O que esperar da franquia Chicago em 2017

one-chicago-770x470

Continua após as recomendações

Este post contém spoiler!

Os fãs não terão que esperar muito para o novo ano de Chicago Fire, Chicago PD e Chicago Med, com Chicago Justice se juntando à franquia em maio.

Continua após a publicidade

Então, o que os fãs podem esperar em 2017? Nós reunimos alguns pontos que você precisa saber sobre as séries, incluindo um novo romante, momentos complicados para casais que já existem, novos personagens e, pelo menos, uma grande morte.

1. Chicago Justice

O spinoff, liderado por Philip Winchester como o Assistente de Promotoria Peter Stone, estreia no domingo, dia 5 de março. Os fãs puderam ter uma primeira visão dos novos personagens no piloto que foi ao ar em um episódio de Chicago PD, mas um rosto será familiar.

2. O novo emprego de Antonio

Antonio Dawson (Jon Seda) saiu de Chicago PD nesta temporada após aceitar um emprego oferecido por Stone. Começando em março, nós veremos Antonio em seu novo trabalho no gabinete de promotoria, o que dará a ele muito mais tempo livre para dar continuidade ao seu relacionamento com Sylvie (Kara Killmer).

3. Mais crossovers

Tendo uma perspectiva da narrativa, faz sentido que Chicago Fire e PD se cruzem com Justice, mas e Chicago Med? Não se preocupe: os roteiristas dos três shows garantiram que os crossovers irão continuar (começando com Fire/PD no dia 3 de janeiro). Será que a franquia pretende fazer um crossover quádruplo? Só o tempo dirá.

4. Severide em crise

O crossover entre Fire e PD encontrará Kelly Severide (Taylor Kinney) em crise após receber uma notícia ruim sobre a doação de medula óssea na midseason finale. E o seu terrível dia parece não ter fim. Severide, após a descoberta, é preso por um crime que ele pode ou não ter cometido. A investigação faz ele se questionar sobre tudo o que ele sabe e chega a conclusão de que algumas coisas estão fora de seu controle.

5. Um triângulo amoroso para Severide

Severide forjará uma conexão especial com a sua paciente, Anna, ao mesmo tempo em que ele se dará conta de que a faísca entre ele e Kidd (Miranda Mayo) pode não estar totalmente extinguida.

6. Uma caminhada difícil para Manning

Natallie Manning (Torrey DeVitto) de Chicago Med terá uma caminhada difícil em 2017. Na premiere da midseason, Manning perde um paciente e passará por um julgamento sobre o ocorrido e sofrerá muita pressão em função disso. Do lado pessoal, seu relacionamento com Clarke (Jeff Hephner) será severamente testado após uma informação sobre a história que eles compartilham.

7. O drama de Dawsey

Casey (Jesse Spencer) e Dawson (Monica Raymund) serão forçados a lidar com o pai de Louie de volta à cena, mas essa história terá uma reviravolta inesperada no crossover do dia 3 de janeiro, que termina deixando a situação ainda mais complicada.

8. Uma morte 

Infelizmente, as fatalidades não serão limitadas aos casos da semana. Um personagem importante de Chicago Med terá uma saída trágica antes do fim da temporada. Quem será? E como?

9. Difíceis decisões para April

A gravidez inesperada de April (Yaya DaCosta) e sua tuberculose serão exacerbadas e causarão problemas quando o show retornar. “As duas situações irão colidir”, disse Diane Froloy. “Ela começará o tratamento para a tuberculose, mas…sua cura poderá afetar o bebe”. E é claro, ela não é a única a ser afetada. Ainda não se sabe como o relacionamento dela com Tate ficará diante dessas situações. “Isso é um veneno para o relacionamento”, ela completou.

10. O encontro de Lindsay e seu pai

No episódio 10 de Chicago PD, que irá ao ar no dia 4 de janeiro, Lindsay (Sophia Bush) ficará cara a cara com seu pai – cujos motivos para não manter contato com ela ainda são desconhecidos. A reunião nos contará antigos segredos, e trará o relacionamento dela com a sua mãe à um ponto de inflexão, de acordo com o roteirista Matt Olmstead.

