Mix Music: A trilha sonora de Marvel’s Iron Fist

Imagem: Netflix/Divulgação

Na última sexta-feira (17/03), a Netflix liberou a quarta série fruto de sua parceria com a Marvel e nos levou a um passo mais próximo do grande projeto que será Os Defensores. Dividindo opiniões, e rendendo muitas comparações as suas antecessoras, certo que Marvel’s Iron Fist veio para encerrar um ciclo de produções individualizadas do grupo de heróis da Marvel. Punho de Ferro, como a série está sendo veiculada no Brasil, de fato pode não ser a melhor das produções da parceria Marvel/Netflix liberadas até agora, mas ela cumpriu seu propósito de nos apresentar Danny Rand e companhia, nos inserindo completamente nessa parcela do Universo Cinematográfico da Marvel.

Independentemente das opiniões e críticas variadas, um feliz destaque de Punho de Ferro é, sem dúvidas, sua trilha sonora. E é por isso que o Mix Music de hoje vem destrinchá-la! E também porque a gente adora uma novidade, ?

Continua após a publicidade

A primeira grande característica da trilha sonora de Iron Fist é que ela pode ser divida em dois grupos complementares: um de músicas incidentais originais e outro de canções previamente existentes à série, cada qual com suas propostas narrativas particulares. Há, todavia, uma predominância do primeiro grupo e, começando as considerações por ele, é primordial que um nome esteja em mente: Trevor Morris. Soa familiar? Pois bem, Morris é um compositor e produtor musical responsável pela trilha sonora de Iron FistVikings e The Tudors, inclusive tendo ganhado por esta última, em 2007, o Emmy de melhor música tema. Além de ter sido o produtor musical de outras séries de televisão e  filmes, Morris também assina a trilha sonora de games e toda essa bagagem pode ser vista convergida na música incidental de Punho de Ferro.

Quando falamos deste primeiro grupo, estamos falando de composições que remetem ao universo dos videogames de luta e de combate. Danny domina diversas ramos das artes marciais, senão todos, e foi criado por monges guerreiros. Coleen Wing é outra personagem que domina as artes marciais e tem um dojo. Em determinado momento, somos apresentados a um ringue de luta, com direito a apostas e enfrentamentos até a quase morte. Há ainda retratações das máfias e grupos chineses, japoneses, coreanos e russos, dos quais se extraem exímios lutadores. Madame Gao, a grande vilã e anciã da história, é outra personagem que domina as artes marciais e é a líder de um clã de ninjas. Esse clima de duelo, de combate está desde o início  instaurado, elemento reforçado por essa trilha incidental que remete aos videogames “de lutinha” (como eu os chamava carinhosamente na infância e na adolescência) e vão tomar o espaço sonoro justamente em cenas de combate, de ação e de exaltação das artes marciais, como em cenas que Danny e Colleen exibem suas habilidades.

Mas não é só na fonte dos games que a música incidental em Iron Fist se baseia. Uma outra camada da trilha sonora original fica por conta de uma pegada inspirada no synthpop, a partir de uma construção sonora repleta de sintetizadores e teclados tão característicos do gênero musical que eclodiu no início dos anos 80. Não por menos, há uma cena em que um personagem, enquanto termina de executar um serviço, cantarola “Take On Me“, do A-Ha, uma das bandas de synthpop mais famosas da história.

O segundo grupo fica por conta de um item que Danny carrega consigo desde antes do acidente de avião que matou seus pais e o levou ao encontro dos monges de K’un-Lun: um Ipod, julgado ser da primeira geração se considerarmos a época do acidente (início dos anos 2000) e o formato do aparelho (um retângulo avantajado e pesado). É nesse Ipod que Danny preserva um vasto de acervo de hip-hop que serve tanto para seus momentos de meditação e de treino, como música diegética na narrativa. E até uma playlist possante! Nela tem Blackalicious, BDP, Big Pun, entre outros – o que gerou até uma piadinha em “The Blessing of Many Fractures” (1×08).

Dito isso, libere seu chi e vem com a gente conferir as músicas mais marcantes de Iron Fist, livre de spoilers, é claro!

TOP 5 MARVEL’S IRON FIST

1) “So Fresh, So Clean” – OutKast (1×01, Snow Gives Away)

https://www.youtube.com/watch?v=wZaw__BV-VU

2) “Black Mags” – The Cool Kids (1×03, Rolling Thunder Cannon Punch)

https://www.youtube.com/watch?v=9oOYB411EpE

3) “Blockbuster Night Part 1″ – Run The Jewels (1xo4, Eight Diagram Dragon Palm)

4) “Heat of The Moment” – Killah Priest (1×01, Snow Gives Away)

5) “Claude Monet” – Allday (1×13, Dragons Play With Fire)

https://www.youtube.com/watch?v=l-Xuw2QHatE

Menção honrosa: “Iron Fist Main Titles” – Trevor Morris (música tema de Marvel’s Iron Fist)

Melina Galante

Melina Galante

Produtora e realizadora audiovisual, no momento em processo acadêmico. 99% seriadora com aquele 1% noveleira. Divide as fases da vida em Buffy, a Caça-Vampiros, Gilmore Girls e Grey's Anatomy. Sua menina dos olhos, porém, é Penny Dreadful. No Mix de Séries escreve as reviews de Modern Family, Orange is the New Black, Scandal e o que vier.

1 comment

Add yours

Post a new comment