Globo de Ouro 2016: Quais são os melhores atores de minissérie / telefilme?

ator atriz mini

faixa

 

Chegou o dia! Depois de cinco dias preparando nosso coração, finalmente vamos conhecer os vencedores do Globo de Ouro 2016.

Antes da cerimônia, ainda dá um tempinho de você apostar com a gente na categoria de Ator e Atriz para minissérie e filme para TV.

Continua após a publicidade

Confira abaixo nosso palpites!

 

ATOR

 

luther-finale-dwIdris Elba – Luther como DCI John Luther

Por Matheus Pereira

Idris Elba é um dos atores mais interessantes da atualidade. Dono de uma energia e de um carisma invejável, Elba tem a melhor atuação da categoria e concorre por uma das melhores séries britânicas dos últimos anos, Luther, que está, aliás, em sua suposta última temporada. O único empecilho em seu caminho é o fato de já ter vencido anteriormente. De todo modo, o ator mergulha com sua habitual intensidade na pele de John Luther e o resultado é impecável. Pode ser uma boa forma de homenagear esse belíssimo programa uma última vez. A propósito, cá entre nós: estão esperando o que para contratar Idris como o novo 007?

 

Oscar Isaac – Show Me a Hero como Nick Wasicskoshow-me-a-hero

Por Matheus Pereira

Ele teve uma das melhores atuações do cinema em 2014 pelo fantástico O Ano Mais Violento, repetiu a dose em 2015 com Ex-Machina e de quebra está em Star Wars – O Despertar da Força, maior bilheteria do ano. Para completar, esteve nesta maravilha em seis partes da HBO. Tudo isso pode despertar o carinho dos votantes, que adoram uma estrela. Premiar Isaac pode ser uma forma de homenagear um grande programa esnobado em outras categorias. A concorrência é forte e uma certeza pode afastar o prêmio agora: Isaac tem uma bela carreira pela frente e se o Globo não vir agora, deve vir em breve.

 

David OyelowoDavid Oyelowo – Nightingale como Peter Snowden

Por Caroline Marques

Preciso lembrar de quanto Brad Pitt ficou possuído que David não foi indicado ao Oscar por Selma? Não né. Ele ajudou a HBO acreditar nesse drama psicológico, que é genial. Se você pensa que um filme para ser interessante precisa ter mil atores, engana-se. David se bastou. Depois de ter chorado ao som de Glory no Oscar 2015, David ficou conhecido por esse novo papel super comovente. Peter Snowden é um veterano de guerra, com Transtorno dissociativo de identidade, que acaba de matar sua mãe e grava um vídeo explicando seus porquês. Um homem procurando uma conexão com vida, procurando relações, sentimentos, amor. Você pode ficar perturbado assistindo esse telefilme, mas eu recomendo fortemente.

 

Mark Rylance Wolf HallMark Rylance – Wolf Hall como Thomas Cromwell

Por Leo Sousa

Com um elenco que inclui Claire Foy e Damian Lewis, Mark Rylance consegue dominar o mundo. Como o Thomas Cromwell de Wolf Hall, o ator conseguiu uma figura história se tornar uma das maiores personalidades em uma série. Não só pela sua presença, mas com suas ações. Seu personagem não só dominava a política, como também tinha uma força em resolver tudo com sua mente brilhante. Quase uma espécie de Olivia Pope do século XVI. Para quem assistiu Wolf Hall, é difícil esquecer Cromwell no meio da corte britânica, tanto que o Globo de Ouro também não o esqueceu.

