Mix Music: A trilha sonora de The Vampire Diaries

MIXMUSICABTVD

Continua após publicidade

[spacer size= “20”]

Continua após a publicidade

Na próxima sexta-feira, 21/10, é o dia da estreia da oitava e última temporada de The Vampire Diaries. A saga dos irmãos Salvatore e companhia chegará ao fim depois de muitos vilões, pegações, lenga-lenga, várias mortes e algumas ressuscitações (né, Bonnie?). E já embarcando no clima da nostalgia, o Mix Music de hoje vai te levar a Mystic Falls e arredores.

Continua após publicidade

A série pode nunca ter sido umas das grandes maravilhas da TV, mesmo sendo guilty pleasure de muita gente por aí, mas é certo que nunca esconderam sua pegada pop, pendendo para um público mais teen. Aliás, esta é uma das características de TVD que sempre foi mantida, independente da qualidade artística de seus episódios, afinal de contas a série acompanha um grupo de jovens desde seus tempos de ensino médio à ida para faculdade, enfrentando dilemas e desafios de adolescentes e jovens comuns, sendo que a diferença para outras séries do mesmo nicho e do mesmo público-alvo fica a cargo de doses de vampirismo, de bruxaria e demais manifestações sobrenaturais.

Sem dúvida, a trilha sonora de TVD tem sido um dos elementos através da qual se melhor transpõem essa atmosfera que mescla o pop e o sobrenatural. Fora os scores originais, estes instrumentais como a própria música tema da série, pode-se dizer que a trilha sonora de TVD é composta por uma miscelânea de gêneros, não faltando muitas, mas muitas músicas românticas e estando repleta de bandas e cantores conhecidos do público.

Continua após publicidade

Para se ter uma ideia dessa variedade de gêneros já tocaram em episódios da série, contabilizando mais de 1000 músicas: The Fray, Florence + the Machine, Tiesto, The Misfits, Tokyo Police Club, Kate Perry, MGMT, Vampire Weekend, Ingrid Michaelson, Ed Sheeran. Sarah Bairelles, Leona Lewis, Marina & The Diamonds, Maroon 5. Deu para entender, né?

Mesmo com essa amplitude de opções, TVD na maioria dos episódios se contenta com recursos narrativos mais simples, porém não menos eficazes, seguindo a fórmula mais comum das narrativas audiovisuais que é o uso da música reforçando a mensagem da imagem, sem muitos contrastes. Cena romântica, música romântica. Cena de confronto, música mais agitada. Cena de morte, música mega dramática.

Sem críticas diretas a TVD, reforçando, essa é uma prática muito comum na maioria das séries, principalmente as dos canais abertos, e, se bem executada, traz ao espectador os efeitos objetivados. Até porque, independente da ausência de grandes inovações artísticas, é uma trilha sonora digna de playlists no pendrive ou nos serviços de streaming. Por isso, vem com a gente conferir o top 5 de músicas que marcaram momentos em TVD.

[spacer size= “20”]

PS: Esta que vos escreve é assumidamente Steroline, tá? Então aqui vai um aviso de Steroline nesta lista.

[spacer size= “20”]

TOP 5 – THE VAMPIRE DIARIES

[spacer size= “20”]

1) Never Let Me Go – Florence + the Machine (3×19, Heart of Darkness)

[spacer size= “20”]

Florence + the Machine tem a melancolia que TVD precisa. Musicaço que embalou um clímax de Delena. Na ocasião os dois foram atrás de Jeremy, em Denver, se certificar de que tudo ia bem com o garoto. Em umas das pernoites em um hotel de beira de estrada, rolou um climão. Elena resolveu tomar um ar, Damon foi atrás e o resto a gente já sabe: Stefan estava certo.

[spacer size= “20”]

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=zMBTvuUlm98[/youtube]

[spacer size= “20”]

2) Hypnotic – Zella Day (6×19, A Bird in a Gilded Cage)

Como avisado, Steroline estaria na lista. E como bem sabemos que nem tudo em TVD é troca de amor meloso, a música escolhida embalou a primeira transa de Caroline e Stefan. Ela havia desligado a humanidade após a dolorosa morte de sua mãe, a xerife Liz Forbes, enquanto ele só estava fingindo ter desligado a humanidade como parte de um plano para salvar Caroline. Na cena em questão, os dois estão na Whitmore College, várias coisas acontecem, eles atacam uma menina e depois quebram tudo. A música aqui dá todo a atmosfera necessária para uma pegação entre dois vampiros apaixonados e aparentemente descontrolados.

[spacer size= “20”]

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=pySSdwwx204[/youtube]

[spacer size= “20”]

3) Never Say Never – The Fray (1×01, Pilot)

[spacer size= “20”]

Uma das bandas queridinhas das séries norte-americanas (e nossa também), The Fray, não poderia ficar de fora. A música dor de cotovelo embalou a sequência final do piloto e nos deixou cantando junto nos créditos finais.

[spacer size= “20”]

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=Aihu16RyYp8[/youtube]

[spacer size= “20”]

4) Dauðalogn – Sigur Rós (3×22, The Departed)

[spacer size= “20”]

TVD também teve seus momentos de levar aos nossos ouvidos bandas menos conhecidas no circuito pop como a Sigur Rós, banda islandesa de post-punk na ativa desde 1994. A cena em questão foi a da morte de Elena e a consequente morte do querido Alaric, conectado a ela por um feitiço de Esther Mikhaelson, a mamãe dos originais.

[spacer size= “20”]

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=RWtx0AvGAlw[/youtube]

[spacer size= “20”]

5) Have Yourself a Merry Little Christmas – Digital Daggers (4×09, O Come, All Ye Faithful)

[spacer size= “20”]

Para não dizer que TVD só fica no feijão com arroz, este é um exemplo do uso da música em contraponto à cena. Na ocasião, rolava uma espécie de festival de inverno e Klaus, segundo melhor vilão da série, matou Carol Lockwood afogava enquanto a música acalmava corações e mandava mensagens de esperança. Pode não ter sido uma das mortes mais importantes, mas consta na lista das mais impactantes.

[spacer size= “20”]

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=SDj8ZGBixfE[/youtube]

Produtora e realizadora audiovisual, no momento em processo acadêmico. 99% seriadora com aquele 1% noveleira. Divide as fases da vida em Buffy, a Caça-Vampiros, Gilmore Girls e Grey's Anatomy. Sua menina dos olhos, porém, é Penny Dreadful. No Mix de Séries escreve as reviews de Modern Family, Orange is the New Black, Scandal e o que vier.