Mad Men – 07×04 – The Monolith

mad-men-7-04

Continua após as recomendações

A tecnologia e o computador estão chegando a Mad Men! Devido a isto, novos tempos pode ser a frase que resume o episódio desta semana de Mad Men. Essas novas mudanças geram um certo mal estar naqueles que estão acostumados ao comodismo e ao conformismo. Todas aquelas pessoas da agência de publicidade sofrem desse “mal” e é por isso que eles estranharam e não gostaram da ideia de ter um computador na empresa, pelo fato de acharem que isso seria um tanto inútil. Hoje ao ouvirmos essa frase, nos soa um tanto estranho, pois vivemos num mundo em que o computador é extremamente necessário ao nosso dia-a-dia.

Além de abordar sobre a inserção da tecnologia no mundo contemporâneo, Mad Men está num ano bastante significativo: 1969. E o que nos vem a mente quando lembramos desse ano? Festival de Woodystock e movimento hippie. Por conta desse movimento hippie que se dissimulou no mundo todo, milhares de jovens tinham como slogan “paz e amor” e comportavam-se bem diferente da sociedade consumista da mesma década, opondo-se a essa filosofia de vida moderna da sociedade de classe média. Em Mad Men, isso foi relatado através da filha do Sterling Cooper que virou hippie por acreditar nesses ideias e, também, foi uma forma encontrada de rebelar-se contra sua família.

Continua após a publicidade

Nesse episódio também vimos a volta da rotina de Don Draper na agência. Seu retorno não foi comemorado pelos seus colegas de trabalho que chegaram a isolar e excluí-lo de algumas decisões da empresa, como, por exemplo, a instalação do computador na empresa. O mais engraçado disso tudo é que a o Don foi subordinado pela Peggy que o pediu para que criasse 25 slogans. É lógico que o Don não iria aceitar essa posição, o que gerou uma grande revolta de Don, negando a participar desse projeto junto com a Peggy, mas, no fim das contas, ele não teve jeito e acabou acatando as decisões impostas pela Peggy.

Tags AMCMad Men
Daniele Duarte

Daniele Duarte

Carioca da gema, amante de literatura clássica. Machado de Assis é o seu autor favorito. O tríade de melhores séries são Six Feet Under, Breaking Bad e Sherlock . Séries inglesas também faz parte da sua grade de séries. Ela é a pessoa que chora rios com a series finale de SFU.

No comments

Add yours