Os bastidores de The West Wing: curiosidades por trás das câmeras

The West Wing

Imagem: Odyssey

É provável que você nunca tenha ouvido falar de The West Wing ou sequer sabia que o material foi uma série de TV. Entretanto, em homenagem as eleições americanas, que finalmente acontecerão na próxima terça-feira (08), o Mix de Séries contará um pouquinho dos bastidores do drama que foi pioneira por introduzir a política na televisão norte-americana durante duas das administrações mais contraditórias, surpreendentes, consequentes para a história mundial e bem sucedida, no caso de Bill Clinton.

Responsável por alavancar a carreira de muitos atores, como Joshua Malina e Bradley Whitford, The West Wing foi um dos trabalhos mais bem sucedidos da carreira de Aaron Sorkin, que posteriormente ganharia o Oscar pelo roteiro de A Rede Social e criaria The Newsroom para a HBO, além de surpreender muitos pela maneira como conseguiu falar de política na TV aberta dos Estados Unidos e ainda fazer sucesso durante todo o tempo que permaneceu no ar.

Convidados célebres

Continua após a publicidade

Bill Clinton

O Presidente Bill Clinton (Imagem: Venngage)

Em recente entrevista ao The Huffington Post, Dulé Hill, responsável por interpretar Charlie Young, disse que em razão da temática da série era comum que a equipe tivesse inúmeros encontros com políticos do alto escalão da política norte-americana, dentre eles o então Presidente Bill Clinton, que convidou toda a equipe para o seu último jantar dos correspondentes, além de ter conversado com alguns membros do elenco após seu derradeiro State of the Union (ou Estado da União), onde o chefe do executivo entra em rede nacional para falar sobre os atuais desafios do país, o que esperar do futuro e as realizações daquela administração para a nação.

Problemas com os rumos criativos

Richard Schiff

O ator Richard Schiff (Imagem: Pictures of Celebreties)

Como qualquer série que já está a bastante tempo no ar, The West Wing também passou pelos seus momentos de turbulência quando Aaron Sorkin e Tommy Schlamme deixaram o drama. A confusão mais notória aconteceu com Richard Schiff que em entrevista a Entertainment Weekly, mostrou-se frustrado com a direção criativa inesperada que seu personagem, Toby, havia tomado quando vazou informações classificadas para a imprensa e, consequentemente, traiu o Presidente.

“Eles não me avisaram com antecedência como Aaron e Tommy fariam,” disse Schiff. “Claramente, eles não quiserem me comunicar porque ficaram com medo da minha reação. Eu teria reclamado, porque não estava claro que após seis anos de construção, meu personagem teria um final daquele,” completou. A realidade é que não só o elenco, como também os críticos à época, apontaram que a quinta temporada foi realmente a mais fraca de toda a série por causa da saída de Aaron Sorkin e Tommy Schlamme.

Um mundo sem Jed Bartlet

Warner Bros. Television

Imagem: YouTube

Numa oportunidade em que discutiu as origens de The West Wing, Sorkin confessou que a NBC quase rejeitou o projeto. Aaron explicou que minutos após ter terminado de escrever o episódio piloto da série, o escândalo envolvendo Bill Clinton e Monica Lewinsky em janeiro de 1998. “Estávamos tranquilos naquele momento, mas chegamos na conclusão de que eles não poderiam fazer aquilo agora,” confessou o roteirista em entrevista”.

Para tentar vencer o projeto para a NBC, a Warner Bros. Television inventou quatro novos tipos de demográficos que poderiam se interessar em temática política: residências com rendimento superior a 75 mil dólares por ano, com pelo menos uma pessoa com graduação, que assina o The New York Times e, mais importante no final da década de 90, com acesso à internet.

“Foi isso que nos colocou no ar, e se tivéssemos a oportunidade de voltar no tempo e dar uma olhada nos comerciais que a NBC rodou, foi impressionante. Eu serei eternamente grato pela internet ter colocado esse show no ar,” completou.

De acordo com Larry David

Quando Sorkin saiu de The West Wing após a quarta temporada, ele admitiu que nunca mais assistiu um episódio da série desde então, e não sabe como que a série terminou. Quem lhe inspirou? A mente brilhante por traz de Seinfeld Curb Your Enthusiasm, Larry David, que entrou em contato com Aaron após a notícia da sua saída foi anunciada.

“Larry David deixou Seinfeld muito cedo, e ele me disse, “escuta aqui! Isso é muito importante – você nunca mais vai assistir esse show novamente. Ou essa série será ótima e você se sentirá miserável, ou será pior e você se sentirá miserável de qualquer forma”.”

Em cima do muro

Theodore Roosevelt

Retrato de Theodore Roosevelt (Imagem: Wikiquote)

Tradicionalmente, durante uma administração republicana, o retrato de Theodore Roosevelt fica pendurado na sala Roosevelt na ala oeste da casa branca, mas quando o país está sob uma administração democrata, o retrato de Franklin D. Roosevelt fica pendurado no mesmo local. Em The West Wing, a direção de arte da série tomou cuidado em ter ambos os quadros erguidos para não causar problemas entre os telespectadores conservadores e/ou liberais.

Avatar

Bernardo Vieira

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.

No comments

Add yours