Modern Family – 8×11- Sarge & Pea

Imagem: Arquivo pessoal

Imagem: Arquivo pessoal

 

O décimo primeiro episódio da oitava temporada de Modern Family reorganizou as dinâmicas dos personagens, sendo que uma nem foi tão comum assim. Dividindo o clã em três grupos, tivemos três histórias independentes que só se conectaram por meio de uma mensagem enviada por Cam para Mitch. “Piscadela”.

“Sarge & Pea” começou com um reencontro inusitado e emocionalmente amedrontador entre Mitch, Claire, Jay e Dede – sim! Shelley Long fez uma participação no episódio revivendo seu papel da excêntrica e persona non mui grata ex-mulher de Jay, mãe de Claire e Mitch. Interessante foi desconstruírem a rivalidade e a repulsa existentes Dede e Jay, mostrando um par de pessoas mais civilizadas e amadurecidas, falando com saudade do passado e reconhecendo seus erros. Aliás, um reflexo de um Jay um pouco mais amadurecido que temos visto nesta temporada quando o assunto é família (não presentes de casamentos mega especiais). Obviamente a situação não foi confortável para os filhos, intensificando a neuras, paranoias e bloqueios emocionais carregados a vida toda tanto por Claire quanto por Mitch. Rolou um momento histérico entre os irmãos, com alfinetadas com a intenção de fazerem análises psicológicas profundas, mas que não passaram de implicâncias infantis. A confluência foi um momento fofo entre os dois.

Em outros cantos, Gloria e Phill acompanhavam Manny e Luke em um tour na universidade apresentada como “a única chance de Luke” e “uma escolha certa para Manny”. De longe, a trama que menos engrenou e agradou diante dos comportamentos esquisitos apresentados por Gloria e Phill. Ela querendo proteger o filho de um futuro de trote, ele querendo proteger o filho da derrota. Era uma trama que poderia ter engrenado, indo na onda do que vimos no episódio passado, ao trazer assuntos mais “sérios” para uma sitcom. Mas não funcionou e ficou esquisita porque talvez precisasse de mais tempo para ser melhor desenvolvida. Ficou atropelada. Manny reclama há uma vida que não se encaixa nos lugares, enquanto Luke nunca demonstrou sinais de querer ir para a faculdade. Até o momento de cumplicidade entre os dois foi mal desenvolvido. Nem Phill, Gloria e suas peripécias funcionaram. Erro grave!

Agora sem dúvidas, a trama que fez valer o episódio foi a que apresentou Haley, Alex e Cam na cafeteria, burlando o encontro às cegas de desconhecidos para que Cam pudesse descobrir se a tal mulher era ou não a que lhe furtou um momento de pai orgulhoso. Os três personagens estiveram muitíssimo bem no episódio, diálogos, ritmos, reações, especialmente Eric Stonestreet e suas partes de depoimentos. Esteve fantástico! O que ficou foi a gente querendo mais desse trio ao longo da temporada, porque funcionar isso funciona.

PS: Por onde anda Lily? Alguém conseguiu vê-la na apresentação de balé?

 

Melina Galante

Melina Galante

Produtora e realizadora audiovisual, no momento em processo acadêmico. 99% seriadora com aquele 1% noveleira. Divide as fases da vida em Buffy, a Caça-Vampiros, Gilmore Girls e Grey's Anatomy. Sua menina dos olhos, porém, é Penny Dreadful. No Mix de Séries escreve as reviews de Modern Family, Orange is the New Black, Scandal e o que vier.

No comments

Add yours