Outcast – 2×07 – Alone When It Comes

Imagem: YouTube/Reprodução

Depois da loucura que foram os últimos episódios, Outcast retorna com um clima menos intenso. Mas nem por isso deixou a qualidade de lado. “Alone When It Comes” trouxe incríveis reflexões a respeito de toda a trama e nos deixou com pontas importantíssimas para o futuro da série. Mais do que nítida, a evolução entre as temporadas vem sendo benéfica à série. O retorno deste ano traz consigo uma evolução interessante dos personagens e de suas tramas pessoais. Se as coisas continuarem no ritmo que estão, creio eu que a série terá todos os motivos do mundo para continuar na grade e retornar no próximo ano com mais uma temporada. Mas, enquanto aguardamos, melhor comentar um pouco mais das grandes novidades.

Kyle ainda está muito abalado, mas só consegue pensar na segurança de sua família. Está sendo interessante ver essa evolução do personagem. Ele provavelmente foi um excelente pai antes dos acontecimentos da primeira temporada. Mas, conhecemos um Kyle diferente do que vemos hoje. Aquele homem desestimulado e solitário hoje vive uma grande responsabilidade e conseguiu por fim unir sua família. Pelo menos, foi o que achávamos. Aquele angustiante final de perseguição me deixou ansioso demais. Gostei de ver o Outcast usar seus poderes e intimidar boa parte da cidade que estava atrás de sua família. Ainda assim, a decisão de deixar sua mulher e filha seguirem caminho e ficar para trás com intuito de livrar a cidade deste grande mal foi sábia. É melhor conviver com a distância do que colocar aquelas que você ama em perigo.

Continua após a publicidade

Imagem: YouTube/Reprodução

Enquanto nosso herói não descobre a maneira de se livrar dos demônios, ele conta com alguma ajudinha especial. Que personagem incrível Rosie tem se tornado. Quando vi sua luta com a amiga no celeiro, imaginei exatamente o que descrevi logo acima.

Outcast retornou para esta temporada pensando um pouco fora da caixinha. Conferindo plots interessantes a personagens antes não evidenciados. Achei interessante a dinâmica e creio que poderão investir um pouco mais nisso. Como Giles agora está desempregado, seria impressionante ver o casal como caçadores de demônios.

De tudo, o mais impressionante do episódio vem agora. Ainda estou impressionado com a queda de Sidney. Não digo isso no sentido do personagem em seus atributos. Digo como um chefe superior que está cada vez mais subordinado. Foi bacana ver como ele realmente não é tudo aquilo que pensamos. O personagem está cada vez mais vulnerável e agora está a mercê da galera do Farol. Outro ponto que me deixou impressionado foi como eles estão lidando com isso. Obviamente, eles devem ter um conhecimento sobre possessão – afinal, todos ali já passaram por isso – e sobre a intenção real da tão aguardada Fusão. Sidney não tem muita escapatória neste momento. A morte, ou algo do tipo, está chegando para ele. Resta saber se sua partida fará parte de uma dimensão ainda maior na série.

A três episódios da grande final, Outcast vem caminhando para a resolução. Acredito que os produtores devam cozinhar um pouco mais essa historia de Sidney no próximo episódio para que os últimos dois fiquem focados na dominação demoníaca. A Fusão está próxima e ainda não conhecemos muito bem os efeitos desta coisa sobre os cidadão de Roma. Espero que tragam uma final de qualidade, afinal, a temporada está fazendo jus a qualidade dos quadrinhos.

Possession Notes:

Note 1: Só eu que acho que o velho louco do Junkyard pode ser o pai de Kyle. Ok que sua “luta” com Sidney não nos mostrou evidências de seu poder como Outcast, maaaaaas… às vezes ele perdeu igual aquele sonho de Kyle com sua mãe. Vamos aguardar.

E vocês, o que acharam? Ansiosos para a grande final daqui a algumas semanas? Continuem acompanhando as reviews e notícias aqui no Mix e até a próxima semana! Abraços! 😀

Tags Outcast
Lucas Franco

Lucas Franco

Mineiro, Escorpiano, 20 Anos, Estudante de Medicina. Direto do Arkham Asylum para o Mix. Eterno fã de Chuck, E.R. e Friends (RIP). Por entre as madrugadas vive a dualidade dos estudos e das séries. No Mix, escreve as reviews de Quantico, The Good Doctor e Legends of Tomorrow.

2 comments

Add yours
  1. Avatar
    Bruno D Rangel 29 maio, 2017 at 09:39 Responder

    Kyle me irrita muito. Quase todas suas atitudes são estúpidas. Sua única aliada, a filha, foi embora. Entendo que ele quer que ela fique segura, mas ela parece ser mais poderosa que ele! Espero que melhore agora com a captura de Sydney.

    Rosie já ganhou meu coração <3

    • Lucas Franco
      Lucas Franco 30 maio, 2017 at 00:37 Responder

      Rosie ganhou o coração de todos nós <3

      E com toda certeza aquela baixinha é muito mais poderosa que ele… O que ela faz não tem limites kkkk

Post a new comment