Mix Lista: 10 séries recentes canceladas antes do tempo

Com o recente cancelamento de Sense8, e a comoção em massa dos fãs ao redor do mundo, resolvemos olhar para os últimos dois anos e encontrar outras ótimas séries canceladas antes do tempo. Algumas foram canceladas injustamente e sem final, outras receberam um desfecho satisfatório, enquanto algumas mal tiveram chance de conquistar o público. Na lista, elencamos apenas séries recentes e canceladas entre 2015 e 2017. São dez ótimos programas, mas poderia ser muito mais.

Continua após as recomendações

Sense8

Imagem: Netflix/Reprodução

Continua após a publicidade

Sense8 foi a série que inspirou essa lista, nada mais justo que comecemos por ela. Superprodução da Netflix, o projeto teve duas temporadas e foi cancelada sem dó pela plataforma. O último capítulo deixou inúmeras pontas soltas e vários caminhos para percorrer. O carinho do público não foi suficiente, já que Sense8 nunca foi aclamada pela crítica, não recebeu indicações a prêmios e não era sucesso de público em mercados importantes como Estados Unidos e Reino Unido. De qualquer forma, merecia ao menos um especial para finalizar algumas das tramas.

Quarry

Imagem: HBO/ Divulgação

Quarry, mistura de drama e ação do Cinemax, foi cancelada quase na mesma semana que Sense8 teve seu final decretado. E preciso ser honesto: o cancelamento de Quarry doeu muito mais. Em oito episódios, a série entregou roteiros bem amarrados, buscando o desenvolvimento de seus personagens de forma adulta e permeada por sequências antológicas de ação e suspense. O plano de oito minutos sem cortes na season finale é um dos melhores momentos da TV nos últimos anos. O curioso é que Quarry foi aclamada pela crítica e tinha audiência sólida, o que torna seu cancelamento ainda mais injusto.

The Knick

Imagem: Cinemax

The Knick é uma das minhas séries favoritas. Vê-la cancelada, portanto, foi um dos maiores golpes que a televisão poderia desferir. Com visual irretocável e roteiro de precisão cirúrgica, o show é daqueles que não possuem defeito. Da fotografia à trilha sonora, cada elemento estava no devido lugar. Juntos, os detalhes formavam uma das obras mais completas e bem feitas do audiovisual. The Knick foi cancelada depois de duas temporadas, mas felizmente teve um final digno e bem amarrado. Isso porque os criadores decidiram escrever arcos de duas temporadas, ou seja, a cada dois anos, as tramas seriam finalizadas e novas seriam propostas. O canal (o mesmo de Quarry) decidiu não continuar com o projeto.

Flesh and Bone

Sarah Hay Flesh and bone

Imagem: Starz

Flesh and Bone é um caso atípico nessa lista. O programa do Starz já começou com a ideia de ser uma minissérie com a possibilidade de ter continuação. Assim, a primeira e única temporada de Flesh and Bone foi construída de modo a entregar uma experiência completa à audiência, com início, meio e fim. No fim, portanto, temos um desfecho concreto, embora cheio de possibilidades futuras. A qualidade do texto e do elenco desconhecido era enorme, e é uma pena que o show não tenha visto a luz da renovação.

Containment

Imagem: The CW

Algo parecido acontece com Containment. Já temendo audiência baixa, o canal sempre tratou o programa como um “evento especial”. Os roteiristas, temendo o cancelamento, também já escreveram a primeira temporada imaginando que não retornariam para um segundo ano. E estavam certos. Embora cheia de potencial, personagens interessantes e ganhos, Containment ficou pelo caminho, sendo cancelada antes do tempo. Não falamos aqui de mais três ou quatro temporadas, mas apenas alguns novos capítulos naquele universo.

Mad Dogs

Imagem: Amazon

Mad Dogs é viciante. Lançada pelo Amazon, o remake americano fez pouco barulho, o que levou a um cancelamento prematuro. Se fosse bem divulgada ou se fosse exibida em um canal de maior alcance, Mad Dogs tinha tudo para ser um sucesso. Os roteiros, viciantes ao extremos, praticamente obrigam o espectador a devorar os episódios. O elenco, afiado e bem humorado, garante sequências de ação e comédia como poucos. No capítulo final, quase tudo é resolvido, deixando alguns ganchos para uma eventual continuação. Infelizmente não retornaremos ao belo cenário do show.

Masters of Sex

Imagem: Showtime

Masters of Sex é a série mais antiga da lista, mas foi cancelada no último ano. Depois de quatro temporadas sólidas, o Showtime resolveu cancelar um dos melhores dramas da última década. Sem exageros: Masters era uma das séries mais bem escritas e atuadas da TV. Elegante, o programa era um dos melhores seguidores de Mad Men, já que apostava na recriação de época e no crescimento de seus personagens para contar uma história envolvente e socialmente relevante. O retorno da audiência era fiel, mas baixo. Assim, a série acabou num desfecho satisfatório, mas que deixou os fãs babando por continuação.

Penny Dreadful

Imagem: Showtime

Algo inédito aconteceu com Penny Dreadful: ninguém sabia que a série havia sido cancelada. Nenhuma nota na imprensa avisava que a terceira temporada era a última. Assim, quando o capítulo derradeiro foi ao ar, o criador do programa surgiu de surpresa avisando que aquela era a última vez que veríamos Penny Dreadful. Foi uma experiência estranha, diferente, mas satisfatória, já que o final foi bem amarrado. Ainda assim, a impressão que fica é: Dreadful tinha muita coisa para contar no futuro. As possibilidades eram infinitas, e seria ótimo acompanhar aqueles personagens por mais dois ou três anos. Logo, embora finalizada, Penny viu seu fim muito antes do tempo.

Vinyl

Imagem: HBO

Vinyl também tem uma história peculiar: criada por Martin Scorsese, um dos maiores nomes da indústria, a série da HBO conquistou a crítica e até teve uma boa audiência. Com produção de primeira linha, o projeto foi renovado com rapidez pelo canal. Mas algo estranho aconteceu: depois de garantir a continuação, a HBO voltou atrás e cancelou o show. Os motivos são diversos e incertos: o showrunner abandonou o barco antes, a produção era caríssima e a audiência não era tão grande. A soma desses fatores talvez tenham levado ao cancelamento de uma série promissora, que tinha tudo para dar certo.

The Great Indoors

Imagem: CBS

É raro que uma comédia funcione hoje em dia. São tantas sitcoms lançadas por ano que são poucas as que sobressaem. Existem as boas, as minimamente interessantes e as que fazem sucesso de público mesmo sendo péssimas. The Great Indoors foi uma das mais interessantes a surgir nos últimos meses, ainda assim, viu seu cancelamento decretado. Os motivos vão desde a audiência até o fato de que este é um formato desgastado. Em tempos de Netflix, comédias filmadas em locações e produções independentes, sitcoms parecem coisa do passado. E são. Mas ainda há bons representantes do estilo e The Great Indoors é um deles.