Mix Lista: 7 antologias que você precisa conhecer

Imagens: CBS/HBO/Showtime

Continua após as recomendações

Uma situação comum: você quer muito ver uma série diferente, então decide zapear na Netflix em busca de uma nova favorita. Depois de horas procurando no catálogo, algo que se encaixe perfeitamente ao seu gosto aparece. Só existe um porém, a série tem dez temporadas de vinte episódios cada. Dá até uma canseira em pensar no tanto de tempo que terá de dedicar a ela.

Continua após a publicidade

É um problema que atinge 9 em cada 10 seriadores, mas que tem solução: as antologias.

Antologias por definição são programas em que cada episódio, ou temporada, possui histórias independentes com começo, meio e fim. American Horror Story iniciou a popularização desse formato; o show de terror conta com uma narrativa distinta em cada ano. Outra antologia popular é Black Mirror – mostrando em capítulos diferentes a influência da tecnologia no mundo.

A vantagem é do telespectador que pode escolher que episódio ou temporada assistir sem se preocupar em se sentir perdido. A seguir, nós do Mix de Séries enumeramos sete séries antológicas que valem a pena ser conhecidas por você.

Feud e American Crime Story

Imagens: FX

Decidi considerar Feud e American Crime Story como uma só por possuírem apenas uma temporada até o momento. Além disso, as duas são comandadas por Ryan Murphy – o nome por trás de American Horror Story.

A proposta de Feud está em retratar, a cada ano, rixas famosas do mundo das celebridades. A primeira é um clássico: Bette Davis vs. Joan Crawford; as duas eram conhecidas por se odiarem publicamente nos anos dourados de suas carreiras como atrizes em Hollywood. Nos oito episódios dessa primeira temporada, a antologia biográfica se aprofundou na mente dessas mulheres imponentes. Lembrando que Susan Sarandon e Jessica Lange, que interpretam as respectivas protagonistas, concorreram na categoria de Melhor Atriz em Minissérie no Emmy 2017.

American Crime Story, por outro lado, foi um dos destaques da crítica em 2016. A série conquistou os prêmios Emmy de Melhor Minissérie, Melhor Atriz em Minissérie para Sarah Paulson, Melhor Ator em Minissérie para Courtney B. Vance e Melhor Ator Coadjuvante em Minissérie para Sterling K. Brown. American Crime Story tem como objetivo detalhar casos criminais reais. O primeiro caso foi o julgamento de O.J. Simpson – acusado de matar a ex-mulher e um amigo em 1994.

American Crime Story está disponível na Netflix; Feud faz parte do catálogo do FOX play.

Room 104

Imagens: HBO

Essa antologia tem uma proposta simples e interessantíssima: um quarto de hotel é cenário para a história de diversas pessoas. Ao longo dos episódios, acompanhamos a estadia de personagens distintos no 104, encarando problemas que passam por diversos espectros da vida. O melhor de tudo é que cada capítulo possui por volta de vinte minutos. Definitivamente uma ótima pedida para quem vive uma vida agitada.

Os gêneros narrativos também vão mudando com o passar dos episódios. Em uma semana você encontrará um conto de terror, na outra uma comédia, em outra um drama, e assim por diante. A precisão e a natureza eclética vão te conquistar. Room 104 vai ao ar às sextas-feiras, 20:30hrs, na HBO.

Alfred Hitchcock Presents

Imagens: CBS

O “mestre do suspense”, Alfred Hitchcok, não revolucionou apenas o cinema. Nos anos 50 estreava Alfred Hitchcock Presents, programa que apresentava curtas-metragens de crime e mistério comandados pelo diretor. O show durou 7 temporadas ao todo e passou por duas emissoras.

Na direção dos curtas estava uma lista extremamente variada de diretores, incluindo o próprio Hithcock. Nas atuações passaram nomes emblemáticos do cinema da época como Bette Davis, Robert Redford, e muitos outros.

De nada adiantaria, porém, tanta gente importante por trás da série se seu conteúdo não fosse bom o suficiente. Esse não é o caso. Alfred Hitchcok Presents apresentou narrativas bem construídas com comentários perspicazes do mestre do suspense as acompanhando. Mesmo décadas terem passado após sua finalização, a relevância da atração permanece intacta. Ideal para quem gosta de mistérios e filmes antigos.

