Mad Men – 7×08 – Severance

Mad Men

Imagem: Banco de Séries

 

Mad Men está de volta para brilhar ainda mais a nossa telinha <3

A série está na sua última temporada e já deixa saudades. Para mim, ela é a melhor série atual, pois é um drama com personagens complexos e um anti-herói. Mad Men é muito além da sua sinopse, ou seja, retratar a agência publicidade na década de 60. Ao vermos a série, percebemos os diversos temas que são abordados: inserção da mulher no mercado de trabalho, machismo, as pílulas anticoncepcionais, etc. Considero ela completa, capaz de discutir vários temas em uma só série e ter uma evolução sucinta e lenta que faz com que nós, os telespectadores, também façamos parte dessa evolução.

Continua após a publicidade

Well, vamos partir para o episódio. Severance, em inglês, quer dizer “separação”. O nome do episódio foi bastante apropriado, porque tivemos vários momentos de rompimentos: o velório da Rachel – fato esse que deixou Don bastante abalado – e a saída do Ken da empresa. Esses eventos, por sua vez, vão mudar o curso dos dois personagens até o fim da trama.

Nesse episódio, Don nos pareceu aquele das primeiras temporadas: perdido, sem rumo na vida e infeliz nos seus relacionamentos amorosos. Não sei dizer qual é o meu Don favorito, se é o fiel ou mulherengo. O lado infiel é uma característica do personagem e, quando o vimos fiel a Megan, estranhamos. Nessa segunda parte da sétima temporada, ele ressurge divorciado da Megan, mulherengo e com altas crises existenciais. O momento final da série, com o Draper reflexivo, nos mostrou o quão tocado ele ficou após ter ido ao funeral da Rachel e pensar que não teria mais essa pessoa na sua vida. Apesar dela ter aparecido pouco, parece que ela deixou marcas no nosso anti-herói.

A parceria de Joan e Peggy é um dos pontos altos da série. Se tem algo que eu amo nessa série são as personagens femininas, por serem tão corajosas, modernas (à sua época) e determinadas. A reunião com os diretores da empresa de meias-calças revela um machismo sem precedentes e escrúpulos. Daí, nos perguntamos: será que essa situação ocorrida com as mulheres da série ainda são corriqueiros nos dias atuais? Você, caro leitor, pode achar que não, pois é “século XXI e estamos mais evoluídos”. Concordo que hoje as pessoas tem mais consciência de que o machismo é como se fosse um câncer e, é devido a esse fato, que precisamos do feminismo. Entretanto, essa cena da Peggy e da Joan são comuns nos dias atuais. Infelizmente.

Encerro essa review dizendo que o fim está próximo. O oitavo episódio da sétima temporada nos deixou uma incógnita no que diz respeito ao futuro dos personagens. É muito cedo traçar qual será o destino dos personagens de Mad Men. Mas se tem uma coisa que não mudará é a complexidade e as suas principais características.

Tags Mad Men
Daniele Duarte

Daniele Duarte

Carioca da gema, amante de literatura clássica. Machado de Assis é o seu autor favorito. O tríade de melhores séries são Six Feet Under, Breaking Bad e Sherlock . Séries inglesas também faz parte da sua grade de séries. Ela é a pessoa que chora rios com a series finale de SFU.

No comments

Add yours