Mr. Robot – 2×01 – eps2.0_unm4sk-pt1.tc

Mr-Robot-Season-2-Episode-1-39-34ab

Imagem: recapguide.com

O primeiro episódio da segunda temporada de Mr. Robot chegou chegando, já nos mostrando a que veio! \o/.

A Part I começou com a Evil Corp totalmente arruinada devido ao ataque cibernético sofrido pela empresa causado pela fsociety, ao qual Elliot e sua irmã Darlene são líderes. Agora, pelo o que parece, Elliot não faz mais parte da fsociety desde o acontecido e Darlene assumiu o posto que era de Elliot. Gostei muito da forma como Darlene lidera, pois ela é racional e pensa muito antes de decidir algo, o que é um item importantíssimo a um líder, posto que ser impulsivo pode prejudicar e estragar todos os planos já outrora planejados.

Continua após a publicidade

Foi revelado nos últimos episódios da primeira temporada que Mr. Robot é fruto da imaginação de Elliot, uma especulação que nós tínhamos e que foi confirmada. Nesse episódio, Elliot tenta a todo custo lutar contra esse delírio, o Mr. Robot, que, na verdade, é o seu pai. Essa outra identidade criada pelo personagem se deve a duas coisas: 1) Elliot é uma pessoa extremamente solitária que tem problemas sérios de socializar (inclusive, ele faz terapia por isso) e 2) Ele era muito apegado a seu pai e quando ele morreu, Elliot precisava ainda continuar mantendo contato com única pessoa que o entendia profundamente. Daí ele criou o Mr. Robot dentro da sua mente. Já vimos o quanto Elliot era apegado a seu pai e como Elliot Alderson ficou quando ele morreu. Todo esse problema vem da infância, já que sua mãe não tinha muita paciência com seu filho ao passo que seu pai tinha toda paciência com Elliot. Portanto, criou-se um laço entre ele e seu pai que foi muito forte, e para Elliot se desintegrar dessa ligação foi um processo difícil e dolorido.

Mr. Robot contou com uma participação sensacional: Barack Obama sendo ele mesmo!! Achei um máximo ele indo a público se pronunciar contra a fsociety e revelando o que iria fazer para que as coisas fossem solucionadas. O pior que eu imaginei um discurso dessa forma se realmente tivesse sido real e é isso o que eu gosto mais na série: é imaginar como seria se tudo aquilo tivesse acontecido; como os americanos estariam ferrados com aquela situação; como a mídia noticiaria sobre isso; como existiriam grupos radicias a favor da fsociety. Me lembrou vagamente o EI, pois tanto a fsociety e a EI são grupos radicais e tem o propósito de mudar o mundo (???) ao modo deles. Claro que os meios são diferentes e a motivação do EI é religiosa enquanto que a fsociety é cibernética. No entanto, ambos são radiciais e tem grupo de pessoas dispostas a se juntarem a ele.

Mr. Robot, portanto, voltou muito bem e essa segunda temporada promete ser tão épica quanto a primeira. Elliot continua com seu tratamento psicológico com a mesma psicóloga e ainda permanece com suas melancolias, frases de impacto e reflexões sobre a sociedade que são um verdadeiro tapa na nossa cara. Além do recurso do narrador ser ele mesmo e a interação com o público, recurso este que sempre admirei na série, porque é como se fôssemos parte integrante da série.

Até a Part II!

Tags Mr. Robot
Daniele Duarte

Daniele Duarte

Carioca da gema, amante de literatura clássica. Machado de Assis é o seu autor favorito. O tríade de melhores séries são Six Feet Under, Breaking Bad e Sherlock . Séries inglesas também faz parte da sua grade de séries. Ela é a pessoa que chora rios com a series finale de SFU.

No comments

Add yours