True Detective

Imagens: HBO

Com a confirmação de uma aguardada terceira temporada com Mahershala Ali (Moonlight), logicamente True Detective não ficaria de fora dessa lista. Apesar de ser tecnicamente conhecida, a série ainda é estranha para muita gente, e não deveria de modo algum ser assim.

O drama criminal estreou em 2014 impressionando tanto o público como a crítica com seu roteiro denso e atuações inspiradas. No centro da história estavam dois detetives de Louisiana investigando o brutal assassinato de uma prostituta, ao passo que suas vidas privadas também entravam na balança. Uma premissa que não é das mais originais, mas que foi contada de forma magnífica, com apelo estético primoroso. A atuação da dupla principal, Matthew McConaughey e Woody Harrelson, trouxe ainda mais renome para a carreira de ambos, incluindo indicações ao Emmy. A segunda temporada do show sofreu com as expectativas do público, mas ainda vale a pena ser conferida.

True Detective está disponível na HBO GO.

Tales from the Crypt

Imagens: HBO

A primeira antologia totalmente de terror da lista. Tales é um daqueles clássicos desconhecidos que já entregou muita coisa boa, mas que a maioria das pessoas não tem ciência de sua existência. Pelo programa já passaram atores de enorme calibre como Brad Pitt, Ewan McGregor, Sonia Braga, Daniel Craig, Steve Buscemi e Whoopi Goldberg, só pra citar alguns. Na direção de alguns episódios outros gigantes como Robert Zemeckis (Forrest Gump), Richard Dooner (Os Goonies), Tom Holland (A Hora do Espanto) e até Tom Hanks. Se você é fã do gênero e gostaria de ver atores que brilham hoje em Hollywood na época em que ainda estavam dando seus primeiros passos, essa antologia é pra você.

Um reboot com direção de M. Night Shyamalan (Fragmentado) estava programado para estrear na TNT, mas o projeto não foi adiante por questões de direitos autorais, lembrando que Tales from the Crypt pertence a HBO. De qualquer forma, a série clássica ainda está disponível para ser apreciada por todos que tiverem interesse.

Masters of Horror

Imagens: Showtime

O nome “Mestres do Horror” é totalmente apropriado para o conteúdo dessa antologia. Quando o criador, Mick Garris, reuniu vários nomes do terror em 2005, era mais que claro que pelo menos uma pérola do gênero iria sair do projeto. Com episódios longos que quase parecem filmes, cada mestre do horror ficou responsável por um capítulo, trazendo sua marca individual e estilos, e as vezes até causando polêmica. Um episódio dirigido por Takashi Miike (Audition) foi impedido de ser exibido devido ao seu conteúdo perturbador, posteriormente sendo lançado em DVD.

Mas se você está curioso para saber quem são esses tais gigantes da indústria do terror que já passaram pelo programa, aqui estão eles: Tobe Hooper (O Massacre da Serra Elétrica), John Landis (Um Lobisomem Americano em Londres), John Carpenter (Halloween), Dario Argento (Suspiria), etc. Precisa de mais motivos para dar uma conferida?

Fargo

Imagens: FX

Baseada no aclamado filme de 1996 de mesmo nome, Fargo é uma daquelas antologias difíceis de se descrever. Qual o elemento principal, alguns podem se perguntar. Eu diria que é o humor negro, e o clima frio que, estranhamente, parece um personagem próprio. Ao longo de três temporadas, Fargo foi fiel ao estilo do seu filme original apresentando uma “comédia violenta cheia de coincidências mortais” – tá aí, talvez essa seja uma descrição apropriada.

Só olhando para as avaliações que a antologia recebeu e os prêmios que ganhou, ou foi indicado, já se pode perceber o nível do programa. O show lançou a carreira de seu criador, Noah Hawley, e o colocou no radar de produtores pra se prestar atenção atualmente. Entre os nomes que já passaram em uma das três temporadas estão Billy Bob Thornton, Martin Freeman, Bob Odenkirk, Kirsten Dunst, Patrick Wilson, Jean Smart, Ewan McGregor, Mary Elizabeth Winstead e Carrie Coon.

Infelizmente a série nunca foi exibida na TV brasileira, o que dificultou sua popularização em território tupiniquim.

Gostou das indicações? Já conhecia alguma? Nos diga nos comentários.

No comments

Add yours