Os bastidores de Friends: curiosidades por trás das câmeras

Friends

Imagem: Today

Gostando ou não, concordando ou não, Friends é uma das comédias mais famosas, celebradas e lembradas da história da televisão. Seja pela leveza das piadas e dos personagens, das histórias divertidas e pela qualidade e simpatia dos atores que interpretaram grandes fenômenos da TV, a  produção não só lançou a carreira de um elenco promissor como também trouxe um público gigantesco para sala que sequer sabia o que era uma série.

Exibida de 1994 até 2004, Friends trouxe dez anos de muitos lucros, prêmios e críticas extremamente positivas para a NBC. Indo desde vendas internacionais e espaços publicitários até a valorização de alguns bairros da cidade de Nova York, a comédia também conseguiu algo que pouquíssimas produções cômicas sonham –  uma exibição após o Super Bowl, que não serve apenas para alavancar audiência, mas também para reafirmar o quão importante aquela série é para o canal e para televisão.

Mesmo que você defenda Seinfeld ou How I Met Your Mother como as melhores comédias da história da TV, temos que concordar com uma coisa – todas essas três marcaram época, encantaram uma geração inteira de telespectadores e ainda serviu para revelar grandes talentos do entretenimento mundial, como Jennifer Aniston, Neil Patrick Harris, Julia Louis-Dreyfuss, Jerry Seinfeld e entre outros.

Continua após a publicidade

O problema do sofá

Friends Orange Couch

Imagem: Daily Mail

Quando Friends não era uma série muito popular, ou seja na fase inicial que dependia de um orçamento limitadíssimo da NBC, a produção não tinha condições de gastar com cenários extravagantes ou mobílias caras, forçando a equipe a usar o que tinham a disposição e nada mais. Em entrevista ao The Huffington Post, Greg Grande, o decorador responsável, contou como conseguiu construir e mobiliar os cenários:

“A primeira coisa que eu fiz foi fazer uma vista ao galpão de armazenamento da Warner Bros.. Literalmente dentro de um porão, de baixo de algumas bugigangas, estava um sofá absolutamente lindo e com um estofamento maravilhoso. Entretanto, estava muito maltratado. Eu tive que limpar um pouco, fazer algumas arrumações na parte de trás, mas nós limpamos.”

O problema é que a NBC não gostou muito dos reparos, tanto que pediu para que Grande levasse o sofá de volta para a manutenção para limpa-lo ainda mais. O decorador posteriormente quis saber da Warner em quais outras oportunidades a mobília fora usada, mas infelizmente nunca descobriu.

A arte imitando a vida

A dificuldade que Chandler tinha para se comunicar ou se aproximar de mulher foi, na verdade, inspirado nos problemas do próprio Matthew Perry, de acordo com um artigo publicado pela revista People em 1995. O próprio ator confirmou numa entrevista ao dizer que – “Esses personagens são versões mais exageradas e interessantes do que nós mesmos”.

Até mesmo a mania de fazer perguntas exageradas bem do Matthew. “Ele tem sua própria maneira de falar, usando perguntas como – “Será que isso pode ser ainda mais?” – Então eles decidiram escrever um episódio inteiro falando exatamente de como que todos no seu escritório zombavam da sua maneira de falar,” disse Jennifer Aniston.

Quebrando tabus

Friends

Imagem: Time

Para quem pensa e afirma que Will & Grace foi pioneira no quesito diversidade e representatividade da comunidade LGBT, está certo, porque a série realmente tem o seu lugar na história por ter promovido tantas discussões à época sobre o assunto. Entretanto, Friends também dedicou-se a explorar a questão quando decidiu dedicar um episódio inteiro da segunda temporada, chamado de The One with the Lesbian Wedding, para falar sobre um casamento entre duas mulheres.

