Os bastidores de Damages: curiosidades por trás das câmeras

Imagem: Audience Network/Divulgação

Na última segunda-feira (24) Damages completou 10 anos do seu lançamento, numa terça-feira às noite pela FX. A estreia foi boa – 3.7 milhões de telespectadores assistiram a exibição original, sendo que após as reprises na mesma noite o drama conquistou 5.1 milhões. Era o programa mais assistido da TV a cabo naquela noite.

O problema é que, apesar do grande apoio que recebia da crítica, os telespectadores não gostaram da narrativa contínua já que preferiam o formato “episódico” tão bem sucedido na TV aberta com NCISBoston LegalLaw & Order. Quando a segunda temporada estreou, o sangramento da audiência foi ainda maior, sendo o terceiro ano um fracasso total.

Continua após a publicidade

A SonyTV, entretanto, foi mais rápida e assinou com a DirecTV para trazer a série para mais algumas temporadas. Apesar de toda essa turbulência, Damages manteve a qualidade, colecionando prêmios e consolidando Glenn Close como uma das principais atrizes na televisão naquele momento. Um grande drama de tribunal que, até hoje, permanece inatingível.

História Real

Bernie Madoff Imagem: AP/The Independent/Divulgação

Cada temporada foi inspirada em eventos da vida real. O primeiro ano foi no escândalo Enron, uma grande companhia de energia dos Estados Unidos que após a divulgação dos meios que os executivos usavam para ganhar dinheiro foi a falência. A segunda temporada foi baseada na crise energética do estado da Califórnia de 2001.

O terceiro ano debruçou-se sob lendário caso da pirâmide operada por Bernie Madoff revelada em 2009. O quarto foi livremente inspirado numa companhia militar chamada Blackwater e a quinta temporada foi baseada no WikiLeaks e seu criador, o polêmico Julian Assange.

Segundo Lily Tomlin

Imagem: Craig Blankenhorn/FX/Divulgação

Lily Tomlin (Grace & Frankie) nunca escondeu ser uma grande fã da série, mas a admiração pelo drama jurídico era tamanha que quando estava numa galeria para exibição de um artista e esbarrou em Todd A. Kessler, um dos criadores e produtores executivos, insistiu por mais informações e futuras reviravoltas.

Apesar da negação naquele momento em razão do contrato que tinha com o FX, Todd manteve Lily em mente e na terceira temporada ofereceu um papel para a atriz, Marilyn Tobin. Ela não hesitou, aceitou o convite e em 2010 foi indicada ao Emmy de Melhor Convidada Especial em Série de Drama.

Em defesa das mulheres maduras

O Presidente da CEO, John Landgraf, disse em entrevista que Breaking Bad foi oferecido ao canal e rejeitado para que eles pudessem encomendar a primeira temporada de Damages. Landgraf decidiu produzir o drama jurídico porque eles já tinham outras quatro séries protagonizadas por homens brancos e anti-heróis.

Mesmo dizendo não estar arrependido da escolha que fizera à época visto os inúmeros prêmios conquistados por Damages, John acredita que o sucesso e bom trabalho de Glenn Close à frente da produção fez com que a televisão se tornasse mais “amigável” para mulheres protagonistas. Para efeitos de curiosidade, até hoje o FX é o canal que mais venceu prêmios pelo trabalho de mulheres adultas.

I Love New York

Imagem: Steve Rosenbach

A vinheta é composta por várias imagens contendo esculturas da cidade de Nova York, incluindo o The Glory of Commerce no Grand Central Terminal, Civic Fam no Manhattan Municipal Building e Asia em frente ao Alexander Hamilton U.S. Custom House.

O friso do prédio da Suprema Corte do Condado de Nova York também é mostrando, mas com uma das frases mais famosas de George Washington – The true administration of justice is the firmest pillar of good government, ou melhor, “A verdadeira administração da justiça é um dos pilares mais sólidos de um bom governo.”

Quanto mais criminoso melhor

Para o elenco da quinta temporada, Ryan Phillippe (hoje em Shooter) inicialmente não estava muito empolgado em participar de Damages, mas num telefonema com os produtores ele mudou de ideia quando ficou sabendo que seu personagem seria moldado em torno de Julian Assange, figura na qual Phillippe é fascinado.

O motivo? Segue o escândalo do WikiLeaks por muitos anos.

Rapidinhas

Damages é exibida em mais de 50 países.

Glenn Close vestindo Domenico Vacca (Imagem: FX/Divulgação)

– O apartamento de Patty Hewes (Glenn Close) realmente existe e está localizado na 7ª Avenida, Oeste da 17ª rua.

– Grande parte do guarda-roupa de Glenn Close tinha um designer exclusivo – o italiano Domenico Vacca.

– O custo do figurino de Glenn era orçado em 5 mil dólares por peça, enquanto o de Rose Byrne era de 4 mil dólares.

– Cada episódio demorava uma média de oito dias para ficar pronto

– Os atores tinham pouquíssimo tempo para se preparar e recebiam o roteiro horas antes do início das gravações. Glenn Close descrevia a agenda como “desafiadora, mas um grande exercício”.

Avatar

Bernardo Vieira

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.

No comments

Add yours