Os bastidores de Pretty Little Liars: curiosidades por trás das câmeras

Imagem: ABC Family/Freeform/Divulgação

Nesta última terça-feira (27) foi ao ar nos Estados Unidos o Series Finale de Pretty Little Liars. Poderíamos dizer, com muita segurança, que é o fim de uma era para a Freeform e de certa forma para a televisão americana. Foram anos desafiando a paciência dos telespectadores, crescendo com a audiência e criando novas maneiras de se conectar com todos aqueles que assistiam a série semanalmente.

Para termos uma ideia de quanto o drama adolescente impactou uma geração, lembra-se da exibição do episódio piloto foi em 08 de junho de 2010, momento que o Brasil estava em plena campanha presidencial que culminaria com a eleição de Dilma Rousseff, Barack Obama sentia os primeiros sinais de desgaste no seu primeiro mandato e o mundo descobria os abusos sofridos por Rihanna no relacionamento com Chris Brown.

Muitos críticos afirmam que Pretty Little Liars foi um dos maiores absurdos a fazer sucesso na televisão pela sua narrativa cansativa. Eles podem até ter razão, até porque foi exatamente isso que tivemos em grande parte desses anos, mas a Freeform cresceu, os telespectadores também e agora temos grandes talentos como Lucy Hale e Ashley Benson prontos para evoluir ainda mais.

Continua após a publicidade

Em Português

Segundo dados divulgados pela High Speed InternetPretty Little Liars é a série mais assistida em todo o catálogo da Netflix no Brasil, ganhando de grandes nomes como Grey’s AnatomyHouse of Cards Breaking Bad. O mais impressionante da tabela com 91 países, vale pontuar, é que nós somos os únicos que mais consomem o programa.

Imagem: Cosmpolitan/CW/Freeform/Divulgação

Reciclagem

Segundo a Cosmopolitan, a produção de Pretty Little Liars usou vários cenários construídos à época para a primeira versão de Gilmore Girls. O Apple Rose Grille, como por exemplo, era o restaurante de Luke (como observamos ao lado) e o porche de Emily era o mesmo visto em Gilmore.

Curiosamente, outras séries também usaram os mesmos cenários de Pretty Little Liars como uma forma de economizar – Witches of East End, The Carrie Diaries, Gilmore Girls, Bitten e Hart of Dixie.

It’ Summer Time

Ashley Tisdale, empurrada por um grandioso sucesso dos três filmes de High School Musical, foi escalada pela ABC Family para interpretar uma das quatro protagonistas. O problema é que ela eventualmente recusou a personagem para estrelar Hellcats na CW que seria cancelada posteriormente após uma temporada.

Está tudo conectado

Principal prédio da Universidade de Rosemont (Imagem: Rosemont College/Divulgação)

Pretty Little Liars acontece em Rosewood, interior do estado da Pensilvânia, mas o verdadeiro município é Rosemont, um endereço caríssimo do subúrbio da Filadéfia, no mesmo estado. A curiosidade é que a cidade serviu de inspiração para a novela de Agnes Nixon, Pine Valley, além de ser o mesmo pano de fundo do clássico All My Children.

Tragédia Turca

O drama rendeu pelo menos uma versão internacional na televisão turca, onde foi batizada de Tatli Kucuk Yalancilar (algo parecido com Doce Krishna Yalancilar). A série foi exibida de 06 de julho de 2015 até 03 de outubro de 2015, mas conquistou uma audiência tão ruim para Star TV que a emissora simplesmente tirou o programa do ar após treze episódios.

Futuro & Passado

Imagem: ABC Family/Freeform/Divulgação

Pretty Little Liars gerou uma série derivada em outubro de 2013 chamada de Ravenswood, mas o problema é que a audiência foi impressionantemente baixa que a ABC Family/Freeform resolveu cancelar o spin-off após 10, repito, 10 episódios.

A criadora, Marlene King, é uma das principais entusiastas da ideia que se produza um filme inspirado em Pretty Little Liars para que ela possa encerrar a série adequadamente, mesmo que a emissora já tenha sinalizado o seu destino em 2015.

Ainda não há nenhuma confirmação por parte da emissora que isso possa acontecer, mas levando em conta que eles recentemente descartaram o projeto de produzir um longa metragem inspirado em Greek e o fracasso de Baywatch nas bilheterias é possível imaginar que não é o melhor momento para filmes baseados em seriados.

Avatar

Bernardo Vieira

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.

2 comments

Add yours

Post a new comment