Mix Music: A Trilha Sonora de Glee

Imagem: FOX/Divulgação

Continua após as recomendações

No dia 19 de março de 2009, ia ao ar o piloto de um seriado adolescente musical que lembrava muito um sucesso do Disney Channel (High School Musical). Ambientado em Ohio, Lima, logo no primeiro episódio conhecemos a mimada a estrela Rachel Berry; a tímida gaga Tina Cohen-Chang; a próxima Witney Houston, Mercedes Jones; o doce paraplégico Artie Abrams e o primeiro homossexual assumido do William McKinley High School, Kurt Hummel. Os losers, como são conhecidos, são liderados pelo jovem e sonhador professor William Schuester que decide dirigir o clube do coral da escola em que leciona (e onde estudara na adolescência) e torná-lo motivo de orgulho novamente, mesmo tendo pouco orçamento e tendo rivais a sua altura, como Sue Sylvester, a treinadora das cheerleaders, campeã de seis títulos nacionais consecutivos.

Mas como tornar popular um clube de coral estrelado por losers? É aí que Will Schuester tem a ideia de chantagear o bonitão e o garoto mais popular do colégio para integrar o seu clube: Finn Hudson. Com a chegada de Finn, as coisas mudaram e muito e o coral jamais foi o mesmo. É claro que o grande responsável por tudo isso foram os ensinamentos que o Mr. Schue passou ao longo desses 6 anos. Ensinamentos esses que serão para toda a vida. Afinal, quem não gostaria de ter um professor como ele? Um professor amigo, conselheiro, paizão e que ajudava os alunos a enfrentarem seus medos e os bullyings que cometiam ou sofriam.

Continua após a publicidade

“Being great at something is going to change it. Being a part of something special makes you special, right?” (Rachel Berry)

Glee pode ter sido um fenômeno em sua temporada de estreia, principalmente por tratar assuntos incomuns na TV. Mas a trilha sonora também colaborou muito durante essas 6 temporadas. Tivemos um pouquinho de tudo: de Lady GaGa a Frank Sinatra. A série se reinventou várias vezes; seja com a formatura dos veteranos, seja com a morte de um dos protagonistas, seja com a entrada de novos personagens. O seriado musical sempre conseguiu mostrar a sua essência e nunca nos decepcionou quando o assunto era música. Tivemos covers incríveis, inesquecíveis; alguns até melhores que o original. Algumas músicas foram tão marcantes durantes esses 6 anos que ficaram para sempre lembradas nas memórias de seus fãs.

A trilha sonora de Glee mesclava com sucessos clássicos aos atuais; do rock ao pop; da balada ao country. Com um repertório bastante eclético, os personagens usavam a música para mostrar seus sentimentos. Fazer um seriado musical não é uma tarefa fácil, porém Ryan Murphy e seus pupilos deram conta do recado. Muitos artistas conseguiram trazer suas músicas para as paradas norte americanas, como foi o caso da banda Journey; outros, pediram um episódio dedicado as suas músicas (leia-se Britney Spears). Suas regravações foram tão marcantes, que Glee possui dezesseis álbuns de trilha sonora, além de deter o recorde de maior número de singles a entrar na Billboard, superando os registros de vários artistas ícones, como Beatles e Elvis Presley.

Embarque com a gente e venha relembrar as performances inesquecíveis de Glee!

Top 12 – Glee

1) “Somebody to Love” – Queen (1×05)

Uma músicas clássicas do Queen, “Somebody to Love” ganhou uma nova roupagem em Glee, mostrando os potentes vocais de Lea Michelle (Rachel) e um final de deixar qualquer um arrepiado com os gritinhos de Amber Riley. Com uma letra bastante inspiradora, a canção foi um sucesso de downloads no ITunes e conseguiu deixar a sua marca num dos melhores covers da primeira temporada.

2) “Keep Holding On” – Avril Lavigne (1×07/5×12)

A moleca do pop Avril Lavigne marcou a minha adolescência e de muitas pessoas. Então, imagine a minha surpresa quando vi o cover  de “Keep Holding On” no seriado? A belíssima música de Lavigne conseguiu nos deixar emocionados com o dilema de Quinn ao descobrir que estava grávida lá na primeira temporada. O sucesso desta regravação foi tanta que ela virou hit em The Glee Project, aquele reality show para escolher um novo personagem para Glee e foi escolhida para aparecer na homenagem ao 100º episódio numa nova regravação acústica feita por Puck.

