Os bastidores de Law & Order: curiosidades por trás das câmeras

Law & Order
Imagem: TV Guide

[spacer height=”20px”]

Continua após publicidade

É verdade que nessa coluna gosto muito de falar em legado, o que pode ser visto como uma superlativização das séries que marcaram seu tempo e continuam ditando moda, mas acredite – a história da televisão americana é tão rica, tão importante e tão extensa, que é muito importante que essa parte seja discutida e elucidada. Entretanto, não há produção melhor para se discutir legado do que Law & Order, que é nosso tema.

Continua após a publicidade

Lançada em 1990 e exibida até 2010, a série passou pela administração de quatro presidentes (George H. W. Bush, Bill Clinton, George W. Bush e o início de Barack Obama), viu o primeiro McDonald’s abrir na União Soviética em 1991, dividiu a atenção dos americanos com a morte da Princesa Diana em 1997 e a invasão dos Estados Unidos no Iraque em 2003, além estrear sua 19ª temporada na noite seguinte à eleição de Barack Obama em 2008.

Continua após publicidade

Responsável por originar inúmeros spin-offs, sendo um deles exibido até hoje (o Special Victims Unit), Law & Order surgiu a partir da ideia de Dick Wolf em mostrar uma visão otimista do sistema criminal judicial americano. Originalmente prevista para se chamar Night & Day, o drama conseguiu não só tratar de grandes temas das páginas policiais do momento no país, como também receber figurões da cidade de Nova York, como os ex-prefeitos Rudy Giuliani e Michael Bloomberg, o deputado federal José Serrano, que representa o 15º Distrito do Estado de Nova York, mais precisamente o bairro do Bronx, e entre tantos outros.

Inspiração

Continua após publicidade
O procurador Robert Morgenthau Imagem: Dog Green Productions

Fala-se que o Procurador Adam Schiff (Steven Hill) é livremente baseado no verdadeiro Procurador do Distrito do Condado de Nova York, Robert Morgenthau, que pessoalmente adorou ter servido de inspiração para Law & Order, uma das suas séries preferidas.

Dentre os principais casos da carreira de Morgenthau, está a condenação de Mark David Chapman, que foi levado ao tribunal em agosto de 1981 por ter assassinado John Lennon no ano anterior. Além do Bank of Credit and Commerce International (ou simplesmente BCCI) que após uma investigação de fraude revelou que o banco lavava grandes quantidades de dinheiro para as empresas criminosas e ilegalmente tinha ganhou o controle da primeira Bankshares nos Estados Unidos.

Conflito de Interesse 

Durante a temporada das campanhas políticas em 2008, que terminou com a vitória de Barack Obama para Presidente dos Estados Unidos, a TNT, que detém os diretos de transmissão de Law & Order pelo syndication a bastante tempo, parou de exibir algumas reprises do drama.

O motivo? Naquele ano, Fred Thompson, que interpretou na série o Procurador Distrital Arthur Branch, estava concorrendo nas primárias dos republicanos para ser o representante do partido nas eleições gerais. O problema é que a TNT não teve escolha. De acordo com a lei eleitoral vigente, a emissora teria que dispôr do mesmo tempo de televisão para todos os outros candidatos caso exibisse um dos episódios estrelados por Fred Thompson.

Após ficar em terceiro lugar nas primárias do estado da Carolina do Sul e de Iowa, além do quinto em Michigan e Nevada, ele desistiu da candidatura. Abaixo você confere um dos comerciais da campanha do ator à presidência em 2008.

 

É só afinidade mesmo….

Imagem: TV Guide

Quando Law & Order estava perto de encerrar a produção da sua quinta temporada, o produtor executivo Dick Wolf decidiu não renovar o contrato de Chris Noth. O motivo? De acordo com palavras do lendário produtor, a interação entre Logan (personagem de Noth) não tinha muito “contraste dramático” com Briscoe (Jerry Orbach).

Telespectadores e críticos ficaram chocados e até contrariados com a escolha de Dick em descartar o personagem por ser o único original à época, além de ser o personagem mais popular. Anos depois, Noth convenceu Wolf a produzir o telefilme Exiled, lançado em 1998, para poder completar a história do personagem.

O longa para televisão também serviu para introduzir Ice-T na franquia Law & Order, que posteriormente seria integrado ao elenco regular de Law & Order: Special Victims Unit onde permanece até hoje.

Abaixo a violência

Michael Moriarty, intérprete de Ben Stone, se demitiu ao final da quarta temporada após uma longa discussão com a Procuradora Geral dos Estados Unidos da gestão de Bill Clinton, Janet Reno, que á época lutava por uma diminuição expressiva na violência vista na televisão. O ator sentiu que a NBC estava tentando silencia-lo quando duas participações nos talk shows da casa foram canceladas, enquanto a participação do seu personagem diminuía.

Janet Reno Imagem: The New York Times

Dick Wolf afirma que tudo não passou de uma coincidência, mas Moriarty continuou afirmando que foi forçado a tal situação e teve que renunciar. Depois de pedir demissão, Michael mudou-se para o Canadá onde planejou a criação de um partido político, mas que nunca foi a diante.

A luta de Reno surtiu efeito. Após longas audiências no Congresso americano, que contaram com a participação de Jante, emissoras começaram a exibir anúncios públicos anti-violência. Na metade da década, as empresas estavam instituindo um sistema de aviso aos pais em relação a programação, porém ao final da década de 1990 desenvolveu-se um chip que poderia bloquear determinado programa baseado em tal sistema.

Turned Down, For What?

A série foi originalmente concebida para ser exibida na Fox, mas o então CEO da Fox, Barry Diller, não gostou da ideia. Dick Wolf levou então a ideia para a CBS, que até produziu um episódio piloto em 1988 chamado de Everybody’s Favorite Bagman. Entretanto, a emissora não gostou do que viu e resolveu não encomendar uma primeira temporada.

No ano seguinte, o projeto chegou na NBC. A emissora encomendou a série em 1989, onde começou a ser exibida a partir de 1990.

Para Inglês Ver

Imagem: Save Our BBC

Law & Order foi baseada e inspirada num drama produzido pela BBC 4 sobre o sistema legal britânico e exibido em 1978 que foi assistido por Dick Wolf. A atração tratava de um acontecimento (sobre um detetive corrupto da Scotland Yard que colocava a culpa num criminoso conhecido por um roubo que ele mesmo cometeu) de quatro perspectivas diferentes. Do policial, do criminoso, da acusação e dos advogados de defesa até a condenação à prisão perpétua do réu inocente.

Wolf gostou da ideia inovadora de seguir um acusado num inquérito policial e então a perspectiva de advogados através para o julgamento e o veredito.

Catarinense e bacharel de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.