Narcos – 2×02 – Cambalache

Imagem: Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

[spacer size = “20”]

Continua após publicidade

Realmente os serviços que Pablo faz em benefício da comunidade não tem fim. Dessa vez ele acabou com um puteiro. Dedo duro não dura nas mãos dele nem de seus capangas. Só que a insatisfação por estar se sentindo acuado é nítida em seu rosto, nada parece estar bom, ele tem e não tem o controle nas mãos. No fundo, Escobar não quer ser tratado como bandido, ele quer somente reverências.

Continua após a publicidade

Temos que lembrar que a primeira temporada discorreu sobre 15 anos da vida dele, e agora, a segunda temporada apresentará seus últimos treze meses de vida. Portanto, tudo a partir de agora será mais detalhado e intenso. Tic Tac, Pablo está com os dias contadinhos. Só que o estrago que ele fará em 13 meses, pode ser maior do que tudo de vimos até agora. Por quê? Porque agora ele está sem saída a não ser atacar e passar por cima de tudo e todos.

Continua após publicidade

Eu sou uma pessoa feliz; Sempre canto no chuveiro! – Pablo Escobar

Só que agora tudo aumentou de dimensão, pois com os EUA se aproveitando dessa situação para a política, Bush querendo se reeleger, Crosby foi mandado como novo embaixador, Claudia Messina veio mandar nos dois ‘incompetentes’ do DEA, e Gaviria dando a mínima para os desmandos de Escobar. A tensão entre os países era bem nítida, uma união era necessária para que pudessem rastrear e capturar o lobo dentro de sua toca. Gostei de Messina, mais conhecida como Boss. Realmente o que estava faltando para essa dupla era direcionamento. E agora os papéis se inverteram, Peña é o responsável e Murphy o largadão.

Os trabalhos de captura foram ficando cada vez mais intensos, a dupla cada vez mais de lado porque Pinzón achava que estava abafando. Além desse, outro personagem entrou para bagunçar a organização do governo colombiano. Greiff, como advogado geral da união, veio para negociar com nosso anti-herói, e mandar o governo colombiano para o inferno com sua irredutibilidade. Mas acaba que todo mundo é empregado de alguém, todos tem um chefe e Messina conseguiu que seu plano de captura não fosse barrado por Pinzón. Mas como sempre eles esquecem que especialidade de bandido é saber quando a polícia está chegando. Pablo escapou mais uma vez.

Continua após publicidade

Só que ele não gosta de surpresas no meio da noite, e isso foi um ato de guerra para ele. Tata é a única sensata e está com medo. As cenas finais foram muito boas, na realidade e no que representam para a história. Significa que Pablo vai atacar quando atacado, e vai fica manso quando o tratarem bem. No final, Greiff estava certo, precisam negociar, ou fingir isso pelo menos, e fazer um plano em silêncio para capturá-lo. A estratégia terá de ser muito boa, porque guerra para Pablo Escobar é escorrer muito sangue inocente. Enquanto todos morrem, ele está namorando sua linda esposa com uma vista linda da cidade. É ou não é uma santa tranquilidade para o Rei do narcotráfico, que merece um trono dourado?

A fuga deles de La Catedral é conhecida como o maior fiasco policial da história, a justiça militar e civil indiciou 49 pessoas pela fuga, entre eles um coronel do Exército, seis militares e o próprio ex-diretor geral de prisões, que foi feito refém por Escobar junto com o vice-ministro de Justiça Eduardo Mendoza (a série mostrou apenas Mendoza até agora). Quantos fiascos policiais vamos acumular até o final da temporada? Alguns.