Mix Music #55 – 03/05 a 09/05

Mix Music #55

 

Semana de season finales, estreias, cancelamentos, renovações, e nossa playlist tem música pra você recordar aquele episódio final que você ainda não superou, afogar as mágoas do cancelamento daquela série que você amava ou pra curtir a satisfação de ver renovada aquela série que você torcia por mais uma temporada. Seja qual for seu estado de espírito, pode apertar o play!

 

[v_icon color=”#444444″ size=”18px” target=”_blank” name=”moon-headphones”] PLAYLIST DA SEMANA

 

1) The Head and the Heart – Rivers and Roads (New Girl, #4×22 “Clean Break”)

Episódio de despedida da quarta temporada de New Girl, que contou com a despedida definitiva de um dos personagens e ainda encerrou com a perfeitamente apropriada “Rivers and Roads”, com sua melodia emotiva cantando frases como “A year from now we’ll all be gone, all our friends will move away” enquanto o grupo dizia adeus a Coach, só poderia ser o destaque dessa playlist.

 

 

2) Sleeping at Last – Bad Blood (Grey’s Anatomy, #11×23 “Time Stops”)

Grey’s está renovadíssima e vai continuar presenteando nossa coluna com sua infalibilidade musical que já cansamos de elogiar. Dessa vez temos como destaque Sleeping at Last, que eu tenho a impressão de que já apareceu por aqui outras vezes, e sua “Bad Blood” – porque Greyza tem que ter sangue até no nome das músicas -, que tocou enquanto Meredith, Amelia, April e Maggie discutiam como poderiam salvar o cara que estava preso no carro acidentado.

 

 

3) The New Pornographers – Failsafe (The Good Wife, #6×21 “Don’t Fail”)

Mesmo que não seja uma constante, quando uma música aparece em The Good Wife automaticamente aparece na coluna, porque a série realmente capricha na escolha. E dessa vez não foi diferente, já que contamos com a ótima e animada “Failsafe”, da banda canadense The New Pornographers, que tocou enquanto Alicia improvisava um escritório em seu apartamento.

 

 

4) José González – With the Ink of a Ghost (Bones, #10×18 “The Veredict in the Victims”)

Bones está querendo bater a longevidade de Grey’s Anatomy e foi renovada para a sua décima primeira temporada. Outra semelhança é que ela também está escolhendo ótimas músicas lentas para embalar uma sequência de cenas do episódio que, pelo que eu entendi, tratava da execução de um tal de Rockwell. Mas não importam as circunstâncias e sim o que tocou, nesse caso o sempre ótimo José Ganzález.

 

 

5) Alvvays – Adult Diversion (Orphan Black, #3×04 “Newer Elements of Our Defenses”)

Orphan Black é outra que não aposta em músicas constantemente, mas quando o faz, manda sempre muito bem na escolha. Um ótimo exemplo é “Adult Diversion”, da também canadense Alvvays, que eu poderia ficar ouvindo o dia inteiro. A música tocou enquanto Felix e Cosima bebiam no Bobby’s Bar. Cosima falava sobre Delphine e Felix a convencia a se inscrever em um aplicativo de namoro (sim, um Tinder).

 

 

6) The Civil Wars – Dance Me to the End of Love (The Vampire Diaries, #6×21 “I’ll Wed You In The Golden Summertime”)

The Vampire Diaries é outra série que pode durar para sempre, contanto que continue caprichando assim na escolha das músicas. Esse episódio foi repleto de músicas boas que foram destaque da semana e até da temporada, presumindo-se que o episódio também tenha sido significativo. Com toda a minha parcialidade, escolhi esse interessantíssimo cover do ídolo Leonard Cohen, performado entusiasticamente pelo duo The Civil Wars e presente nas cenas do casamento de Jo.

 

 

7) Barbara Lewis – Hello Stranger (The Blacklist, #2×21 “Karakurt”)

Com a ausência de Scandal, a cota de clássicos da playlist de hoje será preenchida por The Blacklist, que contou com a presença de “Hello Stranger”, de Barbara Lewis, para a cena em que Liz se encontra com Tom na lanchonete e ele sugere que eles peguem o barco dele e deixem a cidade.

 

 

8) Carly Rae Jepsen – I Really Like You (Castle, #7×22 “Dead from New York”)

A moça do “Call me maybe” está de volta e com moral suficiente pra contar com ninguém menos que Tom Hanks em seu clipe, por pior que seja a música. Já que aparentemente está em alta de novo, Castle foi privilegiada por contar com a própria Carly Rae Jepsen em pessoa, no episódio em questão. Enquanto ela performava a referida música ao vivo, no programa Saturday Night Tonight, Castle e Beckett assistiam nos bastidores.

 

 

[v_icon color=”#444444″ size=”18px” target=”_blank” name=”moon-headphones”] MIX VITROLA

 

Pavement – Spit on a Stranger (How I Met Your Mother, #1×13 “Drumroll, Please”)

 

Pra quem gosta do indie rock do final dos anos 90 e início dos anos 2000, é impossível ser indiferente à trilha sonora de How I Met Your Mother e impossível também não amar How I Met Your Mother, porque a junção de uma ótima comédia com esse nível de trilha sonora a gente não vê com muita frequência. Eu, como fã desse estilo de música (até especifiquei o período, para não incluir esse indie-pop-Lollapalooza que está em voga e não me desce), venho fazendo um grande esforço para não colocar a série em absolutamente todos os Vitrolas, porque vontade não me faltou. E eis que me lembro que a linda “Spit on a Stranger”, de uma das minhas bandas indies noventistas preferidas, apareceu em mais de uma oportunidade na série, o que é motivo suficiente para ela ser lembrada aqui, então não pude resistir. A música pode ser entendida como o tema de Ted e Victoria, considerando que tocou na primeira temporada, quando a personagem foi introduzida como potencial romance do protagonista – tocando no final do episódio, quando ele a encontra na confeitaria dela -, e tocou novamente, na versão de Kathryn Williams, dessa vez já na sétima temporada, quando Victoria entra no ônibus e diz a Ted que o motivo do relacionamento deles não ter funcionado era a constante presença de Robin na vida dele. Ou seja, se eles lembraram de resgatar, seis anos depois, a mesma música que tocou quando eles se conheceram, é porque a intenção é que essa fosse a música tema do casal.

 

Share this post

Equipe Mix

Equipe Mix

Perfil criado para realizar postagens produzidas pela equipe do Mix de Séries.