Multishow exibe cena de assédio em Chapolin e gera polêmica na internet

Imagem: Televisa/Divulgação
Imagem: Televisa/Divulgação

Público associou o episódio com os casos de assédio na Copa do Mundo.

Parece que as exibições de Chaves e Chapolin no canal Multishow continuam a criar polêmicas. Desta vez, envolvendo um caso de assédio sexual.

Continua após publicidade

No episódio exibido no último domingo (24) de Chapolin, intitulado “Livrai-nos dos metidos, senhor,“, o personagem soviético interpretado por Edgar Vivar (o senhor Barriga, de Chaves) aparece assediando explicitamente uma donzela vivida por Florinda Meza.

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

Continua após publicidade

Enquanto ela prepara massas de pastéis, o homem aparece de repente por trás e diz que quer se casar com ela e a carrega no colo. Após gritar por socorro, quem aparece é o Super Sam, herói norte-americano interpretado por Ramón Valdés. Entretanto, no fim das contas, Chapolin consegue salvar a donzela do vilão.

multishow exibe cena de sr. barriga russo assediando donzela
Imagem: Divulgação

[spacer height=”10px”]

Continua após publicidade

Parte do público que assistia ao episódio comentou o caso nas redes sociais e associaram com os casos de assédio que estão acontecendo na Rússia. No mesmo dia em que o episódio foi exibido, por exemplo, a repórter Júlia Guimarães, da Globo, repreendeu um torcedor que tentou beijá-la à força.

Alteração de piada em episódio anterior criou atrito com os fãs.

Muitos fãs de Chapolin, entretanto, não se manifestaram. O canal Multishow também não comentou este caso.

Continua após a publicidade
O MIX DE SÉRIES atingiu 10 milhões de visitas mensais e vamos ensinar tudo que aprendemos nessa caminhada! Aumente o tráfego do seu site com técnicas avançadas de SEO.
Faça seu pré-cadastro aqui!

Anteriormente, a exibição foi alvo de críticas, após os fãs ficarem chateados com o canal, que teria mudado uma piada homofóbica durante a redublagem do episódio (relembre o caso aqui).

Em nota, o canal disse na ocasião que errou e que outros casos poderiam acontecer, uma vez que o canal defende o público LGBT e não tolera comentários homofóbicos.

Continua após a publicidade

Leia mais: Multishow admite erro em dublagem de cunho homofóbico em Chapolin