11. O talento secreto de Herrmann

O episódio crossover entre Fire e PD nos mostrará um talento escondido de Herrmann (David Eigenberg). De alguma forma ele conseguiu esconder de seus colegas e poderá usar isso para conseguir algum dinheiro.

12. Um romance para o Rhodes

Após, finalmente, tomar coragem de convidar Robin (Mekia Cox), a filha do Dr. Charles (Oliver Platt) para sair na midseason finale, Rhodes (Colin Donnell) terá um relacionamento que os produtores esperam que se estenda durante um bom tempo no show. Até o Dr. Charles aceitará a ideia de Rhodes namorar sua filha, mas o novo relacionamento de Robin com Rhodes e seu novo relacionamento com seu pai serão testados quando sua saúde ficar em crise no fim da temporada.

13. Um bromance para o Rhodes

Apesar de não terem tido um bom começo, Rhodes e seu novo mentor Dr. Latham (Ato Essandoh) começarão um bromance na metade da temporada. “O relacionamento deles irá se desenvolver e eles se tornarão amigos, na medida em que Latham conseguir”, disse Schneider. “Isso se tornará uma amizade muito profunda”. Latham começará a fazer terapia para melhorar sua capacidade de se conectar com as pessoas e ler suas emoções e assim será diagnosticado que Latham é autista.

14. Arrependimentos para a Burgess?

Irá Burgess (Marina Squerciati) sentir algum remorso por ter se mudado para a Inteligência? A transição será mais difícil do que ela imaginou, quando ela perceber que Ruczek (Patrick John Flueger) não está feliz com o fato de que irá trabalhar com ela, e nem o seu o novo parceiro.

15. Uma mudança nas atuações de Choi

Nós veremos um lado diferente do Dr. Choi (Brian Tee) em Chicago Med. Ele continuará focando nos traumas, particularmente tratando as vítimas de ferimento com bala ou de extrema violência. Ele enfrentará algumas dificuldades no trabalho, de uma forma diferente, mas positiva.

16. Um novo rosto 

Os personagens de Chicago Justice não serão os únicos novatos em 2017. Irá se juntar à equipe de Chicago Med o Dr. Stanley Stoll (Eddie Jemison), o Chefe de Medicina de Emergência. Ele retornará do seu inverno sabático com o apelido “The Troll”.

17. Uma decisão difícil para Casey

Os problemas de Casey não ficarão só dentro de casa quando Chicago Fire retornar. Em uma chamada, Casey será forçado a fazer uma decisão em segundos e ainda não sabemos se ele tomará a decisão certa. “Ele terá que decidir quem ele irá salvar, bem no estilo A Escolha de Sofia”, disse o produtor executivo Derek Haas. “Será muito intenso, mas veremos ramificações que influenciarão no episódio seguinte”.

 

7 comentários

Adicione o seu
  1. Avatar
    eduardo 31 dezembro, 2016 at 21:10 Responder

    Lembrando que [SPOILER]
    [SPOILER] [SPOILER] [SPOILER]
    [SPOILER] [SPOILER] [SPOILER]

    Na segunda temporada de Fire, Shay morreu. Na segunda de PD a Nadia. Pelas minhas teorias conspiratórias é uma mulher e eu acho que pode ser a Dr. Reese por conta de todo o envolvimento dela com o caso do Dany.

  2. Eduardo Nogueira
    Eduardo Nogueira 31 dezembro, 2016 at 17:54 Responder

    “Infelizmente, as fatalidades não serão limitadas aos casos da semana. Um personagem importante de Chicago Med terá uma saída trágica antes do fim da temporada. Quem será? E como?” – QUE NÃO SEJAM MINHAS SHARON, NAT E MAGGIE. Ah sim, muito menos Will e Rhodes, ME RECUSO!

  3. Avatar
    Juk 31 dezembro, 2016 at 08:48 Responder

    Ei! Eu não vejo PD, só Fire, Med e agora Justice, então poderiam me dizer qual é o episódio que rola esse piloto de Justice? eu não vi.
    E sobre quem vai morrer em Med: se for a Maggie, eu mato os produtores, os roteiristas, todo mundo. Mata qualquer um ali, menos a Maggie.

Post a new comment