Mix de Opiniões: a estreia de Red Band Society

Na semana passada a Fall Season começou a dar as caras. Red Band Society, nova série da FOX, teve seu piloto exibido na última quarta (17) e atraiu um público bem específico do canal.

Continua após as recomendações

Vendido como a série que agradará o público de Glee – que debutará sua última temporada, o show conta a história de algumas crianças e adolescentes que vivem em um hospital para tratamento de doenças como câncer e problemas de coração. Lá, resolvem montar um clube para que juntos vençam as diferenças e o principal: a morte.

 

Continua após a publicidade

red-band-society-fox

 

Estrelado por Octavia Spencer, Dave Annable, entre outros, a audiência da premiere foi bem singela – em torno de 4 milhões, algo que começa a se tornar considerável para o canal.

O Mix assistiu e resolveu dividir com vocês algumas opiniões de nossos colaboradores. Lembrando para quem não conhece… No Mix de Opiniões, cada colaborador, além de fazer sua mini crítica, escolhe uma nota, entre 0 e 100, para qualificar o objeto de debate, de acordo com o quadro a seguir:

Vamos conferir?

 

tabela-mix-de-opinioes

flash-narciso[Anderson Narciso, editor chefe do Mix]: Confesso que se tivesse ouvido falar antes que Red Band Society é considerada a nova Glee, nem de perto teria passado. Mas acabei assistindo ao trailer e algo me conquistou na premissa. Não sei se é a atmosfera Clube dos Cinco que a história trás ou o elenco encabeçado por crianças que partem seu coração. O negócio é que a série te chama. O piloto então, surpreendeu. Clichês? Muitos. Mas que piloto não tem. Os personagens – com exceção do médico – são bem trabalhados e toda a “gangue” recebeu o devido destaque. Palmas para Octavia Spencer que interpreta sensacionalmente bem a enfermeira Jackson. Os dramas dos “pacientes” vão além do câncer e outras doenças são retratadas para aqueles que pertencem a essa “sociedade”. Uma coisa é certa: muita lágrima vai rolar de baixo dessa ponte. Vale a pena dar uma chance!

 

 

 

joao-mix-opinions[João Victhor, colaborador do Mix]: Red Band Society é a tentativa da FOX de resgatar o público adolescente, e como toda obra voltada para esse público, é recheada de clichês. Temos a linda e loira líder de torcida bitch e a insinuação à formação de um polígono amoroso (porque triângulo já está ultrapassado). Como ainda não conheço a versão original, Polseres Vermelles, fui ver o piloto achando que todos teriam câncer (para aproveitarem ainda mais o hype em torno de A Culpa é das Estrelas), e para a minha surpresa, cada personagem é um caso diferente, o que acrescenta muitas tramas a serem exploradas. Tudo aconteceu muito rápido, das apresentações dos personagens à formação do grupo, mas não podemos negar o grande mérito da série: tratar de forma leve um tema sério. E é essa linha tênue que traz uma emoção a mais, que cativa. Tudo pode acontecer, do mais hilário ao mais dramático, de uma lágrima à uma cachoeira de emoções.

 

 

 

leo-mixopinions[Leo Souza, editor de colunas e colaborador do Mix]: Red Band Society é outro remake da TV americana, mas a nova dramédia da Fox tem toques de originalidade muito sensíveis, como Kara. Por ser tratar de uma ala infantil – e o que criança mais gosta é história – assisti Red Band Society como se fosse um clássico da literatura infantil, e funcionou bem assim. Kara, a estereotipada líder de torcida, seria o homem de ferro de O Mágico de Oz, que precisa de um coração (literalmente), mas imagino que a convivência com Charile – o coma boy – vai fazê-la chegar à sua parte sensível. Leo é o Leão, do mesmo conto, que precisa da coragem para encarar a vida e seu tratamento. Dash faz da sua vida um verdadeiro hakuna matata, mas prevejo que ele seja um personagem tão secundário, que com o tempo pode até se tornar recorrente. Jordi e Emma, embora não sejam os protagonistas de fato da série, são o típico casal real dos contos de fadas. O jovem corajoso, que não está preocupado com perder a perna, e sim em se curar, de cara se apaixona pela frágil Emma (Amei os dois juntos, mas antes de mais nada quero saber como foram parar ali). Octavia Spencer é a enfermeira Jackson, que coloca ordem na bagunça, mas – como vimos no final do episódio – pode colocar bagunça na ordem. Sem dúvidas a melhor personagem do núcleo adulto. O Dr. Andrews ainda não mostrou a que veio, e até esperava um pouco mais de presença dele, mas tendo Jackson, who cares? A audiência não foi lá essas coisas, mas não custa nada fazer pensamento positivo para uma segunda temporada, pelo menos. A pergunta que ficou na minha cabeça é: será que Red Band Society vai mesmo substituir Glee? (85)

 

[skillbar title=”RESULTADO: Aclamação Universal” level=”85″]

 

E então? O que achou do piloto de Red Band Society?

 

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=JPEI4CnAC4c[/youtube]

Equipe Mix

Equipe Mix

Perfil criado para realizar postagens produzidas pela equipe do Mix de Séries.

No comments

Add yours