 

Patrick wilson FargoPatrick Wilson – Fargo como Lou Solverson

Por Amanda Moés

Patrick Wilson é um ator já conhecido por filmes de fantasia envolvendo thriller/terror, porém ele na verdade é um ator bem versátil, com um currículo que também inclui, além de suas atuações de filmes de terror/thriller com Vera Farmiga ou Rose Byrne, dramas ao lado de Kate Winslet e algumas comédias românticas mais “light”. No quesito televisão, Patrick já contava com quatro nomeações antes mesmo de Fargo, com sua série A Gifted Man, uma série de drama com mistura de fantasia, bem recebida entre 2011/12. Então qual a surpresa para os fãs, ao verem Patrick mostrando o lado humano, lógico, honesto, de um State Trooper de um condado de Minnesota? Só coisas boas vieram de sua atuação de um homem decidido a seguir o que acredita ser o certo, de resolver os crimes que atormentaram a tantos da sua região e a zelar pelos que ama, tudo isso ao longo da história. Lou Solverson definitivamente era o cara legal, o cara bom, provavelmente ainda é, e Patrick mostrou como um homem desse jeito leva a vida pessoal, o trabalho, a família, os amigos e a dedicação. Mesmo Fargo sendo essa obra prima, a corrida pelo Globozinho de Ouro anda difícil e cada vez mais complicada, afinal, estamos vivendo uma das melhores fases da televisão, ao âmbito mundial.

 

ATRIZ

 

Kirsten Dunst FargoKirsten Dunst – Fargo como Peggy Blumquist 

Por Amanda Moés

Kirsten é uma atriz que além de tempos de carreira, tem tempos de controvérsias mas, isso nunca a impediu de ótimas interpretações no cinema, e agora, ela pode acrescentar minisséries ao currículo. Peggy Blumquist é uma dona de casa aparentemente comum, com um emprego comum, um casamento comum, e que ao que indica, um passado comum dentro de uma comunidade comum. Mas aí que acabam os comuns, e Kirsten nos proporcionou ótimas reviravoltas do “cenário comum”.  Quantas vezes vemos uma pessoa atropelar outra em plena rodovia e, em um ato de choque, continuar tranquilamente a ida para casa? E como vemos esse choque bem demonstrado em um personagem? Essa mulher que de tão comum, planejou atos que seriam julgados como horrendos, numa tentativa de manter sua sanidade e sua vida pacata ao lado do marido. Levou a si e ao marido em inúmeras situações inesperadas e surpreendentes, conseguindo sair e burlar todas elas, ao mesmo tempo em que lutava com a sua tentativa de resolver tudo e ao mesmo tempo, viver uma crise de identidade feminina e dentro do casamento. Ufa, parece muito não é? Isso é só um resumo do que Kirsten mostra da querida Peggy, que em meio a tantas confusões e polêmicas, ganhou o coração dos fãs de Fargo até os últimos minutos de sua atuação, mostrando toques de feminismo, dúvidas sobre seu futuro e uma explicação perfeita do como começou tudo e isso e como o State Trooper simplesmente não entendia. Kirsten não é uma das favoritas nesse Globo de Ouro mas, ainda há esperanças que o reconhecimento por uma personagem tão complexa, caracterizada em meio ao descaracteriza-se e cheia de representações, consiga levar esse ourinho.

 

ahs-lady-gaga-hotelLady Gaga – American Horror Story: Hotel como Condessa Elizabeth

Por Leo Sousa

American Horror Story: Hotel já não tem a mesma força de antes, mas a adição de Lady Gaga supriu a necessidade que Jessica Lange deixou quando saiu do elenco. Não sendo a mesma coisa, mas algo diferente. A Condessa era fria e bem metódica, mas ao contrário das outras protagonistas da série, tinha uma paixão dentro dela, e deu para acreditar que realmente ela amava as suas criaturas, tanto quanto o seu criador. E nisso, Lady Gaga ganhou. Num universo de clichês que foi a quinta temporada de American Horror Story, Lady Gaga foi a renovação, e talvez isso que a tenha colocado na lista de indicações.

 

Sarah Hay Flesh and boneSarah Hay – Flesh and Bone como Claire Robbins

Por Caroline Marques

Para uma bailarina, já sabemos o que essa garota vai fazer quando se aposentar. Ela vai atuar. Como sofri com essa Claire. Americana com uma carinha de européia, ela fez aquele clichê de bailarina caloura, que sofre para se encaixar e provar seu talento. Caindo nas graças do chefe mais maluco de 2015, Claire acaba no papel principal, tendo que jogar sujo para se manter no trabalho. Problemas familiares dos cabeludos não faltaram, e até rola uns momentos chocantes. Em uma das melhores minisséries do ano passado, se não a melhor – Sarah brilhou dançando e fora da dança, e gostaríamos muito de uma continuação porque foi bom e não sabemos o que aconteceu depois daquele final maravilhoso. Se a novata tem chance não sei, mas ela foi incrível! Amigos da Sarah disseram que ela é igualzinha na vida real, uma workaholic, ela se considera “motivada”.

