Madam Secretary – 3×05 – The French Revolution

The French Revolution Madam Secretary MAIOR

Imagem: CBS

 

Acredito ser um tanto quanto irônico o episódio anterior às eleições americanas tratar de problemas com a OTAN, sendo que um dos principais candidatos possui, pelo menos acredito que ele ainda lembre-se disso, posições bastante adversas quando à organização militar dos países do Atlântico. Entretanto, não dei muita bola pelo simples fato de não ser a primeira vez que Madam Secretary adivinha algum acontecimento da vida real e também porque The French Revolution trouxe histórias paralelas muito, mais muito interessantes.

The French Revolution Madam Secretary MENOR

Imagem: Fangirlish

Continua após a publicidade

Com as eleições a todo vapor no pano de fundo e um stalker precisando ser preso, Elizabeth tem que lidar com o Presidente francês que decidiu dar algumas dores de cabeça ao governo americano por sugerir que pode ficar de fora da OTAN e aí sim, criar um problema ainda maior para o mundo inteiro. Confesso que mesmo se tratando de uma questão séria, visto que pode expor todo um grupo de países ao terrorismo, o roteiro conseguiu desenvolver com muito humor e sutileza todo o rebolado que uma Secretária de Estado tem que ter e/ou fazer para chegar ao seu objetivo.

Porém, tenho que confessar que a loucura das eleições me capturou nesse episódio. Essa ideia de um Presidente em exercício perder as primárias do próprio partido e, em seguida, decidir concorrer como independente para jogar a decisão nas mãos na Câmara dos Deputados é algo que nem mesmo a realidade foi capaz de reproduzir, apesar de existir candidatos que flertam com essa ideia a muitos anos, inclusive em 2016 com um tal de Evan McMullin pensando que poderia ganhar Utah.

É verdade que o máximo que nós conseguimos do roteiro são referências às pesquisas apertadas em Minnesota e em Ohio, a doadores interessados em bancar determinada candidatura. Entretanto, sinto que estão nos preparando para algo muito maior e explosivo, seja para o Fall Finale ou até mesmo para 2017, mas prevejo que será tão surpreendente quanto o resultado das eleições presidenciais da vida real. Será que Madam Secretary consegue superar tamanha lambança?

Por fim, reverencio a maneira sensacional, sábia e original que o roteiro elaborou para encerrar esse plot do tal stalker. Construir uma trama que envolvia da derrubada da Secretária de Estado em troca de apoio financeiro foi uma ideia genial. Aguardo ansioso para o próximo desafio diplomático, além dos novos capítulos dessa eleição, ou melhor, da reeleição do Presidente Dalton.

 

[youtube] https://www.youtube.com/watch?v=H7lo73a6-KE [/youtube]

Avatar

Bernardo Vieira

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.

No comments

Add yours