Masterchef Brasil – 3×09 – Coelinho da páscoa, o que trazes pra mim?

mcbr

Quando sua série favorita termina sem um final decente…

 

Mais uma terça começa e o programa mais apetitoso da televisão brasileira se inicia, pontualmente, às 22:30 – muito tarde para um show que quer durar mais de uma hora e meia, mas beleza.

A prova de equipe da semana exigiu muito dos competidores. Não é todo mundo que está acostumado com um clima mais campestre, que já viveu no campo e sabe fazer belas comidas com o que a natureza oferece. Vimos, inicialmente, a dificuldade de pegar os alimentos, a disputa pelas coisas, e a parte cômica: pegar os ovos de uma galinha. Lívia, tão delicada, pedindo educadamente licença para galinha. Hahahaha ri alto.

Continua após a publicidade

 

 

A equipe vermelha se propôs fazer uma massa fresca, que depois disseram não ter sido deles a ideia. WHAT?! Fiquei sem entender. De qualquer forma, na teoria, vamos imaginar que comida de roça, feito no fogão à lenha, não tem como ficar ruim, certo? Errado! Pelo menos parecia que tudo estava dando errado… O desespero estava batendo, ao som de Tocando em Frente”, de Almir Sater. “Ando devagar… DEEZ! Porque já tive pressa… NOOVEE!!Hahaha hilário! O pessoal apavorado, porque os pratos não estavam terminados e já estava na contagem regressiva.

Depois de um verdadeiro 7×1, a equipe azul ganhou! Eles sempre ganham, já repararam? Foi de lavada a vitória de Lee e companhia limitada! Fiquei super satisfeita, apesar que os pratos do outro time parecem que não estavam tão ruins para merecer tão poucos votos.

Corre a galera para a prova de eliminação, sempre muito tenso. E desta vez, o prato principal era uma proteína específica e delicada… um coelho! Que nervoso ver aquele coelhinho morto e o pessoal cortando. Fiquei com dó… Também sinto dó das galinhas, diferentemente como a Padrão disse. Sempre falando desnecessidades, não é mesmo?!

Alguns ficaram receosos, mas outros, como Nuno, estavam empolgados, pois já tinham uma receita de família na cabeça. Todos apostaram no Pedro como o mais fraco, mas eu achei que no geral, ninguém estava preparado para fazer um prato decente. Ninguém sabia se colocava na pressão, se selava primeiro. Pessoal mais perdido do que eu.

Até os experientes estavam enrolados. Assustei demais quando a chapa da Vanessa – cigana – caiu no chão! Ela, que sempre se mostrou organizada e boa cozinheira, estava perdidinha. O tempo sendo vilão mais uma vez, impediu que muitos bordassem seus pratos. Apenas o básico foi costurado. Deu sorte quem ficou no Mezanino.

No fim das contas, Pedro surpreendeu a todos, até ele mesmo, com uma mistura de jabuticaba, coelho, batata, cenoura e especiarias. Ele tem que ser mais confiante. Uma raiva deste povo que já chega falando mal do próprio prato, né?! A menina Raquel, mais uma vez, dentre os melhores pratos… será uma finalista? Sempre ousada e confiante, acho que ela tem grandes chances.

 

CiJR_DmWEAAQ7lV

Quando você abre a geladeira na casa de um amigo…

 

Dois queridos e que cozinham super bem tiveram seus pratos eleitos os piores. Que surpresa! Queria que o portuga ficasse, mas não teve jeito. Realmente seu prato ficou feio, estranho e deixou muito a desejar. Decepcionou bastante desta vez, e olha que ele conhecia bem o prato, hein!? Excesso de confiança? Talvez. Uma pena! 🙁

A competição está ficando cada vez mais difícil, quem vai sobreviver? Palpites?

(Por Paula Reis)

Avatar

Team Mix Reality

#TeamReality no Mix de Séries é responsável pelos realities shows.

No comments

Add yours