3) “Don’t Rain on My Parade” – Funny Girl (1×13/5×09)

Fã de musicais, Rachel Berry tinha que escolher a melhor música que combinasse com seus trajetos na Seccionais de Glee na primeira temporada. A música cantada por Barbara Streisand no musical Funny Girl caiu como uma luva para a voz de Lea Michelle (Rachel) e fez com que os fãs se interessassem pelos clássicos musicais, além de mostrar que nem sempre música da parada Billboard é sinônimo de música boa, quebrando muitos preconceitos com as músicas de musicais. A canção também apareceu em outros episódios e teve até uma versão feita por Naya Riveira (Santana Lopez) num episódio da quinta temporada, no qual Santana tentava disputar a vaga da protagonista de Funny Girl com a própria Rachel.

4) “Teenage Dream” – Katy Perry (2×06/4×04)

Um dos sucessos da Katy Perry também teve um cover digno de aplausos. A versão de “Teenage Dreams”, na voz masculina, nos apresentou Blaine Anderson (Darren Criss) o vocal principal dos Dalton Academy Warbles e o que era para ser apenas uma participação especial, acabou ganhando um lugar no seriado como um dos protagonistas. A versão feita desta hit em Glee foi um sucesso e mostrou que o seriado sabe fazer excelentes covers de músicas atuais além das clássicas. A canção também teve uma versão acústica na quarta temporada, com direito a piano e uma voz mais suave de Blaine.

5) “Valerie” – Mark Ronson feat. Amy Winehouse (2×09/5×12)

Quem era Santana Lopez até a sua versão de “Valerie” de Amy Winehouse? Esta é a grande pergunta em questão, pois esta clássica música conseguiu destacar a voz da Naya Riveira de tal forma que fica impossível não dizer que ela conseguiu superar as expectativas da musa britânica. É claro que não dá para comparar Amy Winehouse com nenhum artista, mas é impossível não dizer que a versão cantada em Glee foi perfeita, tão perfeita que fica difícil dizer se eu gosto da versão da Amy ou da Naya. Bom, os fãs amaram este cover de tal maneira que ele foi reprisado na quinta temporada no 100º episódio de Glee, nas vozes de Naya e de Heather Morris (Brittany Pierce).

6) “Raise Your Glass” – Pink (2×16/5×12)

Não dá para falar em Glee sem sentir um sorriso de ponta a ponta e, talvez, esse seja o significado que “Raise Your Glass” tem no seriado. A música de Pink consegue transmitir todo o sentimento que os personagens e a história têm e nos presenteia de forma sublime. A primeira vez que escutamos a música foi nas vozes dos membros da Dalton Academy Warbles numa competição com os New Directions, mas o sucesso foi tanto que a música voltou no 100º episódio com a turma toda cantando junto com a diva dos musicais Kristin Chenoweth (April Rhodes). E tenho certeza que Pink deve ter ficado orgulhosa das duas versões apresentadas em Glee.

https://www.youtube.com/watch?v=4DhAT9rh0es

7) “Loser Like Me” – Glee (2×16/5×13)

Aproveitando o sucesso de seus coversGlee entrou na onda de criar músicas originais. Durante os seis anos do seriado e mais de 500 performances, apenas uma canção original alcançou um sucesso inesperado: “Loser Like Me”. Cantado pelos membros do New Directions, a letra tem relação direta com o que eles são e se sentem no ensino médio, dando uma resposta aos sentimentos que os estudantes sentem nessa fase da adolescência. É claro que existe um apelo comercial, porém esse apelo conseguiu surpreender até os mais críticos. O resultado foi uma belíssima música chiclete de sucesso.

8) “Rumor Has It / Someone Like You” – Adele (3×06)

A performance de número 300 tinha que ser algo especial. E foi isso o que aconteceu com o mash-up de duas músicas de Adele. O poder que as duas músicas tiveram no episódio foi algo mágico, ainda mais quando vemos Santana tão fora de si com os boatos de que ela é lésbica. A adolescência é uma fase complicada e os roteiristas souberam muito bem tratá-la no seriado. Sem mencionar que as vozes de Amber Riley (Mercedes) e Naya Riveira (Santana) se completam. E preciso confessar que se eu não fosse fã da Adele e conhecesse ambas as músicas, acharia que a performance 300 era uma única canção da Adele. Eita mash-up perfeito!

