New Girl – 4×18 – Walk of Shame

New Girl 4x18

Foto: Divulgação/Fox

 

If Taylor Swift can live alone in New York, just think what you can do!

Às vezes a aleatoriedade do tema em foco num episódio de New Girl pode ir longe demais. Sobretudo quando os dois plots nos parecem desinteressantes. Tudo bem o episódio girar em torno de um aranha quando todo o restante paralelo a isso é cômico e acrescenta algo à história mais ampla. Agora resumir o episódio a uma noitada em que tudo deu errado, inclusive a volta pra casa no dia seguinte, e um evento de arte ao qual ninguém queria que Winston e Nick comparecessem, já torna tudo um tanto irrelevante e desnecessário. A sorte da série é que ela consegue tirar boas piadas de praticamente qualquer coisa. A graça de New Girl está sempre nos detalhes, seja numa camiseta, num comentário qualquer ou na preocupação com a possibilidade de Taylor Swift morar sozinha me Nova Iorque. É nisso que se baseia a competência do episódio e de onde podemos atribuí-lo certa importância, mas mesmo que siga os mesmos moldes de ótimos episódios anteriores, esse ficou um pouco longe de atingir o mesmo feito.

O defeito do episódio já ficou evidente no parágrafo acima. Apesar de uma ou outra situação engraçada, a totalidade do episódio nos foi indiferente. Estando isso claro, vamos aos pontos positivos. A presença de Bearclaw é sempre louvável e apesar do mini ataque cardíaco que deve ter dado em Jess quando ela acordou ao lado dele, podemos defini-lo como uma personalidade carismática, no mínimo. O musical certamente foi a melhor parte, provando que a criatividade do pessoal por trás de New Girl nunca decepciona. Tivemos também a participação do ex-namorado de Jess, do qual eu não lembro o nome, mas que já foi importante pra série, então foi outro bom resgate e uma amostra do constante fracasso que somos nós, seres humanos. E durante a trajetória de Jess e Cece, devidamente chamada de “walk of shame”, tivemos alguns bons momentos.

Continua após a publicidade

Enquanto isso, no loft, Nick e Winston provavam ser os personagens mais adoráveis desse mundinho enquanto a história de Coach ganhava mais um pouco de desenvolvimento antes de sua saída. E ao que me pareceu, ganhou também um desfecho. Digamos, então, que esse foi um episódio mediano, mas necessário, afinal, uma hora ou outra teriam que encerrar essa storyline e quando quer que o fizessem, não poderia ser mais interessante do que isso, então foi o máximo que conseguiríamos. Com isso, nem vou reclamar de mais nada aqui, porque o personagem ganhou seu desfecho merecido, todos gostamos de sua namorada e o plot foi até agradável, mesmo que não tenha rendido nenhuma gargalhada.

E foi isso, nada que dê pra dissertar muito a respeito. Um episódio para preencher algumas lacunas e, espero, deixar o terreno livre para que se desenvolva, nesses episódios finais, aquilo que realmente importa. E, novamente, pelas referências a Taylor Swift, pela camiseta de Cece (“‘The man, the legend’? Wouldn’t that mean he has no penis at all?”), por Bearclaw e o musical, por Nick existindo e, mais precisamente, colando os chinelos com durex, por Wisnton, pelo “final feliz” de Coach, enfim, declaro oficialmente que esse foi um bom episódio. Nada mais que isso.

♪ Inside of him is a sad sad song ♪

♪ And he’s a gay wolf all along ♪

♪ But, wait ♪

♪ I’m a gay wolf too ♪

♪ Would you like to eat some wolf Chinese food ♪

♪ Only if it’s gay ♪

Tags New Girl
Equipe Mix

Equipe Mix

Perfil criado para realizar postagens produzidas pela equipe do Mix de Séries.

No comments

Add yours