Mix de Opiniões: O piloto de Preacher

Depois do piloto de Outcast ser liberado, chega a vez de Preacher se provar frente ao público. Assim como a série do Cinemax criada por Robert Kirkman, Preacher também é baseada em uma HQ adulta e com fortes traços de horror. A grande diferença é que a história do pastor tem uma grande veia cômica e não tem medo de mergulhar no completo absurdo.

Na história acompanhamos Jesse, um sujeito com passado obscuro que retorna à sua cidade natal e resolve se tornar pastor, assim como seu falecido pai. Aos poucos Jesse vai ficando cada vez menos motivado, percebendo que a vida de pregador não é pra ele. Com fama de difícil e respeitado nos arredores, o “preacher” tenta ajudar como pode. Em uma noite, quando sua fé está por um fio, Jesse é possuído por Gênesis, uma mistura de anjo e demônio que lhe dá poderes. Soma-se a isso o fato de Deus ter desistido da humanidade e o detalhe do tal Gênesis estar sendo perseguido incansavelmente por um grupo capaz de tudo para destruí-lo.

Preacher6-620x436

Colaboradores do Mix de Séries assistiram o piloto e se reuniram para debater sobre a estreia. Antes de saber o que nossa equipe achou sobre Preacher confira o sistema de notas:

tabela-mix-de-opinioes

narciso-the-leftovers[Anderson Narciso, editor-chefe do Mix]: Preacher é um dos volumes mais famosos da Vertigo, linha adulta da editora DC Comics. Quando descobri que esta história iria se transformar em série de TV fiquei preocupado, afinal o conteúdo da HQ é um tanto pesado e, mesmo em um canal como a AMC, as coisas poderiam sair um tanto diferente. Mas foi uma grata surpresa ver Jesse, Cassidy e cia. em live-action e forma que honrou o material original. Dominic Cooper foi uma escalação perfeita para o protagonista, aplicando a dose de drama associado ao humor necessário para a história funcionar. E engana-se quem acha que o piloto preencheu a função de apresentar a trama ou a que veio. O público “não sabe da missa, a metade”, como diria aquele ditado. É fundamental dar sequência aos episódios para que a toda a história de Preacher seja definida, até porque ele não será apenas um pastor que utilizará de Genesis a seu favor, ou de seu vilarejo. Há toda uma trama – pesada, diga-se de passagem – na sua trajetória, incluindo uma busca por Deus, que rendem momentos únicos. O piloto foi um pouco lento, em algumas passagens, mas fez o necessário: introduziu os personagens e preparou o terreno para esta primeira temporada. A princípio, para os que não conhecem a trama de Preacher, pode parecer arrastado, mas vale a pena seguir… 

mix-opinioes-carol[Caroline Marques, colaboradora do Mix]: Confesso que a primeira meia hora foi lenta e pensei em abandonar, mas não me arrependi na meia hora seguinte. Mas acho que seria melhor diminuir esse tempo de episódio. Sempre que uma série é adaptada dos quadrinhos eu penso se o ator vai conseguir incorporar a energia necessária e Dominic Cooper começou muito bem como Jesse – agora sei o motivo de ele ter sumido de seu papel como papai Stark (a família da Marvel, não a de Game of Thrones). Adorei a ambientação interiorana, Texas é um lugar lindo de se representar, mas acredito que eles não ficarão parados, pois essa é uma história de perseguição, vampiros, anjos, demônios e espíritos. O que dá bastante possibilidade de histórias, como vimos vingar nas 10 temporadas de Supernatural. AMC cuida bem de seus sucessos e espero que Preacher emplaque, estamos precisando de (menos séries café com leite da DC) mais séries com cenas de luta como aquela do avião no piloto, com mais sangue e boas representações para não ser apenas um entretenimento barato. Só a temática céu/inferno já anima de ver; estamos em uma onda boa de programas com essa temática e filmes bons sendo lançados, passamos uma década praticamente sem uma onda de terror cômico que sirva de jovens a adultos.

mix-opinioes-dani[Daniele Duarte, colaboradora do Mix]: Confesso que fiquei com bastante de vontade de ler as HQs de Preacher após ter assistido o piloto. Preacher não adentra tanto sobre o passado dos personagens, incluindo o protagonista, tampouco nos informa tão detalhadamente sobre esses mesmos personagens. Como não li a história em quadrinhos, me senti um pouco perdida no início, o que pode ser um problemão dependendo da série, mas em Preacher, isso não chega a ser um problema. A nova série da AMC tem um grande ar de mistério em torno dos personagens e isso rondeia o piloto o tempo todo. Resumindo a série, Preacher conta a história de Jesse Custer, um pastor de uma igreja do interior de Texas. Quando ele está disposto a largar essa nova vida e voltar à antiga – ser um criminoso –, Jesse é atingido por uma entidade e isso lhe dá poderes. Fora o Jesse, temos personagens maravilhosos aqui como a Tulipa, o Cassidy e o famoso cara de cu. Para mim, eles serão os grandes destaques da série ao lado de Jesse e assim espero. Além disso, a trilha sonora de Preacher é incrivelmente boa! Chega até ser um pouco paradoxal as cenas sangrentas com músicas românticas. Isso tudo é inesperado porque aliado com as cenas de lutas, esperamos músicas mais pesadas para combinar com o clima da cena, o que não acontece por aqui. Por fim, Preacher está recomendadíssimo e assistam sem medo de ser feliz!

