Outlander, 5ª temporada na Netflix: entenda o final e spoilers

Outlander final explicado 5 temporada Netflix

O final de Outlander explicado com spoilers

Outlander finalmente estreou sua quinta temporada na Netflix e, agora, os fãs já podem maratonar todos os episódios.

Continua após publicidade

A boa notícia, aliás, é que a série já garantiu uma sexta temporada. Mas antes de pensar nesta nova temporada, precisamos discutir um pouco sobre o que aconteceu no final deste quinto ano.

Continua após a publicidade

E bem, o final da 5ª temporada do Outlander foi… muito difícil de assistir. Em grande parte centrando na violência (incluindo violência sexual) Claire sobrevive nas mãos de Lionel Brown e os outros bandidos. Também, há apenas uma narrativa mais ampla para revelar sobre “Never My Love”.

Continua após publicidade

Dito isso, há muito para discutirmos, emocionalmente, sobre esse final. Incluindo uma explicação das cenas de dissociação de Claire, bem como algumas respostas importantes sobre onde Brianna e Roger terminaram quando atravessaram as pedras.

Para aqueles que procuram alguma explicação sobre o final da 5ª temporada de Outlander, eis o lugar certo!

Continua após publicidade
Outlander final explicado 5 temporada Netflix
Imagem: Divulgação.

Rapto de Claire

Claire é sequestrada por Lionel Brown e uma gangue de bandidos. Qe aparentemente estão agindo separadamente do irmão de Lionel, Richard e dos outros residentes de Brownsville.

Lionel está zangado porque Claire tem publicado informações sobre saúde reprodutiva sob o pseudônimo masculino de Dr. Rawlings nos boletins locais. No episódio anterior, Lionel vê evidências nesse sentido no consultório médico domiciliar de Claire. Tudo isso, enquanto ela está curando a esposa de Lionel, que é uma sobrevivente de violência doméstica.

Quando Lionel percebe o que Claire está tramando, ele fica com raiva. Pois pensa que é direito do homem fazer sexo com sua esposa quando ele quiser, independentemente da esposa consentir ou não. Dessa forma, ele vê Claire como uma ameaça ao “direito dado por Deus”. E então, ele a quer punir por ousar dar às mulheres as informações e o incentivo para ajudá-las a se manterem saudáveis e seguras.

A sequência de dissociação “estilizada”

A primeira metade do final da 5ª temporada de Outlander utilizou uma estrutura narrativa não convencional. Presumivelmente uma tentativa de contar mais articuladamente a história do trauma de Claire e/ou quebrar a intensidade de um episódio tão violento e perturbador para o espectador (e para a própria Claire). Enquanto Claire está deitada no chão da floresta, espancada e traumatizada, ela se dissocia de sua situação atual. Em vez disso, ela se imagina nos anos 1960 ou 70, mas desta vez ela está lá com sua família do século XVIII.

Jamie está lá, assim como Marsali e Fergus, Jocasta e Murtagh, e até mesmo Ian. Todos os atores, exceto Sam Heughan, são estilizados como se fossem da época (Lauren Lyle em particular parece muito legal). Eles estão se reunindo para o Dia de Ação de Graças e tudo deve estar feliz e bem. Mas o sonho de Claire é obviamente colorido pelo medo e a dor que Claire está desesperadamente tentando não sentir.

Imagem: Divulgação.

A porta de um armário está estranhamente entreaberta de uma forma que distrai Claire. Frequentemente, ela se imagina sendo abraçada confortavelmente por Jamie, envolvida e protegida em seus braços. Em um ponto do período de dissociação, Claire vê dois policiais batendo na porta. Eles dizem a ela que Bree, Roger e Jemmy sofreram um acidente de carro fatal a caminho do jantar de Ação de Graças.

Distanciamento da realidade

Tudo isso é uma tentativa de representar um distanciamento da realidade, que muitas pessoas que passam por traumas fazem. É a maneira que o nosso corpo usa para tentar nos proteger de um trauma que estamos experimentando atualmente. Ou, também, que experimentamos anteriormente.

