O que aconteceu no final de Lost? Fim da série completa 9 anos, relembre

Lost mexeu com o imaginário de muita gente…

O final de Lost, um dos mais incompreendidos de todos os tempos, acaba de completar 9 anos de exibição. Foi no dia 23 de maio de 2010, um domingo, que a ABC levava ao ar o último episódio da série pioneira na movimentação pela internet.

Nesta ocasião, a série acabou desapontando muitos fãs. Tais pessoas defenderam de forma incorreta um doloroso lema de que “eles estavam mortos o tempo todo”.

Felizmente, o Mix de Séries se colocou a disposição para conversar com você sobre o que realmente aconteceu naquela cena final. E então, quando alguém dizer a informação acima, você pode rolar seus olhos e direcioná-la para essa nossa matéria, que pretende explicar de uma vez por todas o que aconteceu.

O final de Lost explicado

No apropriadamente episódio intitulado “The End”, os eventos na ilha são intercalados entre uma linha de tempo alternativa conhecida como flash-side (tais cenas substituíram os flashbacks) e os flashforwards – ou, o popularmente conhecido “flash do futuro”. De fato, isso aconteceu durante toda a temporada.

Estas cenas de flash “paralelas” são apresentadas devido ao fato de Juliet (Elizabeth Mitchell) ter detonado uma bomba de hidrogênio nos momentos finais da quinta temporada, mostrando o que teria acontecido se o Vôo 815 da Oceanic tivesse pousado com segurança.

Portanto, durante toda a temporada, os telespectadores estão assistindo os personagens vivendo situações distintas, sem saberem dos eventos mostrados nas cinco temporadas anteriores.

Eventualmente, eventos colocam esses personagens juntos. Assim, eles acabam se lembrando do tempo que passaram na ilha. E é exatamente isso que os leva à revelação da cena final: eles já estão realmente mortos nessas sequências de flashs paralelos. Mas esse é, essencialmente, um submundo criado pelos sobreviventes para se reunir para que eles possam seguir em frente no “além” juntos.

Resultado de imagem para lost ending

Personagens se reencontraram no final de Lost. Tal momento é uma representação do “além”. Imagem: ABC/Divulgação

Então, para esclarecer…

Nas cenas de flash paralelo, esses personagens já estavam todos mortos. Mas não, eles não estavam mortos o tempo todo na ilha.

O flash paralelo retrata uma vida após a morte. Tal vida foi construída para os personagens devido ao seu tempo na ilha. Esse tempo foi real, tendo acontecido tudo o que foi mostrado na série do começo ao fim. Dessa forma, os eventos da ilha contribuíram para a mais importante parte de suas respectivas vidas. Os personagens presentes na cena final da igreja são personagens mortos e vivos no tempo da ilha, significando que vários personagens (incluindo Kate, Sawyer e Claire) passaram a viver uma vida plena no “além”.

Esses flashs paralelos representam um tipo de purgatório onde esses personagens chegam quando finalmente morrem. Quando revelado, acaba sendo uma representação bonita e reconfortante do que é a vida após a morte.

Portanto, o acidente de avião, o monstro de fumaça, a escotilha, a ilha – tudo foi real. E tudo realmente aconteceu. Dessa forma, não. Eles não estavam mortos desde o início. Compreendido?

Relembre a cena abaixo:

As seis temporadas de Lost estão disponíveis na Netflix Brasil.

 

Leia também: Tipo Game of Thrones – Relembre 5 finais de séries odiados pelos fãs

Tags lost

Share this post

Anderson Narciso

Anderson Narciso

Mestre em História, apaixonado por mídias, é o editor responsável e idealizador do Mix de Séries. Eterno órfão de Friends, One Tree Hill e ER, acompanha séries desde que se entende por gente. No Mix é editor de colunas e de notícias, escreve a coluna 5 Razões e resenha a série Gotham.