O que esperar da sexta temporada de The Good Wife

É inegável a tremenda reviravolta que a história de The Good Wife deu em sua quinta temporada. Confesso que tinha dado uma desanimada boa com a série lá na quarta temporada. Aquelas histórias da Kalinda com o marido me davam sono. Alicia estava meio apagadinha, e a vida na Lockhart/Gardner era monótona. Não tinha graça.

A esperança de que algo gigantesco viria acontecer veio no final deste então quarto ano parado da série. “Eu estou dentro”, disse Alicia para Cary. Pronto. A bomba estava lançada. A protagonista da série começava ali um dos plots mais bem elaborados desta última fall season e que trouxe uma carga de acontecimentos para a série, que fez ela ser considerada por muitos – inclusive pela crítica especializada – como o melhor drama de 2014.

 

The Good Wife 4x22“I’m in”

 

Quando a quinta temporada estreou, as atenções voltaram-se para a saída de Alicia da L&G e como Will e Diane lidariam com isso. A alta expectativa foi completamente suprida em um dos mais épicos episódios da série, o 5×05 – “Hitting the Fan”. A cena em que o chefe de Alicia descobre a “traição” dela e de Cary foi única na série. Josh Charles brilhou. Julianna Margulies brilhou. E a partir dali foi só chumbo grosso.

O modo como construiram a rivalidade entre as duas firmas, e o amor de Alica e Will se tornar um sentimento de raiva e desprezo foi fantástico. E como todos sabem, talvez a rivalidade tenha ficado mais forte ainda justamente pelo amor que um sentia pelo outro. Mas quando achamos que tinhamos visto de tudo na série, eis que no décimo quinto episódio, “Dramatics, Your Honor” fomos pego de surpresa: Josh Charles estava deixando o show, e Will foi assassinado em corte. Foi um choque. Ninguém esperava. Todos sofreram.

A construção da série a partir dali poderia ir para diversos caminhos. Sem um de seus grandes protagonistas, a série poderia se perder facilmente. Mas não. The Good Wife provou que é sim, um dos melhores dramas na TV aberta americana. Suas histórias apenas se intensificaram, e sua season finale apenas confirmou isso. A temporada terminou com muitos cliffhangers e infinitas possibilidades para a série se reinventar (ainda mais) a partir de setembro.

 

O que pode vir por aí…

 

tgw5x22aliciaUm dos grandes plots para o próximo ano é se Alicia vai aceitar ou não a proposta de Eli para concorrer a vaga de Procuradora Geral do estado de Illinois. Há quem prefira que ela não aceite. Mas convenhamos, se a protagonista topar entrar nesta, uma infinidade de histórias se abrirão. E o teor político irá se destacar ainda mais. Margulies já provou ter cacife o suficiente para encarar desafios, e não duvidaria que, com a trama certa, ela conseguiria colocar as mãos novamente em um Emmy. Fora isso, Alicia percebe que esta sim seria uma grande chance para a sua vida – além de sua carreira. Alicia poderá sair da sombra de “Esposa” do governador. E com certeza, ela não irá facilitar a vida de Peter – que provavelmente não irá aceitar esta ideia muito bem. Ao mesmo tempo, Robert King deixou a entender que Alicia e Peter podem se tornar um casal poderoso na sexta temporada. Seria isso um indício que o relacionamento aberto deles estaria no fim, com eles voltando a ficarem juntos?

Outra grande história aguardada é a ida de Diane para a Florrick/Agos. Já suspeitávamos que isso ia acontecer. Após a morte de Will, David Lee se uniu ao Sr. Canning (em uma das melhores atuações de Michael J. Fox na série), justamente para tentar excluir a advogada de sua posição. E parece que o barco começou a afundar na L&G. Diane resistiu, mas ela viu que lutaria sem sucesso. A pergunta fica: com ela disposta a recomeçar do zero e ir trabalhar para seus ex-funcionários, ela terá histórias interessantes? Poderia dizer que ela deve carregar grande destaque da próxima temporada com esta história. E Cary que se cuide pois seu estranhamento com Alicia seria um fator essencial para que, de alguma forma, Diane em pouco tempo possa se tornar sócia de Alicia. A promessa é que, na firma os espectadores vejam muito de Chumhum nesta temporada, o que pode aumentar ainda mais as intrigas dentro da F&A.

 

tgw5x22

 

Quem precisa se reinventar é Kalinda. A personagem sofreu um apagão na série desde seu último – e sofrível – plot, e somente nos últimos episódios da temporada voltou a brilhar. Estaria ela disposta a seguir Diane? Como funcionará a dinâmica dela com Cary daqui pra frente? A investigadora tem tudo também para ter uma história formidável nesta temporada. Oremos para que os produtores lembrem dela.

All Tapped Out-TGWEm adição ao elenco, Finn apareceu nos últimos episódios – em uma tentativa de suprir o vazio masculino deixado por Will. O personagem é carismático, funciona em tela, e tem boa dinâmica com Alicia. O problema é se Finn veio apenas para se tornar um caso amoroso para Alicia, ou se ele vai ter mesmo uma história que funcione na série. Pois personagem “enche-linguiça” é algo que The Good Wife não precisa. E detalhes a parte, sabemos que nada vai suprir a falta que Will faz na série.

Muitas são as possibilidades para The Good Wife fazer um ótimo ano. Aliás, seria um excelente momento para os produtores anunciarem como temporada final. A série ainda está no auge, mas esteve durante quase todo o ano na bolha de cancelamento. Encerrar com o chave de ouro é o mínimo que a CBS poderia fazer para uma série que lhe trouxe tanto prestígio quanto essa. Nos resta torcer por Julianna Margulies no Emmy, comemorar a vitória da série no TCA Awards e esperar ansiosamente por 21 de setembro, quando The Good Wife continua.

Share this post

Anderson Narciso

Anderson Narciso

Mestre em História, apaixonado por mídias, é o editor responsável e idealizador do Mix de Séries. Eterno órfão de Friends, One Tree Hill e ER, acompanha séries desde que se entende por gente. No Mix é editor de colunas e de notícias, escreve a coluna 5 Razões e resenha a série Gotham.