Modern Family – 8×10 – Ringmaster Keifth

Imagem: Banco de Séries
Imagem: Banco de Séries

 

Trazendo o retorno da oitava temporada e uma reunião da família no Ano Novo, “Ringmaster Keifth” (8×10) poderia ter sido melhor. Porém, se formos compará-lo com os últimos episódios exibidos, a coisa poderia ter sido bem pior. Então a gente como um episódio mediano, até que com tramas bem amarradas, muito em parte por ter trazido uma reunião familiar e convidados.

Aliás, a gente não pode negar que quando Modern Family se propõe a fazer um roteiro redondinho, eles acertam, ainda que isso não signifique risadas estrondosas. Este episódio é um exemplo disso, sobre como todas as tramas se relacionaram bem, tendo sido motivadas e convergidas pelo almoço em família.

Ah, e teve Gloria boladíssima com Stella. Particularmente, umas das relações mais divertidas na sitcom é essa relação de amor e ciúmes que Gloria mantém por Stella. É tão patológico que chega a ser cômico! E foi de uma sagacidade o modo como trataram Gloria neste episódio, uma mulher ciente de si, forte, planejada e precavida. Há muito, também, não tratavam as tradições e superstições de Gloria com o respeito que foi dado neste episódio. Foi cômico sem ser agressivo e preconceituoso.

Um dos convidados da vez foi Kelsey Grammer, no papel do concièrge Keifth (pronuncia-se Keiffffffth). Quem diria que conheceríamos alguém do passado de Cam e, mesmo Mitch sendo bastante arrogante ao não respeitar as negativas de Cam de não querer encontrá-lo, o nosso chef amador mais atrapalhado da televisão enfrentou a raiz de seu problema de abandono. Não sem, é claro, tentar sair por cima, o que nos leva a outros problemas de Cam, tipo sua baixa autoestima (inclusive reforçada pelo presente dos sogros).

Os outros convidados foram Fraid Willard, repetindo seu papel de Frank Dunphy, e Faith Prince, como sua noiva, Lorraine, e ex-babá de Phil, que inclusive nutria a típica paixonite de adolescente pela babá. Clichês dos comuns, Phil se achava mega diferente por se sentir assim na adolescência enquanto Claire nos representou mostrando o quão comum essa fantasia adolescente é. Claire também foi a responsável por fazer com que o marido superasse seus próprios medos de ver o pai em um outro relacionamento que não com sua mãe e o de brinquedos radicais.

Enquanto isso, Mitch se dividia ao também tentar ajudar Gloria e Jay a formularem um plano e deixar acertada toda a documentação caso os dois viessem a morrer de alguma forma inesperada. Inevitavelmente a questão da guarda de Joe veio à tona e os dois colocaram seus pontos de vista, tendo ficado a piada por conta de um Manny visionário.

Importante ressaltar que essas duas últimas tramas nos relembraram que, primeiro, Modern Family é uma sitcom sobre família e que, segundo, nem só de zoação e humilhação se deve sustentar um enredo, ainda que esse enredo seja de comédia. O moderno não tem que estar só nome, ele tem que está ligado ao que se discute no episódio. Afinal, é costumeiro não se pensar na morte e deixar acontecer. Afinal, é costumeiro achar que o(a) viúvo(a) não podem se relacionar novamente. É preciso repensar também esses padrões. Dando-se o devido crédito, tivemos isso neste episódio.

PS 1: Que momento mega fofo o de Claire e Joe no balanço! E foi um estalo para Phil perceber melhor a relação com seu próprio pai.
PS 2: Eu quero um cartão daquele de Mitch!

Ringmaster Kiefth

Nota do Episódio - 8

8

Review do décimo episódio da oitava temporada de Modern Family, da ABC, intitulado "Ringmaster Keifth".

User Rating: Be the first one !

About Melina Galante

Melina Galante
Produtora e realizadora audiovisual, no momento em processo acadêmico. 99% seriadora com aquele 1% noveleira. Divide as fases da vida em Buffy, a Caça-Vampiros, Gilmore Girls e Grey's Anatomy. Sua menina dos olhos, porém, é Penny Dreadful. No Mix de Séries escreve as reviews de Modern Family, Orange is the New Black, Scandal e o que vier.