Modern Family – 8×03 – Blindsided

Imagem: Arquivo pessoal

Imagem: Arquivo pessoal

Continua após as recomendações

 

“É tudo o que eu sempre quis desde que ouvi sobre a um minuto atrás.”

Blindsided (8×03) derrubou drasticamente o ritmo dos dois primeiros episódios e foi bem fraco. Até que apresentou histórias que poderiam ser interessantes, mas ficou por isso. Foram quatro histórias, quatro dinâmicas diferentes, com três convergindo ao final.

Continua após a publicidade

Dessas quatro, a independente foi a de Haley e Phill. A primogênita apareceu com um novo emprego, agora ela é uma espécie de promotora de festas e eventos através de redes sociais. Phil, o pai descoladão que é, prometeu apoio à filha. Só não tardou para estranhar a nova atividade de Haley e logo se meteu ao tentar levá-la ao seu guru Merv Schecter. Aliás nem Martin Short conseguiu segurar algumas coisa ali.

Conflitos geracionais sempre fizeram parte de Modern Family, verdade seja dita, daí ter ficado interessante o desfecho da trama de Phill e Haley, no qual se mostraram alguns contornos das novas formas de mercado e consumo de uma galera que se encontra em uma faixa etária por volta dos 30 anos.

Sobre as outras tramas, tudo muito fraco e rasas. Uma delas recaiu sobre uma disputa desnecessária entre Manny e Luke pelo cargo de representante estudantil. De fato, uma disputa entre o patriarca Jay e sua filha-reflexo, Claire, que refletiu na mudança de postura dos meninos. No fim das contas, Manny e Luke mandaram às favas as estratégias dos adultos e se colocaram diante da escola como eles mesmos. Uma tentativa de ambos se elegerem que não saiu como esperado.

A outra trama, meio que Um Sonho Possível repaginado (sim, aquele filme com a Sandra Bullock), mostrou Cam e Mitch discutindo por várias besteiras, enquanto mais uma vez Lilly se mostrava a madura do núcleo.

O melhor do episódio? Alex e seus cartazes. Uma pena ter rolado só no preâmbulo.

Nenhum comentário

Adicione o seu