Mix de Opiniões: a estreia da segunda temporada de OITNB

Orange is the New Black foi bem recebida pela crítica quando estreou no ano passado pela plataforma do Netflix. Com treze episódios, a série acabou conquistando uma segunda temporada, e o cotidiano das detentas de Lichfield encabeçadas por Piper tem agora novos episódios que já estão todos disponíveis para os assinantes do canal.

Continua após as recomendações

Na próxima semana você irá conferir uma crítica completa da segunda temporada aqui no Mix, mas alguns de nossos colaboradores já assistiram a premiere e trazem para vocês suas críticas.

Lembrando para quem não conhece… No Mix de Opiniões, cada colaborador, além de fazer sua mini crítica, escolhe uma nota, entre 0 e 100, para qualificar o objeto de debate, de acordo com o quadro a seguir:

Continua após a publicidade

tabela-mix-de-opinioes

 

matheus_oitnb[Matheus Pereira, colaborador do Mix]: Orange is the New Black estreou ano passado no Netflix sem fazer grande alarde. A série, porém, se mostrou ao lado da fantástica House of Cards, um trunfo do canal (sim, Netflix é um canal, apesar da plataforma). Orange não é comédia, tampouco drama, mas engloba ambos os gêneros com eficiência. O humor, aliás, que havia se perdido um pouco na reta final da primeira temporada, volta com força no primeiro episódio do segundo ano. O início da nova temporada, inclusive, sintetiza o melhor que Orange pode oferecer. É uma pena, portanto, que personagens cativantes do primeiro ano não retornem no início desta nova jornada. Temos apenas Piper e Alex inseridas em novo cenário e em uma trama que funciona perfeitamente. Os novos personagens são engraçados e interessantes, o episódio é ágil e as situações, além de trazer graça à história, inserem carga dramática. Essa capacidade de aliar os dois gêneros, enfim, é a grande qualidade de Orange is the New Black, que não teve medo de arriscar e deu um giro em seu eixo, mudando rumos e perspectivas. Resta seguir acompanhando a temporada, rir e se surpreender com as reviravoltas da história e com o ótimo elenco.

 

 

rafael-oitnb[Rafael Mattos, colaborador do Mix]: O mais interessante dessa premiere, é que OITNB brinca com os espectadores e nos deixa tão perdidos quanto Piper que tenta entender o motivo de sua transferência. Focado quase que inteiramente nela, Orange consegue fazer um episódio que contém um mistério, mas que continua com o humor negro que nos acostumamos na primeira temporada. E o final do episódio com Alex ferrando Piper de novo só demonstra o quanto o relacionamento das duas é complexo e autodestrutivo. A série continua com a qualidade de sempre, e a segunda temporada só tem a ganhar com isso.

 

 

 

 

tainara-oitnb[Tainara Hijaz, colaboradora do Mix]: Com um início de episódio confuso, misturado à ansiedade em descobrir quais foram as consequências dos atos de Piper no fatídico final da primeira temporada, o desenrolar do episódio nos lembrou perfeitamente o motivo de Orange is the New Black ter sido considerada uma das estreias mais promissoras de 2013. Equilibrando perfeitamente o drama e a comédia, do jeito que só essa série sabe fazer, a season premiere introduziu novos personagens (mesmo que temporários), abordou novamente a relação de Alex e Piper e o motivo de ambas estarem ali. Ainda revevelou que infelizmente Pennsatucky continua viva e que Alex não é nem um pouco confiável, mostrou flashbacks da infância de Piper, tudo isso em 60 minutos que pareceram 20. Só senti falta dos outros personagens pra ficar perfeito, mas foi um excelente início de segundo ano, pra inaugurar uma temporada que tem tudo pra ser ainda melhor que a anterior.

 

 

tony-oitnb[Tony, colaborador do Mix]: Orange is the New Black é uma série muito inteligente. O retorno à destemida segunda temporada – que desconstrói a genialidade vista na primeira – mostrou um fôlego de proposta renovada ao show ao mudar o foco dele da personagem principal, que por si só era muito interessante, e jogar o holofote sobre todas as detentas desse show! Se antes conheciamos a história de maneira mais rasa, agora cada uma delas age como protagonistas e tiveram sua profundidade e tempo de telas aumentado e equiparado ao de Piper, que continua tendo status de protagonista, e mostra uma transformação vertiginosa depois dos acontecimentos da finale da temporada passada e da bomba que recebe logo nesse primeiro episódio! Estou muito empolgado para ver até onde vai a genialidade dos produtores/roteristas com as prisioneiras de Lichfield.

 

[column size=”3-4″]

[skillbar title=”RESULTADO: Aclamação Universal” level=”91″]

[/column]

Equipe Mix

Equipe Mix

Perfil criado para realizar postagens produzidas pela equipe do Mix de Séries.

2 comments

Add yours

Post a new comment