Once Upon a Time – 4×06 – Family Business

Once-Upon-a-Time-4X06-1

Continua após as recomendações

Todos os fãs, independente de qual série seja, ficam nervosos ao saber que aquela produção inserirá um arco narrativo de algo já conhecido, podendo ser livros ou filmes, ou que uma nova série será uma adaptação televisiva de uma obra literária de sucesso, ou uma grande produção cinematográfica. Convenhamos que algumas vezes todo esse processo de adaptação dá certo, fazendo com que a história vá ao limite que poderia ir, seguindo a linha lógica de sua origem, e continue satisfatoriamente bem, com suas próprias pernas. Outras fazem coisas que não deviam, se perdem demais do processo original e… É, o resultado é o pior possível. Mas o que isso tudo tem a ver com Once Upon a Time? A resposta é simples: Frozen!

Antes de tudo vamos ressaltar que: isso é uma avaliação pessoal, logo pode ir de contra aos pensamentos de várias pessoas. Convenhamos que cada um tem sua própria opinião e nunca nós, do Mix de Séries, vamos expor opiniões para agradar ao público. E outra: a minha própria opinião pode mudar com o decorrer dos episódios, já que os acontecimentos serão explicados de maneira mais abrangente. Estando todos entendidos disso, vamos à crítica.

Continua após a publicidade

É lógico que a produção da ABC iria abordar alguma temática inovadora, uma relação interessante entre os personagens de Arandelle com os personagens já conhecidos pelo público alvo da série. No entanto, faço a pergunta: é isso que vemos atualmente? Claro, estamos presenciando uma construção gradual de relacionamentos entre os personagens e será Ingrid o fator conectivo entre o mundo de Arandelle e Storybrooke. Até aqui tudo ótimo, até porque jogar personagens aleatórios sem uma história que tenha uma coerência é a mais pura loucura. Mas é justamente a história, de Ingrid, que intriga, que me leva aos mais altos níveis de raiva e sensação momentânea de desgosto.

Entro em um paradoxo e disso não nego. Afinal, se gosto de um personagem, da ligação das histórias que o mesmo está realizando, como não vou gostar da própria história dele? Não sei descrever algo que diminua esse sentimento paradoxal e que explique melhor para vocês. O que sei dizer é: o lance de todo mundo está conectado misteriosamente à Arandelle ou à Ingrid é inadmissível, pelo menos de minha parte. A impressão que tem é que os produtores não conseguem construir uma história realmente decente para um personagem, ou um grupo de personagem, e se aproveitam do passado mutável dos personagens para fazer conexões como lhe são cabíveis. Não sou obrigado a engolir isso e ficar calado. Esperei seis meses, ou mais, para o retorno de uma série, para ver a narração da história de Elsa atrás de Anna. O que vejo é Ingrid fazendo tudo e tendo conexões com todos: Mr. Gold, Emma, Anna, Belle, Elsa… Só falta dizer que ela é parente dos personagens principais.

Gente, se tem tanta coisa pra contar nesse arco. Anna é uma personagem incrível e a atriz que dá vida a ela sabe interpretar de forma brilhante todas as facetas que a personagem necessita. Kristoff está sendo deixado de lado e o desaparecimento de Anna o envolve diretamente. Elsa parece ter regredido e se tornado aquela princesa que não tem mais o controle de seus poderes, que não enfrentou tudo aquilo que ela enfrentou em seu filme. A verdade é que ela parece uma iniciante nesse mundo da magia. Conhecemos, pelo menos alguns, o trabalho de Georgina e ela pode ser explorada mais dignamente. Isso sem falar da situação de Regina e Robin, que está sendo deixada de lado mais que aquela fantasia tosca de carnaval, o atual momento que Mary vive como prefeita e mãe e a  própria operação de Henry e Regina em busca do autor do livro. Histórias é o que a série mais tem, perguntas nem vou contar. Mas o que fica é: saberemos de tudo? A data do episódio final da fall season está chegando…

4 comentários

Adicione o seu
  1. Daniele
    Daniele 6 novembro, 2014 at 18:08 Responder

    Eu gostei episódio em si porque ele, pelo menos, tentou responder as perguntas até então. Até aí, okay. Acontece que, o problema de OUAT, é que são 12423432434 personagens e os produtores não dão conta. Resultado: a série vira um samba do criolo doido.

    Vemos que a Crivella vai entrar na série. A pergunta é que eu faço: pra quê? Para que colocar personagens a mais na trama se OUAT não está dando conta de contar as histórias direito. Tá meio confuso. Ok, até entendi o plano da Ingrid, mas, gente, pls, não era necessário a insertção da Ingrid em OUAT, até porque essa personagem não existe em Frozen (aleluia! hahaha)

    Concordo com quando vc menciona que a Elsa é uma personagem fraca, bem diferente do filme. Espero sinceramente que Elsa se torne a Ela de Frozen e que Anna apareça em OUAT com as suas características dela.

    • Avatar
      Alex Sousa 11 novembro, 2014 at 09:44 Responder

      Por mim: colocaria Cruella na próxima temporada e expandia mais o universo Frozen. Esse é um dos defeitos que estou começando a ver na produção: eles querem introduzir novos personagens, novas histórias, continuar o desenvolvimento dos personagens principais… Tudo isso em 12 episódios. Depois muda tudo e começa tudo de novo. Qual a real necessidade? Não seria melhor expandir e fazer uma produção mais elaborada, trabalhada e digna dos personagens convidados? Sim, sem dúvida alguma!

  2. Daniele
    Daniele 6 novembro, 2014 at 18:08 Responder

    Eu gostei episódio em si porque ele, pelo menos, tentou responder as perguntas até então. Até aí, okay. Acontece que, o problema de OUAT, é que são 12423432434 personagens e os produtores não dão conta. Resultado: a série vira um samba do criolo doido.

    Vemos que a Crivella vai entrar na série. A pergunta é que eu faço: pra quê? Para que colocar personagens a mais na trama se OUAT não está dando conta de contar as histórias direito. Tá meio confuso. Ok, até entendi o plano da Ingrid, mas, gente, pls, não era necessário a insertção da Ingrid em OUAT, até porque essa personagem não existe em Frozen (aleluia! hahaha)

    Concordo com quando vc menciona que a Elsa é uma personagem fraca, bem diferente do filme. Espero sinceramente que Elsa se torne a Ela de Frozen e que Anna apareça em OUAT com as suas características dela.

    • Avatar
      Alex Sousa 11 novembro, 2014 at 09:44 Responder

      Por mim: colocaria Cruella na próxima temporada e expandia mais o universo Frozen. Esse é um dos defeitos que estou começando a ver na produção: eles querem introduzir novos personagens, novas histórias, continuar o desenvolvimento dos personagens principais… Tudo isso em 12 episódios. Depois muda tudo e começa tudo de novo. Qual a real necessidade? Não seria melhor expandir e fazer uma produção mais elaborada, trabalhada e digna dos personagens convidados? Sim, sem dúvida alguma!

Post a new comment