O final de Dupla Obsessão – Killing Eve: saiba o que acontece

Melhores Séries Globoplay

O que acontece no final de Killing Eve – Dupla Obsessão?

Killing EveDupla Obsessão acompanha uma perseguição no estilo gato e rato entre Eve Polastri (interpretada por Sandra Oh) e a assassina Villanelle (Jodie Comer). A história, extremamente envolvente, possui alguns clímax interessantes, que mantém o espectador preso do começo ao fim.

Continua após as recomendações

Mas afinal, como a história acaba?

Bem, antes de qualquer coisa, a série ainda está em exibição nos Estados Unidos – duas temporadas foram ao ar (disponíveis no Globoplay), com a terceira estreando na semana que vem. Vale lembrar, além disso, que a atração já está renovada para uma quarta temporada.

Continua após a publicidade

Pensando nisso, o Mix de Séries resolveu reunir o desfecho das duas primeiras temporadas, com spoilers, para você saber o que de fato acontece na série.

A primeira temporada

Eve trabalhou no MI5 e foi recrutada por Carolyn Martens (Fiona Shaw), que é chefe da filial russa do MI6 para investigar a morte de pessoas importantes em toda a Europa. A espiã disse a seus chefes anteriores que o assassino deve ser uma mulher devido a sua própria pesquisa, mas suas alegações foram negadas.

Eve e seu colega Bill (David Haig) foram demitidos depois que Eve conduziu uma entrevista não autorizada com uma vítima sobrevivente de um assassinato no hospital.A testemunha e as enfermeiras foram assassinadas posteriormente em um terrível banho de sangue pela assassina

Em Londres, Carolyn cria um projeto secreto, liderado por Eve, Bill e Elena (Kirby Howell-Baptiste) para encontrar a assassina. Eve, no entanto, teve então um pressentimento que a enfermeira que ela viu no hospital no banheiro, pode ser a assassina.

E sim: a enfermeira e a mulher responsável por essas mortes são uma assassina psicopata, Villanelle.

Desde o início, não está claro para quem Villanelle trabalha, além de um homem chamado Konstantin (Kim Bodnia). Na metade da série, é revelado que ela está trabalhando em nome de uma organização-sombra conhecida como “os 12“, mas nada é revelado sobre eles. Houve inúmeras mortes, incluindo a trágica morte do colega de Eve, Bill. Villanelle esfaqueia Bill até a morte em uma boate de Berlim depois que ele a localizou.

O final da primeira temporada

Os 12 foram revelados quando Frank, ex-chefe do MI5, revelou-se como espião e estava recebendo pagamentos dos Doze. Antes de Frank ser morto por Villanelle, ele disse a Eve que Villanelle estava trabalhando em nome dos Doze. Tudo aconteceu no final quando Eve, Carolyn e Kenny (Sean Delaney) foram para a Rússia.

Lá, foi revelado que Villanelle havia escapado da prisão e também estava em uma missão para matar Konstantin, seu manipulador. Antes de Konstantin ser morto, ele confessou a Eve que havia tirado Villanelle da prisão anos antes para trabalhar em uma organização privada. Konstantin foi baleado por Villanelle e é revelado que ele morreu devido aos ferimentos.

No entanto, os espectadores não viram Konstantin morrer e não seria uma surpresa se ele voltasse depois.

No final, Eve optou por não pegar o voo da Rússia para Londres com Kenny e Carolyn e, em vez disso, voou para Paris. Em Paris, Eve invadiu o apartamento de Villanelles e o destruiu completamente. Villanelle então chegou na casa com Eve em seu apartamento e a protagonista confessou que “não conseguia parar de pensar em Villanelle” enquanto apontava uma arma para ela.

Eve então largou a arma e deitou na cama de Villanelle. Villanelle pediu que Eve ficasse, como Eve disse que faria. Assim como os telespectadores pensaram que Villanelle iria beijar Eve, em uma reviravolta chocante, Eve esfaqueia Villanelle no estômago. Eve em pânico puxou a faca, causando mais lesões a Villanelle e derrames mais sangue.

Como Eve foi até a cozinha para tentar encontrar algo para parar o sangramento, Villanelle escapou de seu apartamento. A primeira temporada terminou com Eve em pé no apartamento, procurando por Villanelle. A vizinha da assassina simplesmente diz a Eve: “Ela se foi“.

A segunda temporada e o que acontece

Killing Eve Dupla Obsessão terminou a segunda temporada com outra incrível reviravolta: desta vez, Villanelle (interpretado por Jodie Comer) atirou em Eve Polastri (Sandra Oh), deixando-a para morrer. Esse final chocante ocorre após um episódio de mudanças de lealdades e traições.

O início do final da segunda temporada de Killing Eve mostrou Villanelle e Eve indo para Roma para rastrear o desagradável bilionário Aaron Peel (Henry Lloyd-Hughes) e descobrir mais sobre sua arma secreta – que move grande parte da história do segundo ano.

A história desta temporada coloca Eve trabalhando com Villanelle, embora depois ela descobre que foi apenas um peão para sua chefe Carolyn – de quem ela perde confiança. Além disso, a protagonista descobre que os 12 estão buscando essa arma (química) que Aaron desenvolveu, pagando um alto preço por ela.

Na aproximação de Eve com Villanelle, a heroína acaba desenvolvendo um lado mais violento assassino, chegando até mesmo a matar uma pessoa. A obsessão, assim, fica fora de controle. No último episódio, Vilanelle iria fugir com Eve, mas então ela acaba criando uma emboscada que é onde ela atira na sua nêmesis, deixando-a para morrer.

A história, assim, continuará na trama da terceira temporada.

E você, gostou de Killing Eve – Dupla Obsessão? Todos os episódios da primeira e segunda temporadas estão disponíveis no Globoplay.

Anderson Narciso

Anderson Narciso

Criador, editor e redator do site Mix de Séries, é apaixonado por séries desde sempre. Fã incondicional de One Tree Hill, ER, Friends, e não perde um episódio da Franquia Chicago.

No comments

Add yours