 O problema é que isso aconteceu antes mesmo dos anos 2000 e, consequentemente, a NBC já esperava uma enxurrada de críticas, ameaças de boicote, abandono de anunciantes e entre outras questões que aconteceram com Ellen em 1997, que forçaram a ABC a exibir um comunidade de “aviso” aos pais em relação ao conteúdo que seria exibido em seguida.

Resultado? A emissora recebeu apenas quatro ligações de reclamação.

Alternativos

Assim como tantas outras séries que saíram do papel, ou não, Friends também teve outros títulos provisórios ou que a NBC chegou a considerar. Nenhum, entretanto, tinha a simplicidade e a objetividade que o escolhido teve. Foram considerados – Friends Like Us, Six of One, Across the Hall, Once Upon a Time in the West Village eInsomnia Cafe. Ainda bem que a emissora tomou a decisão certa, não é mesmo? Sinceramente? Não gostei de nenhuma das opções.

[youtube] https://www.youtube.com/watch?v=67hDG_tzRvE [/youtube]

O apartamento grande demais da Monica

Monica's Apartament

Imagem: Metro

Uma das grandes controvérsias que seguiram Friends desde seu episódio piloto até seu Series Finale foi o tamanho do apartamento de Monica, que para algumas pessoas, era inconcebível ser tão grande em plena cidade de Nova York. A explicação é até bastante interessante, porque toda a residência foi na verdade baseada num apartamento que uma das decoradoras teve nos anos 1970.

“T0dos nós tivemos experiência similares em Nova York durante a década de 70, então nós tentamos atingir e reproduzir a vida normal daqueles que moram na cidade, retiramos muitos elementos que sentimos que não seriam apropriados para a história…Morei num apartamento no sexto andar, então eu tive casa maior por menos dinheiro, até porque ninguém queria subir seis lances de casa até seu apartamento,” completou.

Imagine só

Rachel

Imagem: Mix de Séries

Olhando para o elenco de Friends é possível que todos digam que nada, absolutamente nada ali poderia ter sido diferente. Tudo perfeito. Até eu concordo com isso, mas outros atores também receberam propostas para viverem alguns dos personagens principais.

Rachel, que acabou ficando por conta de Jennifer Anniston, foi oferecida para Tea Leoni (hoje em Madam Secretary), que inclusive foi a primeira escolha da Warner Bros, mas que recusou para se dedicar a outras personagens. Elizabeth Berkley, de Saved By The Bell Showgirls, fez uma audição para interpretar Rachel Green, mas acabou não passando. Até mesmo Courteney Cox se habilitou para viver a personagem, mas depois todos chegaram num consenso que ela seria melhor como Monica.

eric mccormack

Imagem: The Hollywood Reporter

Ross, que ficou a cargo de David Schwimmer, teve Eric McCormack passando por algumas, repito, algumas audições para conseguir o personagem, mas acabou não conseguindo e fez com que ele conquistasse seu próprio sucesso posteriormente – Will & Grace.

Monica, vivada por Courteney Cox, foi cobiçada por Leah Remini que após ter perdido a personagem conseguiu seu próprio hit ao estrelar, por quase uma década, The King of Queens ao lado de Kevin James. Além dela, Janeane Garofalo recebeu a oferta para interpretar, mas recusou para participar de uma temporada do Saturday Night Live.

Chandler

Imagem: Mix de Séries

Chandler, que ficou sob responsabilidade de Matthew Perry, quase caiu nas mãos de ninguém menos que Jon Favreau, mas acabou recusando por motivos alheios a esta coluna. Por uma obra do destino, a fita da audição de Jon Cryer nunca chegou a Warner Bros. antes ou depois da escalação de Perry, fazendo com que a redenção do estúdio viesse anos depois com sua confirmação em Two and a Half Men. Craig Bierko, era o primeiro nome para viver o personagem, mas acabou recusando para fazer um piloto que nunca foi produzido.

Avatar

Bernardo Vieira

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.

No comments

Add yours