Me Chama de Bruna: um olhar além da prostituição

Imagem: Arquivo Pessoal
Imagem: Arquivo Pessoal
Imagem: Arquivo Pessoal

 

Continua após publicidade

O novo seriado do Canal FOX , Me Chama de Bruna, teve a sua premiere para a imprensa nesta quinta (29) repleta de revelações e mostrando um novo olhar sobre a ex-garota de programa Bruna Surfistinha/Raquel Pacheco. Mostrando o início de Bruna/Raquel no ramo da prostituição, Me Chama de Bruna tem tudo para dar o que falar. Com forte influência no livro O Doce Veneno do Escorpião, de Bruna Surfistinha, o seriado mostra em seu piloto uma jovem Raquel Pacheco (Maria Bopp) procurando trabalho no privê de Stella (muito bem interpretado por Carla Ribas). Logo de cara, Raquel mostra que tem mais atitude do que personalidade, mesmo sendo inexperiente no ramo.

Continua após a publicidade
Imagem: FOX

Com uma linguagem cult, o seriado aborda temas bastantes parecidos com a nossa realidade, sem medo de ousar ou de mostrar a mulher como um objeto de desejo sexual. A interação de Stella com a polícia também é outro fator positivo para o seriado, pois explora algo além da prostituição: as famosas propinas.

Continua após publicidade

Mas se engana quem acredita que os seriado é só sobre isso. Me Chama de Bruna aborda a realidade do mundo sem a lei da prostituição, mostrando o dia a dia de garotas de programas que precisam do dinheiro por questão de sobrevivência, ao passo que são vistas como objeto de desejo sexual por alguns clientes.

“#MeChamaDeBruna” é uma série dramática. Não é apenas sobre prostituição, mas, uma história densa de relações humanas, que mostra a força e a complexidade do universo feminino, os abusos do machismo, a linha tênue entre moralidade e legalidade.  É uma produção que vai tirar o telespectador de sua zona de conforto”, afirma Zico Góes – Diretor de Conteúdo da FOX Networks Group Brasil.

Por mais que o novo seriado da FOX seja baseado na vida de Bruna/Raquel, não podemos confundi-lo como uma produção brasileira de The Girlfriend Experience. Marcia Faria, diretora geral de Me Chama de Bruna, afirmou na coletiva de imprensa que a trama do seriado brasileiro é bastante diferente da trama do sucesso do Canal Starz, embora existam algumas semelhanças e o tema seja bastante parecido. Além disso, o seriado vai além ao livro e ao filme Bruna Surfistinha (estrelado por Déborah Secco). “O olhar é diferente. É mais responsável.”, esclareceu Bopp.

Continua após publicidade
Imagem: Mix de Séries
Imagem: Mix de Séries

O elenco também falou nas dificuldades que tiveram ao se caracterizarem como garotas de programa e que chegaram a sofrer assédio e preconceito das pessoas quando estavam usando roupas sensuais e vestidos como as personagens. Bopp disse que chegou a frequentar casas de privê e que teve contato com prostitutas reais enquanto se preparava para a personagem. Talvez seja isso um dos diferenciais do seriado, pois mostra bastante a realidade das prostitutas num olhar crítico e realista do Brasil ao passo em que demonstra claramente a mulher é vista como objeto sexual. Adiantando um pouco sobre o que vai acontecer, Bopp declarou que veremos Bruna sofrendo abusos sexuais e que teremos muito drama no decorrer da primeira temporada.

Zico Góes espera que Me Chama de Bruna seja mais um sucesso da FOX, insinuando que existem possibilidades para mais uma temporada. Faria afirmou que já existem algumas ideias para a segunda temporada, mas que tudo dependerá da forma como o público aceitará o seu mais novo trabalho. A julgar pelo que vimos no piloto, o seriado tem tudo para bombar e ganhar mais temporadas. A trama é bastante complexa e as histórias são interessantes, sem mencionar as atuações que foram bastante elogiadas. Neste sentido, podemos dizer que Me Chama de Bruna é uma versão menos glamourosa de Verdades Secretas  mas com a mesma potencialidade.

“O meu encontro com a Raquel foi muito legal. Foi muito marcante … eles vendaram meus olhos, vendaram os olhos da Raquel e colocaram a gente uma para a frente da outra. A minha mão no coração dela e a mão dela no meu coração. E a gente ficou assim por quase uma hora de olhos vendados uma para a outra e a Raquel ficou falando sobre coisas da vida dela.” , disse Bopp para o Mix de Séries sobre a emoção que foi encontrar a Bruna Surfistinha.

Me Chama de Bruna terá 08 episódios com sua estreia marcada para o dia 08 de outubro de 2016, às 22 horas no canal FOX 1 (canal do FOX + Premium). Os episódios serão exibidos todos os sábados, às 22 horas, no canal FOX 1, e também no aplicativo da FOX para assinantes FOX+.

Quem eu sou? Eu sou uma em um milhão: escritora nas horas vagas, seriadora de coração, cinemática de plantão e amante da literatura. Divertida, alto astral e bastante bem humorada. Só não achei ainda minha outra pessoa. Ah, música faz parte da minha vida.