Once Upon a Time – 6×12 – Murder Most Foul

Imagem: Banco de Séries

E de repente vem um sentimento de felicidade. Finalmente as coisas estão andando como devem. O episódio não tinha sido maçante. Tudo correu como deveria. O plot principal foi esquecido durante os trinta e tantos minutos que já haviam passado. Ainda esperava o fim para fechar um grande episódio de OUAT. Então, como quem não espera nada, me colocam uma bomba que acaba com toda a felicidade da série. Eu sei muito bem que os cliffhangers e os plot twists movem um episódio de qualquer série, mas porque não permitir a felicidade de um personagem que busca por redenção? Porque remoer um erro de momentos do passado justo agora? O que fizeram com Hook no fim foi cruel… Parece que alguns roteiristas estão se deixando levar pelas atitudes de Evil Queen e acabando com nossa paz!!!

O decorrer do episódio foi muito bem trabalhado, confesso. Conduziram a história do pai de David de uma maneira bela. Mais um personagem que busca por redenção e se ferra no caminho. A relação de sua história original com a verdade foi muito bem trabalhada. Cheguei a me conectar com o personagem de uma maneira interessante, sentindo pena pelo seu sofrimento. Abdicar de um filho para salvar outro, se arrepender, buscar uma forma de perdão e ainda sofrer ainda mais por isso. O nome foi manchado, a honra da família, o futuro de David, a arrogância familiar de James… Tudo poderia ter sido diferente. Realmente parece que os produtores estão buscando retratar o mundo real na série e estão conseguindo.

Continua após a publicidade

Todos sabemos que foi extremamente desnecessário esse “retorno” ao passado de Hook. Mas a maior indignação é saber que isso ainda acabará com o brotp mais interessante até o momento. A relação David/Hook nunca tinha sido abordada até o momento e o fizeram de maneira incrível. Do mesmo jeito que criamos uma empatia gigantesca por Regina/Snow, que ainda neste episódio nos proporcionaram cenas de amizade intensa, estamos engajados na construção da relação sogro-genro.

Imagem: Banco de Séries

E quem pensa que a rainha do sofrimento da ABC passaria um episódio feliz, está muito enganado. Já cansamos de ver Regina pagar pelos seus erros. A personagem abraçou a bondade há mais de duas temporadas, mas até agora não viu resultados. A volta de Robin foi um movimento totalmente sem pensar. Desnecessário trazer alguém que não a completa da mesma maneira para confortar suas necessidades. Mais uma vez o show fazendo escola com a vida real. Quantas vezes as pessoas não insistem no que acreditam gostar e sofrem por isso? É meus caros amigos, a vida é uma caixinha de surpresas igual àquela que o Robin roubou no final…

No próximo episódio, vivenciaremos um pouco mais de Rumple e seu passado. O personagem mais caricato de toda a série sempre está presente para mostrar seu poder e dessa vez não será diferente. O plot atual de Gideon tá meio chatinho, mas a presença do Senhor das Trevas sempre dá uma animada na situação. Tenho uma ligeira teoria sobre a presença de Robin ligada à Rumple, mas vamos deixá-la para o futuro das reviews… Continuam acompanhando as novidades aqui no site e nos vemos na próxima semana.

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=XWjnePuH-NA[/youtube]

Lucas Franco

Lucas Franco

Mineiro, Escorpiano, 20 Anos, Estudante de Medicina. Direto do Arkham Asylum para o Mix. Eterno fã de Chuck, E.R. e Friends (RIP). Por entre as madrugadas vive a dualidade dos estudos e das séries. No Mix, escreve as reviews de Quantico, The Good Doctor e Legends of Tomorrow.

No comments

Add yours