Mix Music: A Trilha Sonora de Orphan Black

Imagem: BBC America/Divulgação

Órfãos da novela O Clone da Glória Perez podem colocar seus fones de ouvidos e embarcar na deliciosa trilha sonora dos clones de Tatiana Maslany porque nós do Mix de Séries aproveitamos a series finale de Orphan Black para montarmos um Mix Music para que nenhum Murilo Benício e seus clones colocarem defeitos.

Mesclando músicas clássicas com atuais, a trilha sonora de Orphan Black é contagiante. Encontramos um pouco de tudo: poprock, eletrônica fulk marcaram as cinco temporadas do grande sucesso de Maslany. Orphan Black é uma obra prima clássica e apresenta uma das melhores trilhas sonoras do momento. Infelizmente, a seriado acabou deixando os fãs com uma dor terrível no peito em não ver mais a atuação magnífica de Maslany.

Os clones da geek mais fofa da TV poderão não nos animar mais, porém o sucesso do seriado estará sempre em nossos corações. Se em O Clone, Glória Perez conseguiu nos encantar com a história da Jade e a clonagem humana, em Orphan Black os roteiristas fizeram o impossível ao mostrar um outro lado da ciência. Cada música teve um significado importante para cada clone e, a cada episódio, nós nos víamos cercados com mais mistérios.

Continua após a publicidade

Então, apertem o play e curtam o melhor do seriado da toda poderosa Tatiana Maslany nesse Mix Music sobre a Trilha Sonora de Orphan Black.

Top 8: Orphan Black

1) “Bad Girls” – M.I.A. (1×01)

Com um piloto invejável, pudemos conhecer um pouquinho mais sobre as várias facetas de Tatiana Maslany e o dom que essa garota tem em atuar. A canção de M.I.A. deixou claro que o seriado tinha mais perguntas do que respostas ao mostrar Sarah encontrando alguém muito parecida com ela. Com um toque eletrônico, esse hip hop deu o pontapé inicial para que os clones ganhassem vida e o sucesso de Orphan Black fosse merecido.

2) “Lovefool” – The Cardigans (1×06)

Esse sucesso do grupo sueco indie pop rock dos anos 90 embalou uma dancinha nada sexy de Cosima e Delphine. Os clones de Sarah deram um show ao dançarem a canção praticamente bêbadas.

3) “Live in the Bedroom” – Tim Moxam (2×03)

Como em quase todo seriado é de se esperar um beijo entre aquele casal apaixonado. E em Orphan Black isso não poderia ser diferente. O primeiro beijo entre Cal e Sarah pode não ter sido impactante, mas a sua música sim. “Live in the Bedroom” se encaixou perfeitamente na cena por ser uma balada com pegada pop bem delicada.

4) “Head Over Heels” – Tears For Fears (2×05)

Se em O Clone os clones de Murilo Benício disputavam a atenção da Jade, em Orphan Black quem roubava as atenções do seriado era Felix. Numa cena para lá de sensual, Felix acaba se entregando de corpo e alma em seu bofe, tudo ao som da famosa música da banda britânica de rock new wave Tears For Tears.

5) “Can’t Fight This Feeling” – Reo Speedwagon (3×10)

Essa clássica canção de rock romântica embalou um momento único entre Helena e Jesse, no qual conversavam sobre as aventuras de Helena. A cena foi única, nos deixando sem reação se acompanhávamos os comentários de Helena ou se cantávamos “Can’t Fight This Feeling”. 

6) “Tearing Us Apart” – Honora (4×02)

A canção de Honora marcou um momento único e engraçado de Cosima deitada no sofá no início do episódio, mostrando o quanto essa personagem é única entre as clones de Maslany.

7) “Whatever It Takes” – Freeman Dre & The Kitchen Party (5×09)

Muitas coisas aconteceram na temporada final de Orphan Black, mas uma coisa em especial marcou o seriado: o penúltimo episódio mostrou o poder que as clones têm. Ao som de “Whatever It Takes”,  vimos Sarah assistindo a reportagem sobre a exposição da Neolution enquanto percebia o quanto sua vida mudou e ainda está para mudar.

https://www.youtube.com/watch?v=SK6rOwrdJIk

8) “Wouldn’t It Be Nice” – The Beach Boys (5×10)

Deixando os fãs com lágrimas nos olhos, Orphan Black encerou a sua jornada de forma épica e a famosa música de The Beach Boys nos deixou em prantos ao ver uma reunião dos clones curtindo a vida e celebrando uma vitória. Um momento único e que mereceu todos os aplausos para Tatiana Maslany e sua impecável atuação. Interpretar vários personagens complexos num mesmo universo não é uma tarefa fácil, mas ela tirou de letra.

Menção Honrosa: “Two Fingers” – Orphan Black Theme

E nesse Mix Music não poderíamos deixar de fora a música que embalou as cinco temporadas de Orphan Black“Two Fingers”. Feita exclusivamente para a abertura, essa canção eletrônica caiu como medida para as imagens que crescem e se transformam em um caos calculado, melancólico e imaginativo. Em suma, a abertura do seriado foi muito bem representado pela canção pois mostra exatamente o que é o universo de Orphan Black.

 

Avatar

Gabriella Siggia

Quem eu sou? Eu sou uma em um milhão: escritora nas horas vagas, seriadora de coração, cinemática de plantão e amante da literatura. Divertida, alto astral e bastante bem humorada. Só não achei ainda minha outra pessoa. Ah, música faz parte da minha vida.

No comments

Add yours