O final de Bird Box: entenda o desfecho do filme da Netflix

Imagem: Netflix/Divulgação

Entenda a ameaça e o final de Bird Box, filme da Netflix

O novo thriller pós-apocalíptico da Netflix, Bird Box, é ambientado em um mundo onde apenas olhar para fora da janela pode matá-lo. Tendo muitos questionamentos, o Mix de Séries resolveu explicar os misteriosos monstros do filme e seu final que deixou muita gente roendo as unhas.

Sandra Bullock estrela o longa como Malorie, uma mulher que está tentando manter seus dois filhos vivos – chamados simplesmente de Garoto (Julian Edwards) e Garota (Vivien Lyra Blair) – cinco anos depois que quase todos na Terra foram mortos pela chegada de entidades que induzem as pessoas que os vê ao suicídio violento.

Imagem: Netflix/Divulgação

Continua após a publicidade

Dirigido por Susanne Bier e baseado no livro de Josh Malerman, Bird Box se passa entre dois períodos de tempo. Primeiro, o momento imediato ao surto. Depois, a luta de Malorie pela sobrevivência e seus esforços para levar a si mesma e às crianças pelo rio para um santuário prometido.

Para começar, ela se encontra com um grande grupo de pessoas em uma casa segura e até consegue garantir suprimentos de alimentos. O círculo de pessoas, no entanto, não demorou muito para que diminuísse. Assim, apenas Malorie, os dois filhos, e o interesse romântico Tom (interpretado por Trevante Rhodes, do Moonlight) sobrevivem em certo ponto.

Malorie e Tom estão tendo uma sobrevivência pacífica na floresta quando recebem uma chamada no rádio de alguém chamado Rick (Pruitt Taylor Vince). O misterioso homem diz a eles que se conseguirem descer o rio encontrarão um lugar seguro. É um grande risco, o qual Malorie resiste no início. Mas o final de Bird Box revela por que ela decidiu levar seus filhos em uma viagem tão perigosa.

Mas afinal, o que acontece no final de Bird Box?

Após Olympia (Danielle MacDonald) deixar um estranho, Gary (Tom Hollander), entrar na casa, revela-se que ele é uma das pessoas que conseguem sobreviver olhando para as entidades. Entretanto, elas acabam corrompidas no processo.

Reconhecidos por suas íris distorcidas, esses discípulos são obcecados em fazer com que outras pessoas olhem para as entidades, que acreditam ser belas. Enquanto Olympia e Malorie entram em trabalho de parto simultaneamente, Gary revela suas verdadeiras intenções. Assim, ele começa a rasgar a cobertura das janelas. Cheryl (Jacki Weaver) e Olympia, ambas, vêem as entidades e prontamente se matam. Embora isso aconteça, Malorie convence Olympia a entregar sua filhinha antes que ela morra. Gary também mata Douglas (John Malkovich), antes de ele mesmo ser morto por Tom.

Linha do tempo

Neste ponto, Bird Box avança cinco anos no tempo. É o momento pouco antes de Malorie levar as crianças na descida do rio. Ela e Tom agora são um casal com uma vida quase estável. Eles cultivam sua própria comida, mas já despiram quase todas as casas próximas sem recursos.

É aí que eles recebem uma chamada no rádio de um estranho chamado Rick. O homem diz que há um santuário que pode ser alcançado por dois dias de viagem ao longo do rio. Tom fica ansioso para descobrir mais sobre o santuário, enquanto Malorie fica menos confiante, acreditando que poderia ser uma armadilha.

No dia seguinte, toda a família sai em uma corrida de suprimentos em uma casa vizinha, mas acabam encontrando um grupo de saqueadores. Tom consegue ferir um deles com a espingarda, mas logo percebe que sua venda o atrapalha. Então, Tom retira sua venda e consegue matar a maioria dos atacantes. Entretanto, um deles (interpretado por David Dastmalchian) vê Malorie e as crianças e sai atrás delas. É nesse momento que Tom o persegue, mas avista uma das entidades. Suas íris distorcem, porém, com grande esforço, ele consegue atirar no saqueador final antes de ser obrigado a atirar na própria cabeça.

Caminho

Malorie fica inquieta ao perceber que Tom possa ter sacrificado sua própria vida. Dessa forma, ela decide levar a cabo seu desejo de tentar levar as crianças para o santuário. O filme então avança para o momento em que seu barco está prestes a passar pelas corredeiras, a parte mais perigosa do rio.

Além disso, Malorie precisava escolher qual das crianças teria que tirar a venda para dizer-lhe para que lado seguir. Em última análise, ela não consegue escolher e, em vez disso, resolve enfrentar as corredeiras – para melhor ou para pior. É uma viagem difícil, durante a qual o barco acaba virando, mas conseguem chegar à costa e começam a procurar o santuário ouvindo o canto dos pássaros.

Imagem: Netflix/Divulgação

A parte final da jornada prova ser a mais difícil. Caminhar vendado através de uma mata desconhecida é traiçoeiro, e Malorie tropeça e acaba caindo em uma ladeira. As crianças saem em direções diferentes e as entidades sussurram para eles na voz de Malorie, encorajando-os a tirar as vendas. Malorie consegue encontrar o Garoto pelo toque da campainha de sua bicicleta. Entretanto, a menina deixou cair a dela e não vai quando é chamada. Isso porque – como o Garoto explica – Malorie tem sido tão dura com eles que a menina tem medo dela.

