvel. Quando Loki e Mobius chegam em Haven Hills, eles encontram os cidadãos da cidade abrigados dentro de RoxxCart. Alguns deles estão sendo controlados pela variante Loki, assim como o C-20 estava na feira do renascimento em 1985.

Embora Loki “revele” que está tramando para derrubar a TVA e quer a variante vilã ao seu lado, não está claro se ele está jogando com o fato conhecido de que ele é um trapaceiro. Ele parece estar genuinamente interessado em virar a página, então pode ser um blefe duplo, e é isso que apostamos que está acontecendo aqui. Acontece que este é o momento em que a identidade da variante Loki encapuzada é revelada. Ela é Lady Loki (Sophia Di Martino), com sua própria coroa com chifres de ouro.

Imagem: Divulgação.

Quem é Lady Loki?

Nos quadrinhos, uma versão feminina de Loki é introduzida pela primeira vez em “Thor Vol. 3” #5, de 2008, quando o martelo de Thor Mjolnir danifica o Destruidor e o Balder Asgardiano “o Bravo” Odinson aparece. Após sua morte inicial pós-Ragnarok, Balder passou um tempo no Destruidor reunindo outros Asgardianos e esperando até o dia em que Thor o libertou. Thor está confuso sobre porque Balder está fora do Destruidor, mas os outros Asgardianos não. Acontece que a maioria deles foi embora, mas um ficou por perto: uma mulher de cabelos escuros que conhece Thor. Não é Lady Sif, como Thor acredita, mas uma versão feminina de Loki, que é uma criação do Frost Giants.

Outro mistério

É revelado que Lady Loki tem roubado tecnologia dos caçadores da TVA. Tudo para que ela possa bombardear a Linha do Tempo Sagrada usando uma horda de dispositivos de reinicialização. Quanto ao motivo pelo qual ela sequestrou o C-20? Ela está tentando encontrar a localização dos Guardiões do Tempo, provavelmente para remodelar a linha do tempo a seu favor – ou para matá-los.

Imagem: Divulgação.

Sem surpresa, Loki opta por perseguir Lady Loki através de uma das portas do tempo douradas usadas pela TVA. E isso faz com que Mobius pareça que ele está genuinamente do lado da variante. Isso sem dúvida causará tensão adicional entre Loki, Mobius (nada como brigas estimuladas por falta de comunicação, hein?) e o resto da TVA daqui para frente. E pode até impedir Loki de se comprometer com um novo estilo de vida de mocinho por algum tempo. Mas ainda é cedo, então, tudo pode acontecer.

O episódio 3 provavelmente desvendará a história de Lady Loki, quando – e onde – os dois deuses da Travessura pousarem.

Leia também: Quantos episódios de Loki serão, e quando final irá ao ar

E então, o que você achou do segundo episódio de Loki? Deixe nos comentários e, igualmente, continue acompanhando as novidades do Mix de Séries.