Mix de Opiniões: A estreia de Supermax

A Rede Globo vem apostando alto em suas produções ficcionais, e Supermax é uma das ideias mais arriscadas da emissora. Abraçando o horror e a fantasia, o programa promete um novo olhar para a teledramaturgia, além de chamar um novo tipo de público para frente da TV.

Continua após as recomendações

Na história, um grupo de pessoas é levado a um presídio abandonado no meio da Floresta Amazônica. Eles estão participando de um reality show e ficarão confinados no lugar tentando conviver em grupo e sob diversas provas e adversidades. Mas o que seria um programa sobre convivência torna-se em uma saga de sobrevivência. O apresentador do reality desaparece e os participantes são deixados por conta e risco próprios. O lugar parece assombrado e cheio de segredos. É tudo verdade ou só parte do roteiro do programa?

Continua após a publicidade

sUPERMAX-gLOBO-1408x750

Colaboradores do Mix de Séries assistiram o piloto e se reuniram para debater sobre a estreia. Antes de saber o que nossa equipe achou sobre Supermax confira o sistema de notas:

tabela-mix-de-opinioes

mix-opinioes-dani[Daniele Duarte: colaboradora do Mix de Séries]: Depois de Verdades Secretas e Justiça, a Globo vem apostando suas fichas em Supermax, série esta produzida pelo José Alvarenga Jr. O novo drama da Globo tem tudo pra dar certo e entrar para a história da tv se continuar com o nível altíssimo que foi esse piloto. Realmente Supermax é empolgante, aterrorizante, apavorante e parece que a qualquer momento os participantes vão cair na porrada devido à alta carga de tensão que eles têm. Eu gostei muito do piloto e fiquei bastante animada porque, sim, ela é boa e nos deixa intrigada para saber o que vai acontecer depois; quem vai sair do reality show e brigar; se haverá alguma desistência e qual é o passado podre dos doze participantes. Desde os teasers da série, fiquei bastante empolgada e curiosa de assistir. Por isso, não fui assistir esperando tanta coisa, porém fui pega de surpresa de maneira positiva porque dava nada pela série e, de repente, o primeiro episódio é surpreendente. Muita gente pode ter preconceito pelo fato de ser uma produção nacional e da Globo, principalmente, mas deem uma chance à ela pois vale muito a pena. Recomendadíssimo!

eduardo-constantine[Eduardo Nogueira: editor do Mix de Séries]: Com uma proposta diferente, Supermax tem tudo para ser um grande acerto. História envolvente, que mistura reality show com muito suspense, tudo se passando dentro de um presídio de segurança máxima. Esse primeiro episódio serviu mais para introduzir alguns personagens, mas o mais bacana disso tudo é que todos ali têm segredos obscuros, e ainda não dá para dizer em quem realmente se pode confiar. A minha aposta é que os personagens de Eron Cordeiro e Cleo Pires serão as grandes surpresas da série, ele que até então está mostrando ser, junto com a enfermeira interpretada por Mariana Ximenes, uma das pessoas mais íntegras apesar de tudo no confinamento, poderá nos surpreender justamente do contrário. Já a morena por sua vez, novamente fazendo alguém baseada em sua própria personalidade, tem se mostrado pronta para enfrentar todos os seus demônios, estando mais que pronta para ganhar o público, e ser finalista desse misterioso reality. Estou aguardando desde já os intensos jogos de tortura psicológica, que com certeza serão os pontos altos dessa disputa.

mix-opinioes-Lucas

[Lucas Franco: colaborador do Mix de Séries]: Supermax vem com uma premissa diferente para a dramaturgia brasileira. Já não é de hoje que as produções da rede globo vem encantando a população, principalmente os mais exigentes quanto a filmagem e enredo. A “americanização” chegou as telinhas brasileiras, e a explosão do universo das séries já está crescendo por aqui. O gênero é diferente e o ideal de toda a produção é genial. Pelo que percebi neste primeiro episódio, teremos um enredo atrativo pelas próximas semanas, mas alguns personagens são facilmente descartáveis, e espero que sejam os primeiros a serem eliminados/mortos. Algumas falas ainda estão mecânicas, e isso quebra um pouco a empolgação quanto ao futuro da série, mas a produção conta com uma mistura de rostos conhecidos e anônimos, que confere certo equilíbrio de expectativa a quem assiste. O terror/suspense ficou um pouco de lado neste episódio, e senti falta de cenas um pouco mais chocantes. Mas isso é algo justificável, afinal, o piloto é responsável por apresentar um pouco dos personagens e suas histórias. Não posso deixar de comentar sobre a clássica referência ao caso de Marcos Kitano em 2012, quando sua esposa Elize Matsunaga atira em sua cabeça e o esquarteja, assim como Diana fez no seriado. Adicionar um caso conhecido de toda a população à produção, foi mais uma maneira de atrair a atenção dos telespectadores. Se Supermax continuar neste ritmo, creio que teremos um grande sucesso thriller brasileiro. O enredo bem trabalhado e inspirado em clássicos americanos, cria todo um convite à população em geral para acompanhar e se envolver com a história. Agora vou ali terminar de devorar os episódios e analisar se minha opinião permanece constante…

Matheus-Mix-de-Opinioes

[Matheus Pereira: editor do Mix de Séries]: A Rede Globo tem apostado alto em suas produções originais de ficção. É só olhar para os últimos projetos e perceber que há um interesse de sair do lugar comum, de deixar aquela pegada “novelesca” e abraçar uma abordagem mais cinematográfica, próxima das séries norte-americanas. É claro que nem toda tentativa resulta em um produto positivo, e vários projetos amargaram um desenvolvimento fraco, a despeito de suas qualidades visuais. Supermax, um dos passos mais corajosos da emissora, curiosamente aposta pouco na parte técnica e se dedica ao roteiro e à construção de gênero. O grande acerto foi reunir um grupo legitimamente interessante e competente para escrever o programa. Os nomes por trás da trama vão desde escritores reconhecidos até roteiristas renomados do cinema. Outro elogio deve ser reservado ao elenco sumariamente desconhecido, com destaque para Erom Cordeiro, Bruno Belarmino e Fabiana Gugli. Os problemas ficam com os maniqueísmos baratos e fáceis e com algumas atuações equivocadas: Cléo Pires e, principalmente, Mariana Ximenes, justamente as mais experientes na TV, decepcionam e quebram a qualidade do programa.

[skillbar title=”RESULTADO: Aclamação Universal” level=”81″]

E você, vai dar uma chance a Supermax? Dá uma olhada no trailer:

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=cXjnubCKPSw[/youtube]

1 comentário

Adicione o seu
  1. Crítica: Desalma, é aposta do Globoplay em terror introspectivo e de visual arrojado - Mix de Séries 21 outubro, 2020 at 10:00 Responder

    […] Globo, que não é iniciante no mundo das séries, já brincou com terror em Supermax. A atração, que tinha Cleo Pires e Mariana Ximenes no elenco, agradava, apesar de alguns […]

Post a new comment