Marvel's Agents of S.H.I.E.L.D – 3X01 – Laws of Nature

Imagem: Banco de Séries

 

Amigos, vamos todos cantar a música-tema desta season premiere: “Não deixa o samba morrer, não deixa o samba acabar, o morro foi feito de samba, de samba pra gente sambar…”

Continua após a publicidade

Marvel’s Agents of S.H.I.E.L.D. finalmente retornou, e mais espetacular que nunca. Ok, posso estar exagerando um pouquinho muito, mas é necessário uma colher de chá. O que vimos nos primeiros episódios da primeira temporada de MAoS não existe mais. Aquela inconstância em abordar um plot perigoso, aquela coisa maçante, não, não vi na premiere. Obrigado, Joss Whedon, sempre confiei em você, meu amor!

Começamos a temporada com mais uma incidência de um Inumano. O cara derrete qualquer porcaria que ele toca, e isso acaba trazendo um grande transtorno, pra ele no caso. Sendo caçado por uma equipe que, francamente, não entendo porquê existe, sendo tratado como um freak, ele acaba conhecendo a nossa equipe de extração: Mack, Hunter e Skye (me recuso terminantemente a chamar ela de Daisy. Não sou obrigada). Logo no primeiro momento, vimos que Skye realmente está controlando seu poder, depois daquele desastre que ocorreu na season finale passada. Sinto uma evolução gigantesca na personagem. Ela está muito mais segura do que anteriormente, está se acostumando a ser diferente e faz dessa sensação uma forma de mostrar ao Joey, o novo Inumano, que a vida dele vai mudar, mas não necessariamente para pior.

fitz

Imagem Banco de Séries

Falando em mudança, Fitz está irreconhecível, e devo dizer, incrível! Ele finalmente se livrou daquele modo preso em si mesmo. O fato dele não estar junto com a tripulação, e sim buscando uma alternativa para tentar salvar Simmons do monólito reafirma minha teoria de sempre: Fitz-Simmons melhor OTP desta série. Quando ele e Coulson estão discutindo e o diretor consegue colocar na cabeça do cientista que não tem nada que ele possa fazer pra tirar ela de lá, vemos um olhar completamente perdido do nosso nerd querido. Foi de cortar o coração ele apavorado sem saber o que fazer para salvar, e se pondo em risco, ao se expor àquela pedra maldita.

Bobbi e Hunter estão em um plot paralelo que me irrita um pouco. Está legal, eu sei que vai rolar spin-off com os dois como protagonistas, mas o fato de Bobbi ficar no laboratório, sem sair a campo por medo é um pouco irreal. Não parece nada com a Bobbi da segunda temporada, destemida, que não arregava pra ninguém. Espero que eles melhorem.

A cena da Skye e Mack com o Lincoln e o inumano extremamente estranho, bizarro, idiossincrático, esquisito foi uma dos highlights do episódio. Os dois inumanos do bem unidos por um ideal. Senhor, isso parece chamada de filme da Sessão da Tarde…

Agora, a pergunta que não quer calar: aquela equipe enviada pelo presidente está ou não matando inumanos? Quem são eles, realmente e o que eles ganham perseguindo o pessoal da S.H.I.E.L.D? Dúvidas…

O primeiro episódio voltou com uma certeza, aquela S.H.I.E.L.D que vimos nas duas primeiras temporadas está completamente diferente, modificada e dark. Até Coulson com aquele braço mecânico acabou ficando mais obscuro. Esperemos os próximos capítulos!

PS1.: Senti imensa falta da May e do Ward. Ela saiu de férias e não voltou mais. May não é de arregar assim. Algo aconteceu. Apesar de achar um traíra maldito, Ward dá o tom de conexão com a HYDRA, que está mortinha da silva, sem nenhuma movimentação. Bitch, please, sabemos que algo vai acontecer com a organização.

PS2.: Tivemos a chance de ver o que Jemma está sofrendo “dentro” do monólito. O que, afinal, é essa coisa? Um buraco negro? Um pedaço de um planeta? Quando Simmons vai conseguir sair daquilo e ser maravilhosa?

PS do PS.:

“Skye…Daisy… Damnit. Hard for us to get used to, huh?”

“Hmm… No. It’s just you.”

Ana Maria de Oliveira

Ana Maria de Oliveira

Jornalista e uma decepção como digital influencer e youtuber. Desde 1993 sendo trouxa e shippando quem não deve. Aqui no Mix de Séries é editora e tradutora de notícias e escreve reviews de The Last Ship e The Rookie.

1 comment

Add yours
  1. Avatar
    Ramon Muriel 5 outubro, 2015 at 15:50 Responder

    Review demorou mas chegou! Achei a premiere perfeita (com exceção do plot da Bob). E sim, nunca chamarei Skye de Daisy! (o pior é que na dublagem da Netflix Daisy vira Margarida! NEVER!) Essa temporada tem tudo pra ser incrível se não perderem a mão.

Post a new comment