Mix de Opiniões: a estreia de Stranger Things

A Netflix confia tanto em seus produtos que nem precisa se dedicar muito ao marketing. Isso porque Stranger Things ganhou seu primeiro trailer semanas antes da estreia. Até então, ninguém sabia nada sobre a nova investida da plataforma no universo das séries ficcionais. Pouco antes da chegada da novidade ao catálogo, outra prova da confiança da Netflix: Stranger Things estava renovada antes de ser assistida pelos olhos atentos do mundo.

Também pudera: com o material que tem em mãos era impossível não confiar. Stranger Things é uma bela homenagem aos clássicos dos anos 80. Mistura de aventura e ficção, a série é uma ode a mestres como Steven Spielberg e Stephen King. Na trama, o menino Will desaparece sem deixar pistas. Seus amigos e sua mãe não acreditam que o garoto tenha morrido ou sido sequestrado. Há muito mais sob a superfície que os olhos podem ver. Inclua aqui criaturas misteriosas, organizações secretas, uma menina com superpoderes e muita, mas muita referência à cultura pop. Nós assistimos e nos juntamos para debater a estreia, mas já adiantamos: Stranger Things é uma das melhores coisas da Netflix. Ever.

strangerthingsposter

Continua após a publicidade

Colaboradores do Mix de Séries assistiram o piloto e se reuniram para debater sobre a estreia. Antes de saber o que nossa equipe achou sobre Stranger Things confira o sistema de notas:

tabela-mix-de-opinioes

eduardomdo

[Eduardo Nogueira, editor do Mix]:Depois de uma boa espera, Stranger Things finalmente e estreou, e já dá para ver seu primeiro episódio que fará jus aos dois maravilhosos trailers divulgados. Achei muito bacana a forma como tudo foi apresentado, sem atropelamentos ou algo maçante, foi tudo na medida certa. A história é intrigante, e te envolve do primeiro até o último segundo. Elementos de Steven Spilberg são bem notórios, e o suspense é o ponto alto de tudo. Sem contar a trilha sonora, que na minha opinião é um dos destaques da série. O elenco também faz por si, para que o resultado tenha sido tão satisfatório. Winona Ryder deu um show de interpretação, como a mãe de Will, o garoto desaparecido, além dos amigos do personagem e principalmente a misteriosa garota, que é o fio condutor de toda a história. Gostei tanto desse primeiro episódio, que mal senti o tempo passar, e quando me dei conta já estava começando o segundo. Simplesmente uma das melhores estreias da Netflix nesse ano até o momento. Eduardo

gabrielmdo[Gabriela Siggia, colaboradora do Mix]:Um suspense muito bem elaborado, com um ótimo elenco, cenário e trilha sonora. Netflix está de parabéns por mais um sucesso. Quase nem reconheci a Winona Ryder no papel da mãe do garoto que desapareceu. Stranger Things lembra muito bem aqueles clássicos de Alfred Hitchcock e Steven Spielberg. Para quem é fã de um ótimo suspense, o novo seriado da Netflix é uma ótima opção e o piloto consegue fazer jus as expectativas das promos. O sumiço de Will Byers e o aparecimento misterioso daquela garota foram bastante condizentes com o proposto pela trama.

lucasmdo[Lucas Franco, colaborador do Mix]:De volta a década de 80, Stranger Things constantemente nos bombardeia com clássicos cinematográficos da época dentro de um cenário muito bem trabalhado em Hawkins, Indiana. Temos diversos dilemas adolescentes, problemas familiares, aventuras infantis e uma incrível abordagem sobre amizade dentro de oito incríveis episódios. Mas talvez vendo o trailer, não consigamos identificar tantos pontos nostálgicos e positivos assim. O que mais me interessou na série, foi a abordagem de suspense e ficção científica dentro deste contexto relativamente retrô. Falamos de uma época onde a tecnologia começava sua ascensão, com a internet evoluindo e a qualidade das produções se refinando. Mesmo quem, como eu, não viveu os anos 80, consegue perceber pelas suas produções a evolução mencionada. Até mesmo dentro do seriado conseguimos perceber isso. Um grande exemplo é a escolha de Winona Ryder, que apresentou um belíssimo trabalho nesse piloto e acredito que durante todos os episódios. A atriz foi um grande sucesso cinematográfico no fim da década e se encontrou muito bem na história, 30 anos depois em um ambiente semelhante. Outro ponto favorável é a trilha sonora, que remete muito bem aos clássicos do rock que estavam no auge na época. Dentro de tanta nostalgia, o que impede a série de cair em um âmbito monótono é claramente seu aspecto sombrio. Toda a questão da empresa de energia e seus mistérios vão um pouco além do que muitos esperam. Uma boa mistura de Stephen King e Steven Spielberg, a série teve um excelente piloto, é grande aposta da Netflix e uma excelente pedida para uma maratona de fim de semana.

 

mix-opinioes-matheusr[Matheus Ronconi, colaborador do Mix]:O primeiro episódio de Stranger Things foi uma grata surpresa. Assisti sem muita expectativa e gostei. Apesar de ser mais voltada para o público infantojuvenil, a série apresenta um bom mistério com pitadas de comédia e ficção científica e pode agradar inclusive um público mais velho. A série usa muito bem o fato de ser ambientada nos anos 80, com boas referências e uma trilha sonora muito bem escolhida. O formato de 8 episódios também me agradou. Uma temporada mais objetiva. Com uma boa trama central e atuações decentes, Stranger Things, tem tudo para, mesmo não se tornando um grande hit, cumprir bem seu papel. Ao que tudo indica, mais um acerto da Netflix.

[skillbar title=”RESULTADO: Aclamação Universal” level=”92″]

E você, vai dar uma chance a Stranger Things? Assista o trailer abaixo, veja o piloto e nos diga o que achou!

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=XWxyRG_tckY[/youtube]

Equipe Mix

Equipe Mix

Perfil criado para realizar postagens produzidas pela equipe do Mix de Séries.

No comments

Add yours