Os bastidores de Supergirl: curiosidades por trás das câmeras

Imagem: CW/Divulgação

Com as séries da CW retornando e estreando na próxima semana, o Mix de Séries resolveu dedicar a coluna Bastidores para explorar tudo o que aconteceu por trás das câmeras, pelo menos até agora, de uma das séries mais importantes do canal, Supergirl. Uma produção que não só representa a ascensão e a conquista de espaço das mulheres na indústria, como também mostra que é possível fazer entretenimento com super-herói de qualidade sem apelar para a testosterona desenfreada.

Inspirando meninas e jovens ao redor do mundo por mostrar que super-heroínas também podem salvar o dia, a série conseguiu seu lugar ao sol com muita rapidez e facilidade. As críticas foram positivas, a audiência satisfatória e os leitores das histórias em quadrinhos ficaram satisfeitos com o resultado. O problema é que desde o início Supergirl não pareceu fazer parte da programação da CBS, fazendo com que a emissora, em 2016, anunciasse que a série se mudaria para a CW.

Oscarizado

Continua após a publicidade

Imagem: YouTube/Reprodução

Uma dos aspectos mais importantes numa produção cujo protagonista é um super-herói ou um vilão é o uniforme. Sabendo disso, e com um orçamento gordo à época, a figurinista Collen Atwood foi chamada para desenhar. A CBS gostou tanto do resultado que a aprovação foi rápida e sem muitas considerações.

Collen não era nova à época da pré-produção de Supergirl no universo dos super heróis, haja vista que foi responsável pelos uniformes de Arrow e The Flash e desenhou as vestes que o Super-Homem do longa metragem que nunca aconteceu Superman Lives usaria. Vale lembrar também que a profissional é vencedora de quatro prêmios Oscar pelos trabalhos nos filmes de Chicago, Memórias de uma Gueixa, Alice no País das Maravilhas e Animais Fantásticos e Onde Habitam.

O problema do Super-Homem

Imagem: CW/Divulgação

Tyler Hoechlin nunca escondeu a dificuldade em vestir-se como o Super-Homem. “Eu sempre pensei que um dos grandes poderes dele era de trocar de roupa o mais rápido possível, porque não é assim tão simples a primeira vez que você tenta fazer,” confessa o ator.

O mais curioso ainda sobre a escalação de Tyler é que ante mesmo de ser escalado para interpretar Clark Kent/Super-Homem em Supergirl, ele foi considerado para interpretar Bruce Wayne/Batman no filme Batman vs Superman: A Origem da Justiça, mas que eventualmente acabaria ficando com Ben Affleck.

A Favorita

Imagem: CW/Divulgação

Durante o intenso (e longo) processo de escalação do elenco de Supergirl, sabia-se que Melissa Benoist era uma das favoritas para interpretar a personagem após o sucesso que fez em Glee e também porque a direção da CBS acreditava “ser uma ótima ideia”. Em janeiro de 2015 foi anunciado que a atriz tinha conseguido o papel, derrotando nomes como Claire Holt, Gemma Atkinson e Elizabeth Lail.

The Sound of Music

Além de atuar, diversos atore do elenco da série tinham uma certa experiência com música como Melissa Benoist, Jeremy Jordan, Chyler Leigh, Mehcad Brooks David Harewood e Laura Benanti. Tais talentos, segundo Melissa Benoist, fez com que os atores pensassem despretencioamente na ideia de fazer um episódio musical.

A situação é que os roteiristas tanto levaram a possibilidade a sério que o tal episódio musical aconteceu na última temporada.

Rapidinhas

Jeb Bush, o então pré-candidato à presdiência dos Estados Unidos entre 2015 e 2016 pelo Partido Republicano, encarou algumas críticas de alguns conservadores após dizer que Melissa Benoist estava “muito gostosa” num dos vídeos para promover a Series Premiere da série.

Lynda Carter admitiu em diversas entrevistas que inspirou-se em Hillary Clinton para interpretar a Presidente Olivia Marsdin.

Avatar

Bernardo Vieira

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.

No comments

Add yours