O grande dilema de Game Of Thrones

Game os thrones

Continua após as recomendações

 

Falar de Game os Thrones é sempre um desafio, afinal, todo mundo tem alguma opinião sobre a série mais assistida da história da HBO. Não é preciso nem dizer que ela foi baseada na saga escrita por George R. R. Martin, pois o que mais se comenta atualmente é a “guerra” travada entre os fãs dos livros x os fãs da série.

Continua após a publicidade

Martin começou a escrever a história, que gira em torno da guerra para conquistar os sete reinos de Westeros, 1991, porém, só em 1996, o primeiro livro foi publicado. Atualmente já são cinco (dos sete) volumes lançados. Já a série começou a ser exibida em 2011 e logo se tornou um fenômeno, pois, no enredo, não existem personagens bons ou maus e as reviravoltas são surpreendentes.

Se nas primeiras três temporadas quem leu a saga se gabava de saber de tudo antes, na quarta o cenário mudou um pouco de figura. Algumas mudanças importantes foram adicionadas ao enredo televisivo, deixando os leitores em fúria, já que eles acabaram perdendo a única vantagem que tinham sobre quem assistia somente aos episódios.

Com um grande volume de personagens e histórias paralelas, é bastante complicado transpor todo o universo criado pelo autor para a televisão, porém, quem assiste à primeira temporada e depois vai ler o primeiro livro (como eu fiz), percebe que, no começo, apenas algumas cenas e diálogos são deixados de lado pela versão televisiva.

As mudanças começaram a surgir, de fato, a partir da segunda temporada, porém elas ainda eram bastante sutis. Por exemplo, na série, Stannis e Melisandre têm uma relação bastante explícita, já no livro, o envolvimento deles é deduzido pelos leitores e por Ser Davos. Isso pode até ser aceitável para os fãs mais antigos, agora, quando trocaram o nome da irmã de Theon, que no livro se chama Asha, pra Yara, causou-se um grande rebuliço na web. Tudo depois foi devidamente explicado. Os produtores usaram a desculpa de que os telespectadores poderiam confundi-la com a mentora de Bran, Osha, e por isso optaram pela troca.

 

Melisandre_and_Stannis

 

Os problemas passaram ficar maiores quando o tão esperado – e temido – Casamento Vermelho foi exibido. Além de caçoar da reação exagerada de quem não sabia o que aconteceria, os leitores reclamaram MUITO na web por conta da morte da esposa de Robb Stark, já que no enredo original, ela é poupada.

Quando a HBO optou por renovar a série, o grande problema de GOT surgiu. George R. R. Martin diz que a saga possui sete livros, porém ele não dá nenhuma previsão concreta de quando lançará os dois volumes restantes. O canal tem pressa para produzir o programa, afinal, os atores mais jovens estão crescendo e isso pode acabar atrapalhando o roteiro. A partir disso, acredito eu, as mudanças que se sucederam na quarta temporada surgiram para amenizar tais problemas.

 

Red Wedding correto

 

Cenas que não existiam nos livros, como a que mostra o que os White Walkers fazem com os bebês que capturam, causaram revolta nos leitores, que não estavam esperando por um spoiler gigante. Além disso, a season finale deixou de lado uma importante aparição, da Lady Stoneheart, e, obviamente, os fóruns sobre GOT foram bombardeados por fãs revoltados.

Para acalmar os corações que sofreram sem essa aparição, os produtores explicaram que trazer a personagem para a série nunca esteve em seus planos, ainda mais porque a intérprete de Catelyn Stark, Michelle Fairley, estaria participando de outras produções para a televisão, o que a impossibilitaria de voltar para GOT.

A grande questão que fica a partir de agora é: a série deveria voltar a ser fiel aos livros ou deve avançar, tomando um rumo próprio e apenas inspirando-se na saga literária? Talvez, pelo fato de os produtores já saberem o final da história e pela demora no lançamento de outros livros, a segunda opção seja a mais plausível. Resta agora aos fãs dos livros se conformarem e começarem a pensar que, por um lado, as mudanças podem ser boas, já que as surpresas (que já são muitas) podem surgir para todos.

E a lição que fica disso tudo é: “Quando você assiste ao Jogo dos Tronos ou se surpreende, ou morre (de raiva, é claro)”.

Equipe Mix

Equipe Mix

Perfil criado para realizar postagens produzidas pela equipe do Mix de Séries.

6 comments

Add yours
  1. Avatar
    Paula Reis 23 junho, 2014 at 22:43 Responder

    Livro é livro, série é série…não há como comparar…não há como transportar tudo o que se passa nas crônicas para a tela. Mas acho os livros e as séries igualmente bons! São fascinantes! E até acho que a série é bem fiel a história…lógico q vão ter algumas divergências…são apenas 10 episódios de uma hora por temporada, mas não deixa de ser sensacional! Espero que continue este sucesso de produção e surpresas, até para os leitores [isso é ótimo]! E que alguns spoilers aí q vc deu xará aconteça na próxima temporada, como mtos esperam hehehe… ótimo texto!
    Falta mto p ano q vem?! :/

    • Avatar
      Paula Carone 27 junho, 2014 at 10:41 Responder

      Valeu, xará!! Eu sou uma fã um pouco diferente, porque adoro essas diferenças. Sem elas não haveria tanto buzz e discussão sobre o assunto. Pena que os próximos episódios são só no ano que vem!

Post a new comment