 

Felicity Huffman – American Crime como Barbara Hanlon

Por Matheus Pereira

Felicity Huffman teve uma tarefa difícil. Ao desempenhar o papel da mãe enlutada, a atriz corria o risco de transformar sua personagem em alguém excessivamente depressiva e no limiar de se tornar uma vilã. Mas a atriz é tão competente que tem total controle da situação, tornando-se uma das melhores coisas de American Crime. Quando aparece em cena, rouba a atenção dos espectadores e eleva a qualidade da antologia. Suas chances são grandes. Além de ser uma atriz de prestígio, tem uma das atuações mais desafiadoras dentre as indicadas.

 

Queen Latifah BessieQueen Latifah – Bessie como Bessie Smith

Por Leo Sousa

Não importava o que Bessie Smith cantava, ela elevava o nível das coisas. O filme biográfico da HBO, Bessie, tornou o passado e a vida da cantora em várias cenas magnéticos. Em dois primeiros minutos do filme, Smith, interpretado com grande verve e compreensão por Queen Latifah, rejeita um pretendente agressivo. Em cenas posteriores, ela acena um machado ao levantar-se para a Ku Klux Klan e depois declina a oferta de um contrato com a Columbia Records. Com direção de Dee Rees e Latifah no papel principal, Bessie corajosamente projeta a alegria, intensidade trágica da imperatriz dos Blues, a cantora mais elite do seu tempo. 22 anos para gerar esse filme, e o resultado foi incrível! Um dos melhores trabalhos musicais de Latifah, e certeza que uma grande concorrente para a categoria.

 

Quem ficou de fora?

Não tenho ideia, aliás, tenho sim, Ben de London Spy foi tão legal!  (Carol)

Ben Whishaw de London Spy merecia uma lembrança. (Matheus)

Todo mundo lembrando de Benzinho Whishaw, workaholic do ano! (Amanda)

Não tenho certeza se Ben Daniels se encaixaria nessa categoria, mas certamente merecia uma indicação pela dupla dinâmica – e explosiva – na tela com Sarah Hay em Flesh and Bone. (Leo)

 

Quem vai levar essa?

Estou bem indecisa, mas os favoritos são David e Idris, dizem que pessoal ali adora Fargo, então Patrick também tem chance. Gostaria que fosse Idris. Dust deveria levar na categoria feminina, mas dizem que Gaga roubou o show em AHS, mas francamente, really, Lady Gaga? (Carol)

Difícil. Idris pode levar, já que é popular e tem ótima atuação. Mas Oscar Isaac é o ator do momento, esteve no filme de maior bilheteria do ano, etc. Patrick Wilson também vem do cinema e pode levar. Palpite: Idris leva. Entre as atrizes, Huffman pode levar o prêmio. (Matheus)

Eu não queria comentar mas, se não comentar eu fico com isso no meu sistema. Lady Gaga indicada? Por sair por aí com um personagem que já é, sei lá, 1/3 ela mesma? E favorita? Sou mais Huffman! A diva de Desperate Housewives volta a atacar! Ou Kirsten e sua maravilhosa Peggy. Nos homens a corrida tá tão séria, tão boa, que fica feio competir porém, sou dessas e eu torço por Idris Elba. Já passou da hora de reconhecer esse talento todo, né migos? (Amanda)

Muito concorrida! Mas sinceramente, o Globo de Ouro gosta de surpreender, e tenho leve certeza que Lady Gaga conquista a estatueta. No entanto, a dupla de Fargo está na briga e não vai largar o osso tão fácil. (Leo)

Equipe Mix

Equipe Mix

Perfil criado para realizar postagens produzidas pela equipe do Mix de Séries.

No comments

Add yours