Nova serie da NBC, Manifest, estreia com uma pegada de Lost e mais misterios

Imagem: NBC/Divulgação
Imagem: NBC/Divulgação

Série tem “pegada de Lost” e atraiu grande audiência nos Estados Unidos

Manifest já chegou chamando atenção. Em sua noite de estreia, prendeu cerca de 10 milhões de espectadores na frente da TV, com uma história curiosa. A serie gira em torno do voo 828, que ficou desaparecido por 5 anos. Contudo, para as pessoas dentro do avião, o voo durou apenas algumas horas, como se nada tivesse acontecido.

Continua após publicidade

O piloto nos mostra alguns passageiros do voo e as causas desse incidente. Entre os personagens principais, temos  Michaela (Melissa Roxburgh), uma policial com alguns problemas no passado e seu irmão Ben (Josh Dallas), um pai de gêmeos, cujo filho Cal está em tratamento contra o câncer.

Continua após a publicidade

Decolaram em 2013, pousaram em 2018…

Na trama, o avião decola no ano de 2013, e durante a viagem sofrem uma gigante turbulência. Quando aterrissam, em novembro de 2018, descobrem que ficaram “parados no tempo” durante cinco anos.  
Continua após a publicidade

Continua após publicidade
Imagem: NBC/Divulgação

[spacer height=”10px”]

Contudo, Manifest não parece interessada na ideia de que quase 200 pessoas desaparecerem da face da terra e reaparecerem cinco anos depois, sem terem envelhecido um dia. Ao invés disso, é mais focada na ideia do que vem a seguir. O que não é interessante, já que só queremos saber o porquê disso ter acontecido e a série não falar nada.

Continua após publicidade

 

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade
O MIX DE SÉRIES atingiu 10 milhões de visitas mensais e vamos ensinar tudo que aprendemos nessa caminhada! Aumente o tráfego do seu site com técnicas avançadas de SEO.
Faça seu pré-cadastro aqui!
E fica pior, os passageiros do vôo 828 (e sim, assim como “Lost“,  teremos os famosos números ligados todo tempo) são unidos “pelas vozes em suas cabeças” ao local onde o avião está sendo investigado, para assistir o mesmo explodir.
Manifest não agrada em alguns pontos, principalmente porque existem vozes estranhas na cabeça dos passageiros, e isso não combina.  Tudo isso, aparentemente, faz parte de uma estratégia para manter o espectador preso a trama. Contudo, não é suficiente para disfarçar a pobreza do roteiro, que vez ou outra proporciona uma “ceninha vergonhosa” – o que foi aquela cena do ônibus?
Ao final do piloto, cabe a você ter uma noção se está comprometido o bastante com a premissa da série, a ponto de retornar para o segundo episódio. Apenas alertamos: há grandes chances dessa trama andar, andar e andar, terminando com muitas perguntas e poucas respostas. Afinal, é isso que podemos esperar de uma “descendente de Lost“.