Mix de Opiniões: estreia de Legends of Tomorrow

Legends of Tomorrow The CW

 

Arrow e The Flash entregaram personagens tão icônicos e nada mais justo do que dar a eles sua própria série, não é mesmo?!

Bom essa não é bem a proposta de Legends of Tomorrow, mas a nova atração da The CW produzida pela DC Comics certamente é uma das surpresas da midseason. A trama principal é levada pela busca do herói Rip Hunter em deter o vilão imortal Vandal Savage, que viaja pelo tempo deixando um rastro de destruição pela História. Sem a ajuda de um exército, ele então resolve juntar um super-grupo que poderá ajudá-lo a combater essas ameaças.

Continua após a publicidade

Com Eléktron, Canário Branco, Capitão Frio, Onda Térmica, Nuclear, Mulher Gavião e Gavião Negro, Hunter visita as eras e enfrenta os desafios mais cabulosos para, com as características bem peculiares desses heróis e vilões, impedir que o mundo seja destruído no futuro (mais precisamente no ano de 2166).

A nossa equipe assistiu o piloto, e como de costume, se reuniu para contar o que cada um achou do novo spinoff da The CW. Cada um deu uma nova de 0 a 100, e o termômetro do Mix de Opiniões indica qual o índice de favoritismo de Legends of Tomorrow. Veja abaixo:

 

tabela-mix-de-opinioes

 

 

Narciso-90-Mix-De-Opinioes[Anderson Narciso, editor-chefe do Mix]: Legends of Tomorrow, o mais novo spin off da franquia Arrow/Flash, chegou com tudo. Claro que, como fã da DC, foi inegável não me divertir com os 40 minutos que passaram voando. Cada adição ao elenco fez a diferença, com destaque para Wentworth Miller e Caity Lotz que roubaram cada cena em que apareceram. A dinâmica da história é bem interessante e eles tem um grande trunfo na mão com esse lance de “viagem no tempo”. Estou na torcida para explorarem bastante este quesito que, para mim, é o grande diferencial se comparado a Flash e Arrow. Power Rangers ou não, curti todos os aspectos: da trama, das piadas – e muitas referências a Star Wars –, até as atuações. Sucesso garantido para a CW!

 

 

mix-opinioes-leo[Leo Sousa, colaborador do Mix]: A DC já mostrou várias tonalidades na televisão, principalmente com Arrow, The Flash e Supergirl, e Legends of Tomorrow é um conjunto de tudo isso. O piloto teve seu lado cômico e descontraído, como as tiradas de Rip Hunter e a dinâmica de Leonard Snart, Mick Rory e Sara Lance na cena do bar, mas também teve drama e ação, com a busca por Vandal Savage e os mistérios da viagem no tempo, e a maior parte das coisas fez sentido em um episódio só. Tudo bem, uma ponta tem que ficar solta, mas para uma apresentação de um núcleo de personagens tão complexos, Legends conseguiu levar do início ao fim em quarenta minutos o que algumas atrações levam um arco para fazer. Ainda tem muito caminho pela frente, e queremos ver as mudanças que o Poço de Lázaro fez em Sara, assim como o que cada um dos heróis e vilões deixaram para trás e que efeito isso fará neles. Além disso, a relação Kendra Saunders – Carter Hall precisa sair da “caixinha” e deixar de ser remota como as pessoas que reencarnaram em milênios, para ser algo mais orgânico e funcional. Isso não é novela das seis, queridos! O interessante é ver que, mesmo unidos por uma causa comum, cada um tem uma motivação para estar ali e, em algum momento, isso pode colidir – quem não gosta de uma boa confusão?

 

mix-opinioes-Richard[Richard Gonçalves, colaborador e editor do Mix]: A midseason da CW conseguiu surpreender. Depois de suas aventuras com Arrow e Flash, que expandiram consideravelmente o número de personagens da DC nas telinhas, o canal decidiu fazer um assemble de certos personagens e criar uma aventura em co-op que tem tudo para dar certo: DC’s Legends of Tomorrow. Não se pode negar que algumas coisas precisam ser acertadas – sendo o uniforme da White Canary e o momento Zordon de Gideon os maiores exemplos. Mas esses detalhes são rapidamente esquecidos quando somos levados aos anos 70 e apresentados a essa nova Sara (muito mais divertida de se assistir e que simplesmente reina na cena do bar… e em todas as cenas que ela divide com Snart), a um Ray que retoma uma insegurança já mostrada anteriormente, a um Dr. Stein (que droga a outra metade do Firestorm só pela oportunidade de ir com Hunter), e até mesmo Savage e Chronos tomam a nossa atenção completamente. Quando tudo isso é considerado, fica claro que, conduzida da maneira correta, Legends of Tomorrow pode ser formam uma receita que promete outros 15 episódios muito bons.

 

 

flash-dani[Daniele Duarte, colaboradora do Mix]: As minhas expectativas acerca de Dc’s Legends of Tomorrow estavam baixas. Apesar de toda “hype” em cima da série, eu não estava empolgada em relação à nova atração CW. No entanto, Legends superou muito as minhas expectativas! A série é ágil e bem dinâmica no ponto certo, sem aquela encheção de linguiça que acontece geralmente em series premiere. A história conseguiu introduzir bem os personagens na trama, contando com rostos familiares aos fãs de Arrow e The Flash. Quando você vai assistir Legends, você já pensa: “Hum, gosto desse personagem! Ah! Que saudade que eu tava dele (a)! Como eu o/a amo! Como ele/a é badass!” Parece que somos íntimos deles. Foi muito bom rever, por exemplo, Sara e Laurel Lance juntas e a Laurel dando conselhos para a irmã e a chamando de White Canary, muito amor envolvido <3. O único problema disso é quem não acompanha Arrow e The Flash pode ter ficado perdido, já que esses super-heróis já foram citados em ambas as séries, servindo como coadjuvantes a elas. Gostei bastante do entrosamento entre os personagens e cada um com as suas habilidades específicas poderá salvar o mundo contra as maldades de Vandal Savage. Se continuar nesse ritmo tem futuro!

 

[skillbar title=”RESULTADO: Aclamação Mundial” level=”88″]

 

E você, já conferiu o piloto? Será que vinga? Não deixe de acompanhar nossas reviews (clique aqui).

 

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=_rgzmQ_vpSo[/youtube]

Equipe Mix

Equipe Mix

Perfil criado para realizar postagens produzidas pela equipe do Mix de Séries.

1 comment

Add yours
  1. Eduardo Nogueira
    Eduardo Nogueira 27 janeiro, 2016 at 07:37 Responder

    Vou ser sincero que não tava dando fé alguma para a série, mas depois que vi o piloto me arrependi disso. A série é boa, claro que precisa melhorar em alguns aspectos, porém veio com um piloto redondo, assim como foi em Arrow, The Flash e Supergirl. A equipe não poderia ser melhor, destaques obviamente para Snart e Sara, que em apenas um episódio conseguiu ser muito mais bad ass em três temporadas de Arrow em que apareceu. Se continuar nesse ritmo para melhor, tem chances sim de ser a mais nova queridinha da CW. Se Arrow e The Flash conseguiram isso no canal e Supergirl finalmente encontrou sua estabilidade na CBS, pq com esse grupo de heróis e bandidos seria diferente?

Post a new comment