mix-opinioes-eduardo[Eduardo Nogueira, editor do Mix]: Eu não acompanhei as HQs de Preacher, mas a série em si tem um grande potencial. Apesar disso, achei que esse piloto trabalhou nos mínimos detalhes até demais, introduzindo os personagens principais, evidente mais ainda Jesse, o personagem título. É claro que não deveria também atropelar os acontecimentos em si, pelo menos o roteiro é consistente. Senti falta de certo dinamismo, pra ser sincero, se a introdução tivesse tais pitadas, talvez ora ou outra as coisas não teriam chegado a serem quase “paradas”. Mesmo assim eu vou continuar com mais absoluta certeza em acompanhar a série, pois nos momentos finais foi a prova clara de que vem coisa de melhor qualidade aí. Fotografia impecável, trilha sonora então nem se fala. Já estou ansioso pelo segundo episódio, pois sinto que virá tais elementos que citei e tanto esperei nesse piloto.

mix-opinioes-erik[Erik Wilhamis, colaborador do Mix]: Medo. Esse foi o sentimento quando recebi a notícia que adaptariam a minha HQ preferida. A história de Garth Ennis é uma verdadeira obra-prima moderna, que eu julgava inadaptável. O medo virou expectativa quando veio a revelação que Seth Rogen estaria envolvido (um fã do material original), bem como seria na AMC, que não tem problema em mostrar violência. Torci um pouco o nariz com as primeiras imagens…tínhamos um Jesse Custer galã de cabelinho espetado, Tulipa e Cassidy morenos, enfim, uma verdadeira descaracterização, que pra um fã de HQ, são coisas imperdoáveis. Somos chatos, eu sei. Chegou finalmente o piloto, que começou promissor, porém foi caindo, conforme os diálogos iam se desenvolvendo bem fracos e rasos, explicando pouco da história. Mesmo com o texto prejudicando, as atuações convincentes iam me prendendo, aliados à fotografia sensacional. O episódio muda completamente após a apresentação da Tulipa, os diálogos ficam rápidos, a câmera nervosa, finalmente o Preacher que eu esperava. O medo virou expectativa, que agora virou esperança. Não dá pra ser tão politicamente incorreto quanto a obra original, pois tem nuances que não funcionariam na TV, mas promete ser uma série fetiche, seguindo as tendências de TWD e GoT. A mulher que gosta de sofrer violência doméstica é só uma gota no oceano de loucuras que te aguardam nessa série…eu não tenho a “palavra de Deus” como o Jesse, mas digo que você DEVE assistir a Preacher.

mix-opinioes-jefferson-70[Jefferson Almeida, colaborador do Mix]: Preacher é mas uma série da AMC que pode vir a ser um sucesso. Confesso que não li a HQ e tão pouco possuo um conhecimento prévio sobre os rumos história. Achei que faltou direcionamento para o piloto. Já sabemos que a história vai girar entre o Pastor, Tulipa e  Cassidy, mas para um episódio de mais de uma hora de exibição não houve um contexto na história a ser desenvolvida, deixando o piloto arrastado em alguns momentos. Partes descontraídas também fizeram parte da narrativa, além dos assustadores, como quando o espírito aparece e quando um fiel da igreja entende errado um conselho do pastor e arranca seu coração na frente de sua mãe. Tulipa é engraçada e divertida e Eugene agrada. O plot final com a chegada de dois homens parece que vai movimentar a história e colocar o trio em ação. Com um pouco mais de direcionamento o piloto poderia ter sido melhor apresentado ao público, mas de alguma forma conseguiu impressionar em alguns momentos. Vamos aguardar a sequência da série e vermos se a dinâmica melhora.

mix-opinioes-matheus[Matheus Pereira, editor do Mix]: Desde o anúncio de sua produção Preacher estava cercado de dúvidas. Para começar, o material original é complexo, daqueles delicados, reservados apenas àqueles que têm capacidade de fazer uma boa adaptação. Qualquer passo em falso ou engano na abordagem e o projeto ruiria. Felizmente o piloto lançado pela AMC vem para acalmar o coração dos mais descrentes. De início é preciso elogiar o protagonista. Dominic Cooper está ótimo no papel; confortável e seguro de si, o ator encarna o pastor como se o papel fosse criado exclusivamente pra ele. Joseph Gilgun, na pele de Cassidy, está impecável. O ator já demonstrara talento inquestionável para a comédia em Misfits, e desta vez parece ter achado o personagem perfeito para seu estilo. Ruth Negga, que deve despontar ao grande público no próximo Oscar, aparece pouco, mas rouba a cena sempre que pode. Além disso, o capítulo, dirigido por Seth Rogen e Evan Goldberg (especialistas em comédias), entrega sequências sensacionais, como as brigas no avião e em um carro em movimento. É bem verdade, contudo, que a série mostrou-se consideravelmente mais séria e contida do que o alardeado durante as filmagens. Para completar, o lado descarado da HQ parece ter sido atenuado na adaptação. De todo modo, o espírito está lá (literalmente, inclusive), em qualidade técnica e narrativa inegável. Para quem estava com um pé atrás, Preacher é uma grata surpresa.

[skillbar title=”RESULTADO: Crítica Favorável” level=”78″]

E você, vai dar uma chance a Preacher? Assista o trailer abaixo, veja o piloto e nos diga o que achou!

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=UNgI2sRzr8I[/youtube]

Equipe Mix

Equipe Mix

Perfil criado para realizar postagens produzidas pela equipe do Mix de Séries.

1 comment

Add yours

Post a new comment