9) “Smooth Criminal” – Michael Jackson (3×11)

Glee também teve episódios homenageando alguns artistas, como Britney Spears, Madonna, Whitney Houston e Michael Jackson. Dentre inúmeras homenagens, a que mais marcou foi o cover de “Smooth Criminal”. A roupagem que fizeram numa das músicas menos famosa de Michael Jackson foi perfeita que é impossível não estar na sua setlist do seu celular. E pensar que Naya Riveira (Santana) e Grant Gustin (Sebastian) – sim, o próprio Flash aka Barry Allen – deixaram a canção com um tom mais atual e que merecia um lugar nas rádios mundiais.

10) “Some Nights” – Fun. (4×07)

Durante os seis anos que ficou no ar, Glee conseguiu se reinventar de várias formas. A audiência pode ter caído com o passar dos anos, mas a forma como as músicas eram apresentadas no seriado é digna de elogios. Surgiram novos personagens; alguns foram esquecidos; outros ganharam forte destaque; porém, os covers sempre tiveram seu destaque. E com uma nova equipe de membros, os New Directions continuavam firmes apesar das poucas verbas e de Sue Sylvester. O cover de “Somer Nights” não foge a esta regra, ainda mais quando se prova que não precisamos de performances exageradas para se ter sucesso. Usando apenas uma camisa vermelha, a performance lembra muito a de “Don’t Stop Believin'” na primeira temporada e, por isso, conquistou um lugar especial no seriado, além de mostrar um fulk na sua melhor essência.

https://www.youtube.com/watch?v=cseXI6xE1TQ

11) “This Time” – Glee (6×13)

Um dos momentos mais emocionantes da series finale foi com a performance de Rachel Berry com a música “This Time”. A letra desta belíssima canção é perfeita e foi escrita por Darren Criss (Blaine) em uma forma de homenagear o seriado que o lançou definitivamente como ator. Não dá para escutar essa música sem se emocionar e, acredito, que foi justamente isso o que os roteiristas quiseram quando escolheram Lea Michelle para interpretá-la. Se você ficar atenta na letra perceberá que existe uma despedida e um agradecimento aos fãs. Sem mencionar que vimos uma versão menos exagerada de Rachel usando o piano como forma de suavizar a melodia.

12) “I Lived” – OneRepublic (6×13)

Nada melhor do encerrar a sua trajetória do que com a música “I Lived” de OneRepublic. A canção encaixou perfeitamente como o último número musical do seriado musical. Sem mencionar a letra da música que parece que foi escrita justamente para isso, com alguns ensinamentos típicos do Sr. Schue mas que servem para todos nós, afinal, temos que viver a vida ao máximo possível como se cada dia fosse o último. Contando com quase todos os personagens que apareceram nos seis anos do seriado, a performance encerrou o seriado de forma divina.

https://www.youtube.com/watch?v=-va7P05S2e4

Menção Honrosa: “Don’t Stop Believin'” – Journey (1×01/1×22/4×19/5×13/6×12)

E era óbvio que o clássico de Glee não poderia ficar de fora deste Mix Music. “Don’t Stop Believin'” é a canção do seriado e isso ninguém pode dizer que não. Foi uma bela forma de mostrar que os nossos sonhos devem ter um lugar especial em nossos corações e que nunca devemos deixar de acreditar em nós mesmos. O cover desta música da banda Journey foi tão perfeito que a própria banda elogiou, sem mencionar que boa parte do sucesso do seriado se deu por conta desta versão de um clássico dos anos 80. A ícone música teve várias versões no seriado, com participações de quase todo o elenco de Glee, porém como o clássico é eterno, nada melhor do que a primeira versão feita em Glee para merecer um lugarzinho nesse Mix Music e nós do Mix de Séries desejamos que vocês nunca deixem de acreditar nos seus sonhos!

Avatar

Gabriella Siggia

Quem eu sou? Eu sou uma em um milhão: escritora nas horas vagas, seriadora de coração, cinemática de plantão e amante da literatura. Divertida, alto astral e bastante bem humorada. Só não achei ainda minha outra pessoa. Ah, música faz parte da minha vida.

No comments

Add yours