Em pânico, Malorie pede desculpas e termina a história que Tom lhes contara anteriormente. Ela promete que um dia as crianças poderão brincar livremente com outras crianças e subir em árvores. Para seu alívio, a menina finalmente retorna e os três vão até o santuário.

Momentos finais

Batendo freneticamente na porta enquanto as entidades se juntam atrás dela, Malorie implora para que as pessoas abram a porta para pelo menos deixar seus filhos entrarem. Eventualmente, a porta se abre e os três são levados para dentro. Assim, seus olhos são rapidamente verificados em busca de sinais de infecção. Uma vez que eles são liberados, Malorie percebe que o santuário é na verdade uma escola para cegos. Além disso, a maioria dos habitantes é completamente imune às entidades.

Ali, dentro da escola, há um pátio cheio de pássaros e coberto por um dossel verde. Malorie diz às crianças que elas podem livrar as aves da sua caixa de pássaros, e elas o fazem, observando os pássaros voarem para o dossel.

Malorie, então, reencontrada com sua obstetra, a Dr. Lapham (Parminder Nagra), que também sobreviveu e fica aliviada ao ver que Malorie também conseguiu. Ela pergunta às crianças quais são seus nomes, e elas dizem que são chamados de Menino e Menina. Malorie, então, decide finalmente dar-lhes nomes, chamando a garota de Olympia (o nome de sua mãe) e o menino de Tom (nome do seu falecido pai adotivo). Olympia e Tom saem correndo para brincar com as outras crianças, e Bird Box termina com uma nota esperançosa, com Malorie olhando para o dossel cheio de pássaros.

E os monstros, o que são?

O final de Bird Box não oferece nenhuma resposta clara de onde as entidades vieram. Se elas eram de natureza sobrenatural ou alienígena, ou mesmo o que exatamente as pessoas vêem quando olham para elas. No entanto, até o final do filme, temos uma ideia bastante clara de como eles operam, e é possível que os desenhos a carvão (foto abaixo) que Gary coloca na mesa de café antes que ele vá em sua matança, mostre o que ele vê quando ele olha para as entidades.

Imagem: Netflix/Divulgação

O que sabemos sobre os monstros é que eles são invisíveis quando ninguém está olhando para eles (ou pelo menos é assim que a diretora Bier escolhe retratá-los). Mas eles são detectáveis ​​pela forma como eles afetam a gravidade. Eles chegam em rajadas de vento que sopra folhas ao redor, e até mesmo fazendo com que as folhas se levantem do chão e pairem no ar.

Quando eles chegam perto da Garota seu cabelo pode ser visto levantando. Os monstros não parecem ser fortes o suficiente para machucar fisicamente as pessoas ou até romper portas e janelas, e é por isso que eles fazem algumas pessoas se tornarem seus discípulos, tentando forçar os outros a olhá-las. Está implícito que esses discípulos eram pessoas que já estavam mentalmente doentes e, portanto, são afetadas de maneira diferente ao ver as entidades.

O que é visto?

Quanto ao que a maioria das pessoas vêem quando olha para as entidades… Bem, isso não é totalmente explicado. Porém, parece ser sempre algo que torna a pessoa terrivelmente apavorada, terrivelmente triste ou ambas. Lydia (Rebecca Pidgeon), por exemplo, chama sua mãe antes de subir em um carro em chamas.

Olhar para essas criaturas também causa danos físicos – como a deformação das íris das pessoas. Dessa forma, é seguro assumir que eles automaticamente desencadeiam algum tipo de impulso suicida dentro do cérebro. Este impulso não pode ser ignorado. Entretanto, pode ser brevemente resistido com grande esforço. Um exemplo disso é quando Olympia entrega seu bebê antes de se matar, ou quando Tom mata o saqueador.

Teorias

Os personagens criam algumas teorias sobre o que são os monstros. Douglas acha que é algum tipo de guerra biológica. Já Charlie (Lil Rel Howery) acha que a humanidade foi julgada e considerada deficiente. O personagem, assim, aponta para sua pesquisa sobre o tema dos demônios e do apocalipse. Ele cita mitos zorastrianos sobre Aka Manah (uma entidade demoníaca sedutora). Além disso, fala do demônio cristão Surgat (“quem abre todas as madeixas”), e dos espíritos chineses da raposa conhecidos como huli jing. Também, os espíritos celtas travessos chamados púca. Charlie postula que todos esses nomes são diferentes para a mesma coisa: uma entidade demoníaca que ataca as pessoas.

Porém, as entidades parecem ter conhecimento sobrenatural das fraquezas das pessoas. Elas, por exemplo, sabem chamar Malorie pela voz de sua irmã e pela de Tom. Acrescido dos desenhos de Gary, a teoria de Charlie de que os monstros são demoníacos da natureza faz sentido. Isso também é reforçado pelo fato de que as aves são capazes de sentir sua presença. Isso porque, em muitas mitologias, culturas e religiões, as aves estão associadas aos espíritos que guiam as pessoas da terra dos vivos para a terra dos mortos.

Leia tambémBird Box – confira as principais diferenças entre o filme e o livro

Anderson Narciso

Anderson Narciso

Criador, editor e redator do site Mix de Séries, é apaixonado por séries desde sempre. Fã incondicional de One Tree Hill, ER, Friends, e não perde um episódio da Franquia Chicago.

No comments

Add yours