Outlander, dessa forma, escolheu uma maneira incrivelmente criativa de representar isso. Logo, a série mesclou a sensação mais ampla de segurança que Claire sentia no século 20 com a sensação de segurança e proteção que ela sente por ter seus entes queridos ao seu redor.

Quem é Wendigo Donner?

No final da 5ª temporada, Claire conhece Wendigo Donner, que faz parte do grupo que a sequestrou. Ao ouvir Claire usar a frase da segunda guerra mundial “Jesus H Roosevelt Christ“, Donner revela-se um viajante do século 20.

Donner é um dos Montauk Five, um grupo de ativistas nativos americanos que viajou de volta da América de 1968 com o objetivo de impedir a colonização britânica e salvar seus ancestrais indígenas. Otter Tooth, que Donner conhece como Robert Springer, fazia parte desse grupo. Embora tenha viajado mais do que os outros homens em quase 50 anos. Otter Tooth ficou obcecado em convencer o Mohawk a evitar os colonos brancos completamente, o que acabou levando à sua morte.

Donner não aparece na série de livros Outlander até A Breath of Snow and Ashes, que é de onde o enredo do sequestro de Claire é retirado. No entanto, no livro, Donner não se revela um viajante do tempo para Claire; em vez disso, é Brianna a quem ele mais tarde se aproxima com as informações. Dado que Donner não está entre os homens que são mortos pelo que fizeram a Claire, é provável que ele volte na 6ª temporada de Outlander.

Imagem: Divulgação.

Marsali mata Lionel Brown

Na que pode ser a melhor cena de todo o episódio final da quinta temporada, Marsali usa uma das seringas de Claire para injetar cicuta de água em Lionel, que está ferido. Então, diz a ele que, embora Claire possa ter feito um juramento de não causar dano, ela não fez tal coisa. Dessa forma, ela o mata.

Quando Jamie a encontra mais tarde, ao lado do cadáver, Marsali teme que vá para o inferno pelo que fez, e Jamie a consola.

A viagem no tempo de Roger e Brianna explicada

Outlander chamou atenção com a aparente viagem no tempo de Bree e Roger. Aliás, entre um episódio e outro, ela fez o público acreditar que tinha causado uma grande mudança no enredo do livro. Supostamente, a série enviou Roger, Bree e Jemmy de volta ao futuro uma temporada antes do esperado.

Mas claro, aqueles que viram o final da 5ª temporada de Outlander sabem que não é realmente o caso.

Enquanto Bree, Roger e Jemmy realmente desapareceram quando tocaram a pedra no episódio 11 (todos nós vimos isso, certo?), eles reapareceram de volta onde começaram, na América colonial do século 18.

Pela breve conversa que Bree e Roger tiveram sobre o assunto, parece que as pedras levaram os Mackenzies de onde eles começaram porque, quando Roger e Bree pensaram em “casa”, não era o século 20 que eles imaginaram. Mas sim Fraser Ridge e tudo o que ele representa.

Imagem: Divulgação

Ou talvez tenha sido a incapacidade de Jemmy de se concentrar no século 20 que impediu a família de viajar para lá? Certamente, vamos obter mais teorias sobre isso com os próprios personagens na próxima temporada. 

Então, por que a série fez isso? Aparentemente, esse foi um truque para tentar surpreender os leitores do livro que também assistem a série, mas no final não acrescentou nenhuma profundidade narrativa à história da 5ª temporada.

Guerra está vindo

Os eventos no final da quinta temporada de Outlander ocorrem no final de 1773, o que significa que a eclosão oficial da Guerra Revolucionária não está tão longe (abril de 1775). Claire e Jamie sabem disso e fazem alusão a isso enquanto estão na varanda.

A guerra está chegando a Outlander novamente, provavelmente na 6ª temporada.

E então, você gostou da quinta temporada da série?  Deixe nos comentários e, igualmente, continue acompanhando as novidades do Mix de Séries.