Os bastidores de Seinfeld: curiosidades por trás das câmeras

Seinfeld (1)

Imagem: Collider

Com o passar dos anos muitas séries americanas acabam marcando seu tempo, não só pela qualidade como, também, pela maneira exemplar de retratar a sociedade da época, com piadas que funcionavam grande parte do tempo. Dentre esses clássicos, cita-se The Cosby ShowDallas (de 1978), FriendsE/RThe Golden GirlsThe Mary Tyler Moore ShowDynastyL.A. Law e entre outros.

Todavia, a primeira série a ser esmiuçada por esta coluna em 2017 fez mais do que lançar moda, projetar atores competentes ou lembrar que fazer comédia também é coisa séria, pois o que Seinfeld fez foi estabelecer um padrão de como fazer humor na televisão americana que, inclusive, é utilizado por roteiristas e produtores até hoje para desenvolver bons (e maus) projetos.

Se você gostou de assistir FriendsHow I Met Your MotherArrested Development, The Big Bang TheoryNew Girl e entre tantos outros, agradeça a Larry David, Jerry Seinfeld, a enorme criatividade de ambos e a NBC por ter colocado essa maravilhosa comédia no ar.

Money, Money must be funny…

Top of the Rock- Inside the Rise and Fall of Must See TV

Imagem: Goodreads

Em 2012, juntamente com T.R. Pearson, Warren Littlefield escreveu um livro batizado de Top of the Rock: Inside the Rise and Fall of Must See TV (ao lado), que falava sobre seu tempo exercendo diversas funções na NBC. Dentre uma das partes mais interessantes e memoráveis da obra, o executivo revela que o canal ofereceu cerca de 100 milhões de dólares para que Jerry Seinfeld.

Numa entrevista à Fox News em 2012, Warren revela que ofereceram ao produtor um total de 05 milhões de dólares por episódio, o que à época é completamente fora dos padrões para o ramo da televisão. O valor era não só um sinal de confiança com o trabalho de Jerry como também uma oferta que ninguém teria coragem em recusar.

Porém, Littlefield revela que a resposta de Seinfeld foi a seguinte – “Eu não tenho vida, não sou casado, não tenho filhos”. “Nós demos tudo o que tínhamos, foi tentador para ele, mas no fim acabou se tornando uma decisão muito particular e pessoal,” disse Warren à emissora.

Baseado numa história real?

Michael Costanza (1)

Imagem: Twitter

Michael Costanza (foto), então amigo de Jerry Seinfeld, entrou com um processo de 100 milhões de dólares contra o colega por difamação e invasão de privacidade. Sua alegação é que George Costanza, interpretado por Jason Alexander, foi inspirado na sua pessoa sem sua autorização.

De acordo com a The Associated Press e a ABC News, a divisão de apelações da Suprema Corte do estado de Nova York ratificou a decisão de um juiz federal, de junho de 1999, que “Seinfeld não utilizou o nome do requerente com exceção de um único episódio onde Constanza, fez uma breve participação. O pleno ainda afirmou que existiam inúmeras limitações no caso, visto que Michael não entrou com um processo contra Jerry quando a série estreou em 1989.

Quero ser Woody Allen

Seinfeld Inspiration

Woody Allen, Jason Alexander e Larry David (da esq para dir) Imagem: Mix de Séries

Jason Alexander, intérprete de George Costanza, inspirou-se no diretor Woody Allen para compor e construir seu personagem, inclusive referente ao uso de óculos. Entretanto, depois de muito tempo o ator acabou descobrindo que George foi criado com base no comportamento de Larry David, que ajudou na criação de Seinfeld juntamente com Jerry Seinfeld.

Após a descoberta, Jason passou a estudar mais a vida de Larry e George Constanza perdeu o estilo Woody Allen de ser para parecer-se mais com David.

Persona non grata

NBC Logo

De acordo com um artigo publicado por Austin Siegemund-Broka, do The Hollywood Reporter em 2014, Larry David abandonou suas funções em Seinfeld pela segunda vez após uma reunião com os executivos da NBC sobre a terceira temporada da comédia.

Numa conversa com o colaborador David Steinberg no Theatre at Ace Hotel em Los Angeles, o humorista revelou que antes de uma reunião, executivos da Castle Rock Entertainment, uma das co-produtoras de Seinfeld, disseram – “Olha, nos faça um favor, OK?  Apenas não faça ou fale nada.” O problema é que as ideias forem realmente terríveis. “Porém, eu me mantive quieto,” disse David.

No estacionamento logo após o encontro, David disse a Jerry Seinfeld e a Castle Rock que ele estava pedindo demissão. “Eu fui e disse, ‘Então, boa sorte,’ ” disse.

Manda quem pode, obedece quem tem juízo

Quando o Series Finale de Seinfeld foi exibido em 14 de maio de 1998, a TV Land prestou uma homenagem a comédia ao não exibir nada durante a transmissão. Para preencher a faixa de horário, a emissora apenas exibiu uma foto de um escritório com as portas fechadas.

A MTV, entretanto, quis ser mais inteligente do que o restante. O canal levou ao ar episódios originais de animações exatamente nos momentos que Seinfeld estava no intervalo fazendo com que os telespectadores que estavam assistindo ao Series Finale não perdesse o desenho e vice-versa.

[youtube] https://www.youtube.com/watch?v=RgMTDxsEpHw [/youtube]

The Jackie Chiles Show

Em julho de 1999, o Chicago Tribune publicou uma matéria afirmando que Seinfeld ganharia uma Spin-Off e que a NBC estava planejando um lançamento para a midseason de 2000. Porém, o projeto sequer entrou em contenção na Pilot Season, período onde as emissoras pedem a produção de um episódio piloto para avaliação, fazendo com que a ideia não passasse de uma vontade do canal em manter os lucros que Seinfeld gerava até então.

Em 2012, quando NAACP (National Association for the Advancement of Colored People ou Associação Nacional para o Progresso de Pessoas de Cor em português) voltou a pressionar os quatro grandes canais da TV americana (ABC, CBS, Fox e NBC) a voltar em investir na presença de minorias, Phil Morris, intérprete de Jackie Chiles, retomou a ideia de produzir The Jackie Chiles Show para levar à apreciação da NBC. Desde de então, não falou-se mais sobre o projeto.

Abaixo você confere uma das melhores cenas do personagem:

[youtube] https://www.youtube.com/watch?v=jpcEietIoxk [/youtube]

Toque feminino

Julia Louis-Dreyfus Seinfeld

Imagem: NBC

Elaine, interpretada por Julia Louis-Dreyfus, não fazia parte dos planos iniciais de Seinfeld. Durante o período de desenvolvimento, a NBC expressou estar bastante preocupada com o fato do projeto estar muito “masculino” e tornou-se insistente que seria necessário uma personagem feminina.

A emissora disse que seria fundamental que uma mulher fosse escalada, do contrário a comédia não receberia a encomenda da sua primeira temporada.

Avatar

Bernardo Vieira

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.

No comments

Add yours