Mix de Opiniões: o piloto de Battle Creek

A CBS leva ao pé da letra o ditado “coração de mãe sempre cabe mais um”. Dona das maiores franquias de sucesso em termos de procedural, a emissora americana não se cansa de adicionar à sua lineup séries e mais séries que misturam dramas pessoais, cenas de ação, e luta contra crimes. No final das contas há dois caminhos: diversos spinoffs ou cancelamento repentino.

 

Battle Creek CBS

 

Continua após a publicidade

Battle Creek é mais uma dessas tentativas. A série é uma criação de Vince Gilligan e David Shore – criadores de Breaking Bad e House M.D, respectivamente – e acompanha a rotina de dois detetives que tentar limpar a criminalidade das ruas da pequena Battle Creek. Enquanto o detetive Russ Agnew (Dean Winters) acredita na malandragem como via para solucionar as coisas, o agente do FBI Milton Chamberlain (Josh Duhamel) é totalmente oposto, e age na maior retidão para vencer em seus casos.

Então, será que veremos mais uma franquia de sucesso na programação da CBS?

Lembrando para quem não conhece… No Mix de Opiniões, cada colaborador, além de fazer sua mini crítica, escolhe uma nota, entre 0 e 100, para qualificar o objeto de debate, de acordo com o quadro a seguir:

 

tabela-mix-de-opinioes

 

 

Caroline-Mix-de-opinioes[Caroline Marques, Colaborador do Mix]: Vi que a audiência foi baixa para uma estreia, ainda mais quando Vince Gilligan é um dos produtores. Mas gostei do Russ (Dean Winters), todo orgulhoso, ciumento, tem uma personalidade que pode render história. Não foi “UAU que episódio!”, me pareceu um episódio cuidadoso, que me lembrou The Mentalist, só que sem o Jane. É difícil hoje em dia uma série trazer novidade absoluta, por isso não exijo muito dos pilotos. Russ é bastante ressentido e revoltado com a vida, talvez isso me canse um pouco. Porém a dupla Russ e Milton tem grande potencial, gostei deles. Espero que a série não vá para o lado “justiça com as próprias mãos”, estilo Justified. Milton é bonzinho demais e faltou um climinha de suspense, talvez eles quiseram levar a série num tom mais cotidiano, e não só despertar a curiosidade dos espectadores. Sei lá, gostei, não me arrastei com correntes pra ver, e a dupla ganhou minha simpatia.

 

 

Matheus-Mix-de-Opinioes[Matheus Pereira, Colaborador do Mix]: Eu não tinha grandes expectativas para Battle Creek. Sim, Vince Gilligan, David Shore e o diretor Bryan Singer despertam interesse e curiosidade, mas a série em si, não era tão aguardada. E assistindo ao piloto, entendo o motivo: Battle Creek é, sim, uma boa série, mas não chega perto do talento já comprovado de Shore e Gilligan, criadores do programa. Não há aqui o preciosismo técnico e narrativo de Breaking Bad, ou o texto ágil e irônico de House. Battle Creek surge, portanto, como um bom procedural que não traz nada de novo ao gênero: a dupla que se conhece e não combina de início, mas que podem se tornar grandes parceiros; o detetive bonitão que faz sucesso em cada lugar que vai; o detetive que não é bonitão, mas usa a força e os contatos para resolver crimes; etc. Ainda assim, a forma como Gilligan e Shore conduzem o texto é interessante: o humor, apesar de excessivamente repetitivo, funciona; as cenas de ação também são boas. Para completar, Dean Winters e Josh Duhamel formam uma dupla com ótima química. Battle Creek pode dar certo por uma série de fatores – criadores competentes e famosos, elenco afiado e texto redondinho e bem humorado. Para ter longa carreira na TV, porém, precisa inovar e mostrar que, por trás de tudo, estão as mentes que criaram Breaking Bad e House.

 

 

lucas-mix-de-opinioes[Lucas Santtos, Colaborador do Mix]: Ao contrário de Secrets and Lies, não estava super empolgado com a estreia de Battle Creek, pode-se dizer até que sabia muito pouco sobre a série. Ela é estrelada por Josh Duhamel (de Las Vegas, ou o marido da Fergie para os mais íntimos), mas pra mim quem roubou a cena nesse primeiro episódio foi Dean Winters (de Oz, 30 Rock). A trama pode até ter potencial, mas o primeiro episódio não foi dos mais empolgantes e eu, particularmente, acabei gostando apenas dos minutos finais. Vimos Milton chegando a Battle Creek com a missão de abrir um escritório do FBI na cidade, algo que não acabou agradando muito, principalmente Russ, o detetive da polícia local que não disfarçou seu descontentamento com a chegada do cara. Confesso que assistir Russ e Milton trabalhando juntos e discordando durante todo o tempo me divertiu demais, mas não foi aquele episódio que me deixou morrendo de vontade parar pra conferir o seguinte. Não que seja totalmente ruim, talvez pode vir a melhor no próximo episódio, mas Battle Creek não me ganhou dessa vez.

 

[skillbar title=”RESULTADO: Crítica Favorável. Pode ficar bom ou ruim” level=”66″]

 

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=kfCq23yL_wk[/youtube]

Equipe Mix

Equipe Mix

Perfil criado para realizar postagens produzidas pela equipe do Mix de Séries.

No comments

Add yours