Netflix defende criadores de Stranger Things sobre acusação de assédio verbal

Imagem: Netflix

Continua após as recomendações

Acusação foi feita no fim da última semana… 

A Netflix abriu uma investigação depois que os criadores de Stranger Things, Matt e Ross Duffer, foram acusados ​​de assédio verbal por um membro feminino da equipe. De acordo com o estúdio de streaming, “nenhum erro” foi encontrado.

Nós examinamos a preocupação que foi levantada quando ouvimos falar da alegação na quinta-feira, e não encontramos nenhum erro“, disse um porta-voz da Netflix ao EW em um comunicado. “Manter uma atmosfera segura e respeitosa no set é importante para nós, e nós sabemos que é também para os Duffer Brothers“.

Continua após a publicidade

Peyton Brown, que trabalhou na equipe de Stranger Things, anunciou em uma postagem no Instagram que ela deixaria o trabalho na terceira temporada depois de testemunhar “dois homens em altas posições de poder abusando verbalmente de múltiplas mulheres“, sem mencionar qualquer nome na publicação original.

Entretanto, ela confirmou em postagem que parece ter sido excluída, mas repostada pela Entertainment Tonight, que “sim”, eram os Duffers.

Havia gritos, havia insultos, havia ameaças e as pessoas foram chamadas atenção ou forçadas a sair por causa delas“, ela aparentemente escreveu.

Duffers também se pronunciaram…

Estamos profundamente chateados ao saber que alguém se sentiu desconfortável com o nosso comportamento“, disseram os irmãos Duffer em uma declaração conjunta. “Devido à natureza de alta tensão da produção, os temperamentos ocasionalmente ficam desgastados e, por isso, pedimos desculpas. No entanto, pensamos que é importante não caracterizar erroneamente o nosso comportamento, onde acreditamos fortemente no tratamento de todos de forma independente, independentemente do sexo, orientação, raça, religião ou qualquer outra coisa. Nós permanecemos totalmente comprometidos em fornecer um ambiente de trabalho seguro e colaborativo para todos em nossas produções“.

A acusadora não respondeu aos comentários da Netflix e dos criadores de Stranger Things.

Leia mais: Criadores de Stranger Things são acusados de agressão verbal por membro feminino da série

Nenhum comentário

Adicione o seu